• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Série Filhotes – 22º post: Final da adolescência canina, de 9 a 12 meses

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 14 de outubro de 2011
    Importante: estes textos são traduzidos do livro Puppies for Dummies, transformado aqui no blog na Série Filhotes, mas tanto eu quanto a Fúlvia recomendamos firmemente que qualquer pessoa desejando um melhor convívio com seu cão leia diversos materiais sobre técnicas de educação e psicologia canina, principalmente sobre métodos positivistas, que não utilizam castigos/punições.


    Texto: Sarah Hodgson – Puppies for Dummies – 2nd Edition
    Tradução e adaptação:
    Fúlvia AndradeTodos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida.

    Durante o estágio anterior (puberdade), desencorajo qualquer tipo de correção durante o adestramento. Agora que o filhote se tornou um adolescente, ele está emocionalmente pronto para entender que nem tudo agrada a você. Seu filhote aje naturalmente quando testa sua flexibilidade naquilo que aprendeu. Ele imagina se o “Senta” para ter companhia signifique algo um pouco diferente de sentar para lhe agradar.
    Nos estágios anteriores, você trabalhou no processo de educação. Mostrou ao filhote exatamente o que cada coisa significava. Agora ele já sabe. Toda vez que ele não responder, ou fizer do jeito dele, ele está lhe testando. Se você ficar repetindo, ele nunca aprenderá a responder direito. Como ensinar uma criança a amarrar o cadarço, uma hora ele terá que fazê-lo sozinho. Para desenvolver sua consciência, você deve fazer duas coisas:
    • Decidir o que você quer quando pede algo para o cão;
    • Seja coerente. Se sua expectativa não é clara, a reação do cão também não o será.
    Nesta fase, quando estiver praticando os exercícios, evite ficar repetindo o comando ou ajudando o filhote. Se ele não responder, reveja seu tom de voz (é duro demais?) e faça modificações, se necessário (falando um tom mais baixo, sempre, e repetindo o comando no máximo 3 vezes). Se o filhote ainda não responder, coloque-o na posição mas não o elogie.
    Se o filhote sair da posição quando você para, indicando o “Junto”, anda um pouco pra frente quando pedimos que ele “Fique”, ou vai pra sua frente nos comandos estacionários, ele está lhe testando. Se você o posicionar gentilmente, estará lhe dando atenção pela sua rebeldia. Nestas ocasiões, diga “Não” com voz firme e posicione-o com a ajuda da guia. Pode ser preciso fazer isso várias vezes e alguma dose de birra do cão, mas, se desistir, nunca terá um cão confiável fora da guia.
    Nota da Fúlvia: Ao contrário da autora do livro, creio que se o cachorro, de que idade for, não fizer algo que tenhamos pedido para ele, pode ser que:
    a) Ele não tenha ouvido direito;
    b) Não tenhamos ensinado direito o comando (generalizado em locais, posições relativas do corpo, etc);
    c) O ambiente é mais recompensador do que fazer o que pedimos.
    Ou seja, a culpa é nossa, e não do cachorro. Se ele não fizer, chame a atenção dele com um barulhinho, ou chamando-o pelo nome, num tom de voz alegre. Quando ele estiver prestando atenção em você, dê o comando de novo. Se ainda não o fizer, treine mais este comando, generalizando-o. Se o ambiente for muito recompensador (um parque, outros cães brincando) ou muito estressante (barulho, pessoas, coisas que o assustem), vá para um lugar mais tranquilo e/ou se faça mais interessante que o ambiente. Não vamos culpar os cães por nossos erros, né?! =)

    Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Categoria: Adestramento, Fúlvia Andrade, Série Filhotes
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    8 Comentários:

    1. maria souza disse:

      31 de julho de 2013 às 10:15

      Tenho um cachorro da raça border collie de 5 anos ele morar com a minha familia a 6 meses e faz xixi em todos os lugares não sei o que fazer.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        31 de julho de 2013 às 12:37

        Ele já tem 5 anos e apenas de 6 meses pra cá começou a fazer xixi por todo lado? Ele é castrado?

    2. Regina disse:

      23 de junho de 2013 às 14:29

      Gosto de suas matérias, obrigado. Meu cachorrinho é um mini poodle de 5 anos, lindo castrado, inteligente, brincalhão, amoroso e tb safadinho…Faz xixi (cocô não) em qq lugar da casa, e tb no jornal area de serviço. Ele sabe o lugar mas faz no acolchoado das camas, sofá, almofadas e não sei como impedi-lo.Não sei o que fazer para que pare com isso, eu não o veja fazendo, posso estar na cozinha, tomando banho, ido trabalhar. Tenho mais uma cachorra linda a Sofia que é mãe dele e uma gatinha de um ano que fazem tudo direitinho no jornal e na caixa. Obrigado por sua ajuda.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        24 de junho de 2013 às 16:39

        Oi Regina, hummm, castrado e marcando território assim, querida? Nossa, imagina se não fosse! Ele foi castrado com que idade?
        Seguinte, só vinagre de álcool mesmo e tentar impedir o acesso dele a estes lugares por um bommmm tempo.

    3. alda ramos pereira disse:

      3 de Abril de 2012 às 19:00

      Nossa li todas a matéria adorei muito boas vou tentar educar a minha cachorrinha ela estar com 78 dias mais vou educar ela bjoss…

    4. morgana disse:

      22 de Março de 2012 às 22:20

      olá,
      Tenho uma filha chamada Minnie e está com 8 meses e de dois meses para cá resolveu a roer todos os moveis, o que faco? nao sei mais o que fazer é normal?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        23 de Março de 2012 às 14:59

        Querida, mas ela é filhote, é super normal. Você deve procurar direcionar a energia dela para outra coisa. Saia para passear com ela o máximo possível, fique no mínimo 1h hora na rua, caminhando, deixando que ela cheire tudo (isso cansa MUITO) e, em casa, ofereça ossos naturais recreacionais (leia: http://www.cachorroverde.com.br/ossosrecreacionais.php) e brinquedos seguros. Mantenha sempre um rodízio de brinquedos, deixando uns 3 disponíveis e os outros escondidos e vá revezando os brinquedos/ossos. E leia bastante a série filhotes, para mais dicas. Você também pode tentar passar pimenta ou produtos específicos para repelir cães nos teus móveis, mas SEM ela estar por perto.

    5. Emmanuelle Moraes disse:

      22 de novembro de 2011 às 09:23

      Ficou muito bom este post, parabéns!!

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados