• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Dicas de como dar homeopatia para cães e gatos + cuidados com os medicamentos.

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 14 de fevereiro de 2012

    gato

    A querida Carmen Cocca, veterinária holística aqui de Floripa, me viu conversando com uma leitora no Facebook sobre cuidados com os medicamentos homeopáticos e gentilmente me enviou um texto com dicas sobre o assunto. Também acrescentei algumas minhas. Boa leitura!

    Dicas minhas que servem para uso humano e animal:

    • Aqui em casa guardo as homeopatias em uma caixinha de isopor, longe de celular, TV, geladeira ou qualquer outro aparelho ligado permanentemente na tomada.
    • Quando o medicamento é em gotas, eu o dinamizo antes de dar/tomar. Para isso, basta bater levemente o vidro por dez vezes na palma da mão.
    • Não deixe o conta-gotas entrar em contato com a boca (do cão ou sua).
    • Pingue a homeopatia na palma da sua mão ou direto na gengiva. (O Shoyo bebe a dele da minha mão feliz da vida)
    • Bom para gatos: você pode usar uma seringa e um pouco de água para dar a homeopatia, principalmente se ela for em pó ou bolinhas.
    • Para gatos, às vezes dá certo pingar na patinha, caso eles lambam em seguida. Daí é bom pingar uma gota por vez. As mucosas da boca são o melhor local para absorção apropriada da homeopatia.
    • Também é possível pingar o medicamento na água, mas sobre isso converse com o veterinário homeopata. Inclusive sobre a regularidade da troca de água.
    • Converse com o homeopata sobre uma fórmula com a menor concentração de álcool possível.
    • Se mais de um medicamento foi receitado, espere uns 15 minutos entre um e outro.
    • Dê os remédios com no mínimo 1h de distância antes/depois de alimentar o animal.
    • Certifique-se de que o animal não expeliu o medicamento, então o distraia um pouco dando carinho (petiscos NÃO!)  por uns 30 segundos.

    Dicas da dra. Carmen:

    • O tratamento homeopático não provoca efeitos colaterais, mas algumas vezes podem surgir sinais e/ou sintomas decorrentes da resposta ao medicamento. Nestes casos é importante comunicar ao veterinário homeopata. É por isso que se deve evitar medicar o seu companheiro sem o acompanhamento do especialista.
    • Da mesma forma, nunca associe medicamentos alopáticos ou fitoterápicos ao tratamento homeopático sem antes consultar seu clínico, mesmo que seja uma “simples” pomadinha.
    • Animais em gestação ou lactação podem ser medicados com homeopatia desde que acompanhados por veterinário especialista.
    • Comunique ao veterinário qualquer mudança no estado físico ou anímico do seu amigão. Pode ser preciso alterar a prescrição inicial em função das novas informações. Não espere o dia marcado para a nova consulta. Ligue em caso de dúvida.
    • O medicamento homeopático é individualizado. O medicamento que curou o cão/gato da vizinha/parente pode não curar o seu e até fazer mal a ele.
    • Antes de começar a administrar o medicamento, confira o rótulo com a receita médica. Antes de usar, verifique a data de manipulação e a validade do medicamento.
    • Só repita uma receita se o veterinário recomendar ou autorizar.
    • A boa relação médico-cuidador é fundamental para o êxito do tratamento.
    • Dê o medicamento preferencialmente longe das refeições. Se for dose única, dê em
      jejum, ou antes de dormir.
    • Não guarde medicamentos homeopáticos em lugar com cheiros fortes. Reserve um local adequado somente para eles, mantendo-os protegidos da poeira, umidade, calor e luz.
    • Evite também guardá-los perto de aparelhos que emitam radiações (eletroeletrônicos, celulares etc.).
    • Não use produtos canforados ou mentolados no animal ou em qualquer um dos habitantes da casa ou no próprio ambiente durante o tratamento, pois estes produtos anulam o efeito medicamentoso.
    • O medicamento homeopático deve ser manipulado por profissionais farmacêuticos habilitados a fabricá-lo e também a prestar a você todos os esclarecimentos sobre seu medicamento. Por isso, só compre seu medicamento homeopático em farmácias de manipulação homeopática. Sempre que houver dúvidas com relação ao preparo e ao uso do medicamento, procure o farmacêutico.
    • Mantenha o medicamento fora do alcance de crianças e animais.
    Categoria: Homeopatia, Terapias Alternativas
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    39 Comentários:

    1. Arly Lopes disse:

      3 de fevereiro de 2014 às 14:17

      Gostaria de saber se vocês informam algum veterinário aqui em São Paulo Capital que façam uso de auto-hemoterapia.
      Muito agradecida pela atenção.

    2. Cristine disse:

      17 de janeiro de 2014 às 00:40

      Olá! Achei seu blog (mt interessante por sinal) numa busca q estou fazendo sobre homeopatia para gatos. Há pouco descobri q minha gata de 7anos tem o vírus da leucemia felina (FeLV). A doença causa nela uma anemia sever e em menos de três meses já foram 3 transfusões, fora o monte de remédios. Só que noto q os remédios não estão ajudando muito a controlar os sintomas (a doença não tem cura), por isso comecei a pesquisar alternativas de tratamento e acredito q a homeopatia poderia ser uma boa. Será que vc teria como perguntar pra vet dos seus filhotes se ela tem alguma sugestão de homeopatia pra um caso como esse? Preciso fazer alguma coisa urgente.. Não quero perde-la!! Obrigada!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        17 de janeiro de 2014 às 11:45

        Cristine, ela precisa de uma consulta específica. O veterinário homeopata prescreverá um remédio específico pra ela, entendeu, não dá pra ser genérico. A autohemoterapia com certeza ajudará, salvei um cachorro que estava com hematócrito 10%! Leia (texto e comentários) e procure um veterinário: http://www.maedecachorro.com.br/category/auto-hemoterapia

        • Cristine disse:

          17 de janeiro de 2014 às 12:56

          Pois é, hematócrito 10% é o meu caso aqui. Ela está em tratamento e acompanhada por uma vet há quase 3 meses, mas mesmo assim, com remédios e transfusões quase q mensais, não estamos conseguindo controlar a anemia. Por isso busquei terapias alternativas. Sobre a homeopatia, encontrei na lista uma vet q tratava meus gatos antigamente e vou procura-la. Sobre a autohemoterapia, me interesso tb, mas não conheço aqui em Porto Alegre que use esse tratamento.. Vou buscar. Vc já ouviu falar do laboratorio acquanosódio, instituto roberto costa em petrópolis-RJ? Parece q eles produzem autohemoterápicos, mas não tenho maiores refências, por isso fico meio insegura. Uma última pergunta, vc já ouviu sobre o tratamento de doenças de cães e gatos com aloe vera (babosa)? Obrigada mais uma vez! Abraço!

          • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

            22 de janeiro de 2014 às 21:01

            Oi Cristine,
            olha, aqui nós íamos tentar a eritropoitina, mas com muito medo dos riscos. Transfusões mensais? Mas sempre do mesmo doador, né? Isso É SUPER perigoso! Fizemos 3 neste caso e a vet ia sacrificar o cão se ele baixasse de 10% o hematrócrito. Nesse dia encomendei a eritropoitina, mas ela demoraria 3 dias pra chegar, foi quando lembrei da auto-hemoterapia, fizemos e dois dias depois o hematócrito já tinha subido e não parou mais de subir! Foram 7 semanas de tratamento.
            Você tem que sair tentando achar alguém que faça, veterinário ou até mesmo enfermeiro. Se você souber tirar sangue da veia e aplicar no músculo, pode fazer sozinha.
            Não ouvi falar do acquanosódio, não, mas se podes usar o próprio sangue e resolver logo, por que não?

            Tem até post aqui no blog sobre o uso de babosa, procure na busca, ok? Já usei contra câncer na minha cadela que tinha tumor ósseo. Viveu bem 2 anos, quando todos davam no máximo 6 meses de vida. Abraço.

    3. Ge disse:

      13 de dezembro de 2013 às 14:27

      Olá! Adorei seu blog! Amei o nome: “mãe de cachorro”! Ótimas dicas! Gostaria de uma ajudinha: vamos viajar no final do ano e como tenho medo de levar meu filhote (poodle de 1 ano e 5 meses)no avião, iremos deixa-lo em um hotel canino. Estou preocupada com a saudade (não apenas a que vou sentir), pois o nosso filhote é acostumado comigo e meu marido, dorme no quarto (debaixo da cama, mas durante a noite dá uns pulos na cama e dorme ao nosso pé, só fica conosco e não é acostumado com outros animais.
      Temo que ele venha se sentir abandonado, não coma e fique triste. Ele ficará 7 dias no hotel.
      Você tem algum floral pra indicar para essa situação?
      Obrigada!!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        21 de dezembro de 2013 às 10:12

        Oi,
        a melhor coisa, nestes casos, é começar a levar o animal para o local onde ele ficará dias antes dele ficar definitivamente.
        Deixe-o lá algumas horas, busque depois. E quando deixá-lo de vez, leve tudo que tem o cheiro dele (cama, paninhos, comedouro, brinquedos) e alguma camiseta ou toalhinha usada e não lavada com o cheiro de vocês.
        Mas o MELHOR mesmo é NÃO criar um animal dependente de nós… Há vários textos no blog sobre ansiedade de separação http://www.maedecachorro.com.br/category/ansiedade-de-separacao Leia os comentários também.
        E sobre um floral, eu recomendaria o fator Estresse do http://www.arenales.com.br Não é floral, é homeopatia.

    4. Darsoni Soares disse:

      1 de dezembro de 2013 às 18:32

      Oi minha cadela de 5 anos esta se cosando demais chega a se ferir,la lavei no veterinario que medicou mas não teve resultado levei novamente me mandou por coleira anti pulga mesmo ela não tendo disse que era alergia a pulga não resolveu, ela se coça e fica uns ferimentos vermelho e com um tipo de caspa e cai9 os pelo geralmente no dorso.que que eu faço?obrigada.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        10 de dezembro de 2013 às 14:58

        Darsoni,
        há vários textos sobre pulgas, inclusive um só sobre alergia a pulgas, aqui no blog: http://www.maedecachorro.com.br/category/pulgas
        Leia textos e comentários, ok?
        Pode ser alergia a TANTAS outras coisas… Eu faria consulta com um homeopata. A veterinária dos meus cães atende por Skype, fale com ela e veja se vcs se acertam ou se ela te indica alguém. Coceira é uma tristeza 🙁 Veterinária: homeopatas.vet@gmail.com, nome> Carmen

    5. Ana Carolina disse:

      3 de outubro de 2013 às 20:43

      Nossa… Não tinha pensado nisso!!rsrs… Fui ver no Dr Google e descobri que ele é um ótimo diurético, é rico em diversas vitaminas, em ferro, ajuda a “limpar os rins”, entre outras coisas. Mas é aquilo, os sites que vi, não são nada científicos. Temos que gomar cuidado, pq um “mero cházinho”, pode fazer um estrago. O de salsinha por exemplo é contra-indicado para gestantes, pois estimula a contração uterina. Mas para desinchar, ele realmente deve see mto bom!! Coitada da minha Luninha, já é magricela, estou resistindo, mas vou acabar dando comida de panela p ela.
      Não estou conseguindo dar o chá p ela como deveria, pq trabalho. Qdo acabar o leite conto aqui. As mamas já estão bem menores.
      Viva a Salsinha!!rsrs. o/
      Bjks meninas!! Eu e a Luna agradecemos mto as dicas!!

    6. Ana Carolina disse:

      28 de setembro de 2013 às 14:39

      Tenho uma cadela mestiça, pesa mais ou menos uns 7 kg e tem 4 anos de idade que está apresentando gravidez Pscicológica e está com bastante leite. Gostaria de saber qual a quantidade eu poderia dar desse chá de salsinha ou se há algum remédio homeopático ou floral que eu pudesse administrar p esta finalidade.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        28 de setembro de 2013 às 15:03

        Ana, mas por q vc não a castra e acaba com isso? http://www.maedecachorro.com.br/2009/03/gravidez-psicologica-em-cadelas-pseudociese.html Dá uma lida.
        Sobre o chá de salsinha, eu daria a metade da dose que a veterinária recomendou pra pit, ou seja, meio litro.

        • Ana Carolina disse:

          28 de setembro de 2013 às 19:51

          Pensei nisto mesmo, em dar a metade.rsrs.
          Sobre castrar, eu má tentei antes do primeiro cio. Ela não tinha nem 1 ano, mas após a anestesia ela teve uma reação e quando a veterinária já estava raspando sua barriguinha, ela parou. Teve um choque-anafilático, com 2 paradas cardíacas. Deu um trabalhão p voltar!! Até respiração boca a boca a veterinária fez. Graças a Deus ela ficou bem, foi p casa no msm dia e já estava toda serelepe a noite.
          Agora estou pensando sobre isso…
          Vou esperar passar mais alguns chios e observar, se continuar recorrente, vou tentar operá-lá com aquela anestesia de cheirinho(não sei o nome).
          De qq forma, mto obrigada pela atenção!! Bjks.

          • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

            2 de outubro de 2013 às 09:19

            Oi Ana, é anestesia inalatória, hehe. Putz, que azar, hein? Sinto muito. Bom, vá na fé no chá de salsinha e conte-nos depois. Beijão!

            • Ana Carolina disse:

              2 de outubro de 2013 às 10:42

              O leite já diminuiu bem. Apesar de eu não ter tido sorte com a anestesia, parece que tive com o chá de salsinha, acho que ela gostou do sabor!!rsrs O resultado está sendo mto bom!!!! Vamos ver quando isso termina e nos próximos cios, como ela vai ficar. Se persistir, ela vai para castração mesmo, com a anestesia inalatória.rsrs E seja o que Deus quiser!!!!

              • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

                2 de outubro de 2013 às 11:01

                Xará, esse chá deve ser ÓTIMO pra secarmos dos inchaços pré-menstruais, né? hahaha Vou tentar! Beijo pra vcs.

    7. Emylia disse:

      20 de maio de 2013 às 21:00

      Olá Ana! Quantos tipos de homeopatia o cão pode tomar ao mesmo tempo, por exemplo para estresse e parasitas…

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        21 de maio de 2013 às 12:02

        Oi Emylia,

        vou ter que ligar pra veterinária dos meus cães, pois é uma dúvida que também tenho, sabia? Peraí…

        Ela disse que depende da escola do médico homeopata. Ela disse que essas fórmulas prontas contam como “bioterápicos”, então podem ser misturadas e o melhor é não ultrapassar dois. Se ela precisa usar um terceiro, ela tira um e substitui. Dar em horários diferentes, pois são estímulos diferentes. Já pra homeopatia, ela, como é de escola unicista, gosta de usar uma só de cada vez.
        Mesmo os fitoterápicos não devem ser usados no mesmo horário e vários de uma só vez.

        EXEMPLO: eu dou pra Java o fator DiproZoo (contra giárdia) da Arenales e o fator P&P Animal Glóbulos (contra pulgas), também da Arenales. Então o certo é dar em horários diferentes e, caso eu queira usar outro, como o fator Estresse Pet, por exemplo, deixar um dos outros de lado. Como é inverno, eu deixaria o de pulgas de lado por um tempo, por exemplo.

        Entendeu? =D

    8. Teresinha disse:

      8 de abril de 2013 às 15:40

      Olá Ana!
      Tenho um cocker spaniel com 6 anos. Ele sempre foi muito ansioso, só que agora minha filha esta trabalhando e fazendo faculdade e ele fica muito tempo sozinho. Agora deu para subir na mesa e babar a casa toda. Qdo. agente chega ele esta muito ansioso e pula demais. Já fiz adestramento. Gostaria de saber se tem algum floral que pode me ajudar! Obrigada! Teresinha

    9. Marina disse:

      4 de março de 2013 às 23:33

      Oi..tudo bem?
      achei muito interessante essa pagina..
      estou desesperada pois meu cachorro poodle do nada parou de mover as patinhas de tras ele só se arrasta, levei na veterinaria fez exame de sangue e deu infecção neurologica..ela receitou remedio e ele parece estar bem, se alimenta bem..só nao consegue andar e só se arrasta..uma amiga que aconteceu parecido com o cachorro dela me disse pra dar p ele Plumbum Ch30..só que estou em duvida se devo dar..estou desesperada quero que ele volte a andar de novo..obrigada

    10. Christianne disse:

      10 de fevereiro de 2013 às 12:07

      Olá Ana ! A vet deu um remédio natural manipulado e fui dando 5 dias antes da viagem.
      Percebi que eles fizeram o embarque depois da maioria dos tripulantes entrarem. E perguntei para a aeromoça se o comandante havia recebido a guia de transporte do pet, garantindo as condições da cabine para ela lá embaixo. Ela estava um pouco assustada ,mas qdo nos viu se traquilizou. Enfim deu tudo certo.
      Adoro o blog e obg pelas otímas dicas!!
      Um super bj
      Chris

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        12 de fevereiro de 2013 às 14:37

        MARAVILHA, Chris, fico na maior alegria com finais felizes assim. Felicidades pra vcs. Beijo.

    11. Rebeca disse:

      2 de fevereiro de 2013 às 01:59

      Boa noite. Tenho uma cadela sharpei de 10 anos. Recentemente ela retirou o útero devido a uma endometriose. Só que agora ela esta com muito leite e um pequeno corrimento vaginal. Eu dei pra ela o CONTRALAC para secar o leite..porém ela esta muito agitada..cansada…mama o leite sem parar…e a respiracaomuito ofegante…ela só tomou 1 comprimido. Não tenho nem coragem de dar mais comprimidos. Q q eu faço? Estou desesperada com ela assim!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        2 de fevereiro de 2013 às 16:42

        Oi Rebeca,

        Leia o post sobre gravidez psicológica http://www.maedecachorro.com.br/2009/03/gravidez-psicologica-em-cadelas-pseudociese.html
        Tem dicas no texto pra evitar a formação de leite. Chá de salsinha é ÓTIMO pra secar o leite, deve ser dado por uns 5 dias, várias vezes ao dia, sendo que no primeiro dia a cadela deve ficar 24h em jejum, só tomando o chá no lugar da água (vc vai dando na seringa na boca dela). A dica é da veterinária dos meus cães. Um molho de salsa pra um litro de água, dar o litro de água ao longo do dia.

        Não tiraram os úteros dela? Se não tiraram, ela vai ficar tendo cio e poderá continuar com gravidez psicológica.

    12. Christianne disse:

      26 de janeiro de 2013 às 00:22

      Oi Ana! Terei que despachar, tem que ser uma caixa grande, fora das especificações da cabine. Já estou acostumando na caixa, ela dorme todos os dias e tb deixo um pouquinho feichada alguns minutos. Ela fica bem. Me preocupo com o transporte e o barulho do avião durante o voo.
      Obrigada pelas dicas.
      Bjoss
      Chris

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        26 de janeiro de 2013 às 21:53

        Bom, não a sede, bote uns paninhos pra ela poder se aconchegar se ficar com frio, mas não bote roupa pq ela pode ficar com calor. E fique em cima da cia aérea pra ela ficar o máximo de tempo contigo antes e depois de embarcar. Beijos.

    13. Christianne disse:

      25 de janeiro de 2013 às 14:05

      Oi Ana !
      Tenho uma cachorrina de 6 meses que vou transportar de avião. Estou um pouco preocupada pois comecei a sair para passear mais percebi que ela está assustada e qdo peguei no colo ela tremia. Tenho medo que ela fique muito agitada no vôo o que pode se agravar devido ao seu focinho curto. Gostaria de saber se tem alguma homeopatia ou um floral para tranquilizar sem a necessidade dela ficar dopada. Estou indo na semana q vem
      Um forte abraço e muito obrigada.
      Christianne

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        2 de fevereiro de 2013 às 17:06

        Putz, Chris, só li agora… O ideal seria ela passar por um vet homeopata com especialização em florais. O que posso te dizer é> NÃO devemos dopar os cães para que viagem. Ela não pode ir na cabine com vc? Seria a melhor opção… Só uma coisa> se toda vez que ela se assustar você der colo, ela ficará mais medrosa, pois o colo é um reforço positivo…

    14. Christianne disse:

      25 de janeiro de 2013 às 01:24

      Olá Ana!
      Estou com uma cachorrinha de 6 meses e vou transportá- la de avião. Praticamente não saiu de casa e percebi que ficou muito assustada e tremia depois do passeio qdo a peguei no colo. Estou preocupada com o transpote, ela tem focinho curto e temo a agitação. Gostaria de saber se tem alguma indicação homeopática para que ela ñ fique tão agitada sem dopar.
      Um abraço forte e agradeço a atenção.
      Christianne

    15. Adriana disse:

      31 de outubro de 2012 às 15:18

      Preciso muito de ajuda, tenho uma cadela bichon frisè de 8 anos com quadro alérgico muito grave.
      Fiz diversos tratamentos com especialistas e não deu resultado. Atualmente ela encontrá-se com o cone, quando tiro ela começa a coçar desesperadamente os olhos, focinho, em volta da boca e as patas, até sangrar.
      Durante a madrugada ela me acorda para coçá-la.
      A médica veterinária fez vários exames e chegou a conclusão que ela tem alergia atopica.
      Não sei o que fazer, pois não consigo tirar o cone da Debby; inclusive ela fez tratamento com remédio a base de corticoide, shampoo manipulado, ração de qualidade, enfim, segui a risca o tratamento e nada deu resultado.
      Peço a ajuda, pois não sei mais o que fazer.
      Tem vacina para este caso? Por favor, onde eu posso conseguir um veterinário especialista que trabalhe com este tipo de vacina?
      Aguardo retorno e agradeço desde já.
      Adriana

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        31 de outubro de 2012 às 19:14

        PARE DE VACINAR ESTA CADELA, POR FAVOR, PRA TUDO! Isso provavelmente é reação à EXCESSO de vacinação. O melhor que posso fazer por você é pedir pra fazeres consulta com a veterinária Sylvia Angélico (mesmo via internet). Ela trabalha em parceria com a veterinária homeopata dos meus cães e com certeza as duas ajudarão. Contatos no http://www.cachorroverde.com.br

    16. ana disse:

      19 de junho de 2012 às 14:52

      Poderia pfv me indicar algum remedio homeopatico para secar o leite da minha cadela (Pitbull)?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        20 de junho de 2012 às 11:50

        Hummmmmmmm, vou ter que ligar pra veterinária homeoapata dos meus cães.
        Ó liguei: Dar chá de salsinha fervida em 1 litro de água. Deixar o maço ferver um pouco e depois tampar. Coar, esfriar naturalmente e dar 1 litro por dia (dose pra uma pitbull de 20 a 25kg) com jejum de 24h no primeiro dia, tomando só o chá de salsinha nestas 24h. Como não é gostoso, terás que enfiar goela abaixo com uma seringa. Dar o chá por 3 dias (mas o jejum é só no primeiro dia), mas nesse primeiro dia já verás resultado bem bom. Dica da veterinária Carmem Cocca (www.homeopatas.blogspot.com)

    17. Joana Silva disse:

      16 de fevereiro de 2012 às 10:01

      Parabéns pelas matérias que tem vindo a publicar. Tenho acompanhado todo o seu trabalho em silêncio e realmente, essa lista de cuidados deve ser frizada e bem frizada, pois muita gente se esquece e acaba tentando ser médico do seu animal, fazendo asneira feia.

      Excelente artigo, Ana.

      Beijo,
      Joana
      __________________________________

      http://o-mundo-do-lucas.blogspot.com

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados