• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Brincar de cabo de guerra com cães: aprovado ou não?

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 5 de janeiro de 2012

    EXCLUSIVO – O cachorro está ali, o brinquedo também. É questão de tempo até que de um lado do brinquedo esteja você, o segurando, e do outro o cão, o segurando com a boca. Pronto, está criada a brincadeira que só deve perder para jogar bolinhas para serem trazidas de volta por nossos peludos maravilhosos. Com o detalhe de que se dois cães tiverem um brinquedo que possam usar para fazer cabo de guerra e uma bolinha, não preciso dizer qual das distrações eles escolherão…

    Só que a brincadeira divide a opinião de educadores mundo afora. A revista Fido perguntou a dois educadores caninos e traduzo pra nós:

    O educador canino europeu, Vladislav Roytapel, acha que tudo bem, desde que saibamos como brincar de cabo de guerra. Ele discorda de muitos outros profissionais que dizem que a brincadeira é sempre uma má ideia. Um “cabo de guerra correto” seria aquele em que o cão NÃO sabe que pode ganhar de você fisicamente (o que qualquer cachorrinho pequeno consegue, basta nos meter um boa mordida que não estejamos esperando, por exemplo).

    REGRAS para o sucesso:

    VOCÊ começa a brincadeira. VOCÊ decide quando ela termina. VOCÊ ganha. Sempre.

    Não deixe a brincadeira chegar em um ponto em que o cão não quer mais ceder o brinquedo e recompense-o sempre que ele o fizer.

    Brincar de cabo de guerra serve como uma ótima ferramenta para aumentar a confiança de um cachorro naturalmente inseguro. Nos cães mais emocionalmente estáveis, a brincadeira aumenta o companheirismo. Para filhotes, pode ser ótima para aliviar as coceiras e dores da troca de dentes e gastar energia.

    Muitos adestradores europeus usam a brincadeira como a recompensa máxima depois de sessões de treino.

    ENTRETANTO, há situações em que o cabo de guerra deve ser EVITADO:

    • Perceba se o cão demonstra sinais de agressividade com pessoas ou animais ao brincar.
    • Filhotes de cães de porte pequeno podem machucar a boca e os dentes na brincadeira ou ficar emocionalmente perturbados/impressionados.
    • O MELHOR brinquedo para um bom cabo de guerra deve ser macio, embora resistente.

    Já a educadora canina Arden Moore que “nestes tempos de treinos de reforço positivo a brincadeira do cabo de guerra recebeu uma má reputação injustamente”. Ela acha que não devemos deixar a diversão de lado por medo dela reforçar agressividade. Pelo contrário,feita de maneira correta, esta medição de vontades pode elevar seu status como um líder benevolente e aumentar a confiança de seu cão em você”.

    Cachorros PRECISAM e MERECEM brincar com um motivo, uma meta. Tente as seguintes instruções da adestradora norte-americana:

    • VOCÊ e apenas você tem o direito de iniciar a brincadeira. Não deixe que seu cão decida e o obrigue a brincar, colocando o brinqeudo no seu colo ou chamando sua atenção latindo ou o cutucando com patas e focinho. Uma maneira de evitar isso seria usando sempre o mesmo brinquedo e o guardando após a brincadeira!
    • Escolha um brinquedo confortável e resistente que seja seguro para suas mãos e para a boca do seu peludo (há vários à venda, em pet shops ou pela internet, basta bom senso para escolhê-los de acordo com o porte do cão e de suas mãos!).
    • Adestre muito bem seu cachorro para obedecer o comando “SOLTA” (clique aqui para saber como).
    • Deixe que o peludo “ganhe” o brinquedo nas primeiras vezes, para ganhar confiança.
    • Brinque APENAS se você estiver calmo(a) e de ótimo humor, sem NENHUMA chance de se irritar.
    • GANHE a brincadeira de 8 a 9 vezes em cada 10.
    • PARE de brincar antes que seu cão esteja cansado ou pare de colaborar, SEMPRE quando o brinquedo estiver na sua mão e não na disputa. Use um comando para mostrar que a brincadeira acabou (sempre o mesmo), como “DEU”.
    • Cumprimente, dê carinho e elogie o peludo quando parar de brincar.

    E VOCÊ, o que acha e como brinca com seu filho de patas?

    Algumas observações minhas:

    • Escolha um brinquedo adequado e preferencialmente comprido;
    • Antes de começar a brincar, faça seu cão sentar, dar a pata, deitar ou qualquer outro comando que ele saiba, sempre alternando os comandos nas diferentes ocasiões;
    • Brinque com movimentos para a direita e esquerda, não para cima e para baixo (para segurança do peludo);
    • Acho legal usar a brincadeira para ensinar/reforçar o comando “SOLTA”. Toda vez em que o cão obedecer, ganha um petisco pequeno ou muiiiitos elogios;
    • NUNCA deixe crianças fazerem esta brincadeira;
    • Se por algum motivo, mesmo que sem querer, os dentes do cachorro tocarem em você, encerre a brincadeira…

    Categoria: Adestramento, Agressividade, Guarda responsável, Produtos pet
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    9 Comentários:

    1. Sara Favinha disse:

      22 de janeiro de 2012 às 12:48

      Olá Guiga tudo bem?

      Primeiramente é preciso avaliar se o seu cão é realmente dominante. Muitas vezes vejo cães que não respeitam limites simplesmente porque não foram ensinados, são recompensados (sem que as pessoas de dêem conta) quando ultrapassam os limites e esse é o problema mais comum de cães que são considerados dominantes pelas pessoas.

      Quando percebo que há um desequilíbrio entre a relação do cão com a família, com demonstrações de agressividade, quando o cão não entende ou aprende a fazer o contrário do que se pede, etc, não aconselho a brincadeira de cabo-de-guerra até que tudo esteja em harmonia novamente.

      Isso porque a brincadeira, que não é para ser uma disputa, pode se transformar em uma.

      Geralmente a primeira coisa que ensino a um cão nesta brincadeira é soltar o objeto sob comando. Toda brincadeira precisa de regras.

      Caso queira estimular a brincadeira entre dois cães é importante que nenhum deles tenham possessão de objetos para que a brincadeira saudável novamente não se transforme em uma disputa ou até em uma briga.

      Boa sorte!! 🙂

    2. Guiga disse:

      19 de janeiro de 2012 às 15:47

      Oi Ana! Adorei o post! Só tenho uma dúvida: se eu brincar de cabo de guerra com um cão dominante, isso ajudará ele a passar a me ver como líder?
      E outra: como faço pra brincar de cabo de guerra com dois cachorros? Uso um cabo pra cada um ou faz parte do exercício q eles aprendam a dividir o mesmo cabo?
      (me responde por email, se possível? Thanks!)

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        20 de janeiro de 2012 às 09:31

        Oi!

        Estas questões de liderança estão sendo cada vez mais ultrapassadas e os adestradores que trabalham com ensino positivo têm mostrado que os cães trabalham melhor com cooperação, respeito e amizade, não com hierarquia e medo. Então creio que se você seguir as dicas dadas no post e no texto da Tudo de Cão que indiquei.
        Acabei de pedir pra Sara vir aqui te responder, ok? Por favor assine as atualizações dos comentários.
        🙂

    3. Mariana disse:

      7 de janeiro de 2012 às 01:21

      Xiii,
      faço tudo errado! Acho que por isso minhas filhas são tão mal educadas!!! rsrssrrs

      Mas de um ano pra cá fui substituida pela minha segunda filha… elas se divertem muito juntas, e não querem saber de mim!!! 🙁

      beijos

    4. Elisiane da Costa Brinhosa disse:

      6 de janeiro de 2012 às 01:05

      Adorei a postagem e as dicas são super úteis… vou melhorar as brincadeiras com as minhas meninas….

      Obg por partilhar…

      bjs e bom findi!!!

    5. Sara Favinha disse:

      5 de janeiro de 2012 às 21:28

      Ana, sempre brinco com meus cães e essa é uma das maiores recompensas, mas eles sempre ganham quando têm o desempenho que eu quero. Não vejo motivo para o dono ganhar sempre, deve ser muito entediante para o cão.

      É o conjunto de coisas que fazemos no dia a dia do cão que vai fazer com que um cão seja bem educadinho e saiba respeitar regras, assim como todos nós temos que aprender para viver em sociedade.

      Escrevi sobre o assunto aqui, dê uma olhada: http://blog.tudodecao.com.br/2009/02/os-participantes-dos-desafios-que-ja.html

    6. Karine disse:

      5 de janeiro de 2012 às 20:28

      Adorei as dicas. Acho super recomendável brincar de cabo de guerra e a minha Sofia adora. Segundo o que li no seu post, estou fazendo certo quando brinco com ela: sempre ganho, sempre encerro e sempre recompenso quando ela solta sob comando.
      Adoro essa brincadeira, pois como diz o post: ela ajuda a aumentar a confiança do cão. Sofia ganhou muuuuito confiança com essa brincadeira, mesmo ainda tendo medo nos passeios.
      Beijos

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados