• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Projeto Pêlo Próximo (PPP): Terapia Assistida por Animais no Rio de Janeiro!

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 5 de outubro de 2011

    nem lembro se a super Carol Camanho me apresentou o mais do que especial Projeto Pêlo Próximo ou se através deles cheguei no trabalho fotográfico dela. Mas o que importa é que hoje conheço e recomendo os dois e fico muito feliz em saber de mais e mais pessoas que doam algo de si – trabalho, tempo, energia, dinheiro – em prol do próximo, seja ele quem for, peludo ou pelado. 
    Amo, amo, amo fazer posts sobre cães e gatos trabalhando reconhecidamente como terapeutas, embora quem conviva com eles saiba que esta “atividade” é exercidade pelos peludos 24h por dia, 365 dias por ano, basta aceitarmos de coração aberto os benefícios de conviver com eles. A todos que trabalham com Terapia Assistida por Animais, meus parabéns!
    Entrevistei a Roberta Araújo, Coordenadora Geral do Projeto, para que possamos saber um pouco mais sobre este lindo trabalho!

    Mãe de Cachorro: Como surgiu o Projeto Pêlo Próximo?

    Roberta Araújo: Surgiu da certeza de que os animais são capazes de realizar “trabalhos” em prol da saúde dos seres humanos e que são ignorados pela maioria dos homens. Na realidade, queríamos muito que o valor dos animais fosse reconhecido pelas pessoas então, pesquisei pela Internet sobre trabalhos realizados por animais em benefício dos seres humanos. Esse foi o primeiro contato que tive com a zooterapia. Resolvemos, dessa forma, desenvolver aqui no Rio de Janeiro esse tipo de trabalho com a finalidade de contribuir para o bem-estar dos seres humanos, usando a zooterapia como tratamento complementar aos tratamentos já ministrados por profissionais da área de saúde nas instituições e clínicas visitadas.

    Mãe de Cachorro: Quais são suas atividades e objetivos? Que tipo de entidades são atendidas por vocês?

    Roberta Araújo: São diversas as atividades aplicadas em cada visita, elas variam de acordo com a necessidade de cada pessoa atendida. No Projeto Pêlo Próximo desenvolvemos um trabalho de Atividade Assistida por Animais (AAA) com foco na área de saúde, de Educação Assistida por Animais (EAA), ainda este ano, temos pretensões de desenvolver um trabalho de Terapia Assistida por Animais (TAA) em clínicas parceiras. Nosso grupo realiza visitas a várias Instituições, Clínicas, Creches e Escolas (EAA) – nesse caso, levamos o grupo juntamente com uma pedagoga para que sejam transmitidas noções de posse responsável e valor a todo tipo de vida -, onde são aplicados exercícios específicos (de uma forma lúdica) para cada caso. A equipe base do Projeto é composta de profissionais da área de saúde bem como profissionais de outras áreas de atuação. Os principais objetivos são os de tratar os distúrbios físicos, mentais e emocionais, para que se possa melhorar a capacidade de socialização e recuperação da auto-estima.

    Mãe de Cachorro: Quantos voluntários e animais atuam hoje no Projeto?
    Roberta Araújo: O grupo é composto de 35 pessoas e 30 animais entre cães e calopsitas.
    Mãe de Cachorro: Que tipo de animais podem ser terapeutas?

    Roberta Araújo: No Projeto Pêlo Próximo trabalhamos somente com cães e calopsitas. Geralmente o cão é um dos animais mais utilizados em Intervenções Assistidas por Animais, pois é um estímulo multisensorial, que chama a atenção dos pacientes. Com os cães são realizados exercícios complexos que captam de tal forma a atenção dos pacientes, que estes mantêm a sua concentração e atitude positiva mediante às experiências. Pode-se trabalhar também com cavalos, coelhos, gatos, porquinhos da Índia, peixes, golfinhos, entre outros animais. A espécie dependerá da determinação do profissional capacitado.

    Mãe de Cachorro: O que é preciso fazer para ser um voluntário do PPP? Como inscrever um animal para ser voluntário do PPP?
    Roberta Araújo: Entrando em contato conosco pelo email peloproximo@gmail.com.
    Mãe de Cachorro: Como uma entidade pode se inscrever para receber o atendimento do PPP?
    Roberta Araújo: Entrando em contato conosco pelo email peloproximo@gmail.com ou pelo celular 9622-8392.

    Informações adicionais

    A Roberta gentilmente nos mandou também mais informações sobre Atividade Assistida por Animais (AAA), Terapia Assistida por Animais (TAA) e Atividade Assistida por Animais (EAA). Confiram abaixo!
    Terapia assistida por animais (TAA)
    – Prática com critérios específicos onde o animal é a parte principal do tratamento, seu objetivo é promover a melhora social, emocional, física e cognitiva de pacientes humanos.
    – Parte do princípio de que o amor e a amizade que surgem entre seres humanos e animais geram inúmeros benefícios.
    – A zooterapia ou pet terapia pode servir como auxílio no tratamento de diversas patologias como síndromes genéticas, hiperatividade, depressão, mal de Alzheimer, lesão cerebral, entre outras.
    – Essa modalidade de terapia deve ser supervisionada por profissionais da saúde devidamente habilitados e pode ser praticada por profissionais, paraprofissionais e voluntários devidamente treinados.
    – Deve ser sempre devidamente documentada e avaliada.
    – Os animais devem ter o acompanhamento de médico veterinário garantido o bom estado sanitário do animal e minimizando o potencial zoonótico.
    Atividade Assistida por Animais (AAA)
    – É uma atividade de carácter lúdico, da qual podem advir resultados terapêuticos, recreativos e motivacionais.
    – Não contempla objetivos definidos, as visitas são de conteúdo espontâneo e sem duração definida.
    – Não há necessidade de documentação e nem avaliação de cada paciente.
    Educação Assistida por Animais (EAAA)
    – Composto de atividades aplicadas no contexto escolar, proporcionando o contato dos alunos com os cães com o objetivo de promover a aprendizagem, estimulando o desenvolvimento psicomotor e psicossocial do menor, tratando-lhes as perturbações de comportamento.
    Pontos importantes sobre TAA, AAA e EAA
    – Em ambas, o animal é uma influência motivadora que melhora a qualidade do tratamento, sempre e quando sob orientação de um profissional qualificado.
    – Geralmente o cão é um dos animais mais utilizados em Intervenções Assistidas por Animais. Pois é um estímulo multisensorial, que chama a atenção dos pacientes.
    – A sua presença tem como finalidade torná-los mais cooperantes e, a médio prazo, a generalização dos comportamentos gerados nas sessões à vida quotidiana.
    – O treino avançado dos cães permite efetuar exercícios complexos que captam de tal forma a atenção dos pacientes, que estes mantêm a sua concentração e atitude positiva mediante às experiências.
    Benefícios na relação Homem – Animal segundo vários estudos relizados
    – A excitação positiva motivada pela presença do animal, provoca a expressão de emoções e a capacidade de comunicação. (Fundación Bocalán)
    – A presença de um cão numa instituição potencializa a interação social dos pacientes (ICBS, Inc.);
    – Os cães aumentam o interesse dos pacientes em participar das sessões de terapia (AFT);
    – Os animais ajudam a aumentar a concentração em determinadas tarefas (Delta Society);
    – O animal facilita a comunicação entre os profissionais e os pacientes (Star Life Services);
    Interação entre cães e seres humanos
    – A visita de um cão por 12 a 15 minutos melhora o funcionamento do coração e dos pulmões;
    – Diminui a libertação de hormônios negativos e baixa os níveis de ansiedade (American Heart Association);
    – Os animais podem agir como poderosos catalisadores sociais (Star Life Services);
    – As visitas de cães ajudam a aliviar o sentimentos de medo, de desespero, de solidão e o isolamento em pacientes com doenças terminais (Star Life Services);
    – Crianças com perturbações da aprendizagem e distúrbios emocionais se beneficiam com a presença de cães, tornando-se mais reativas, otimistas, comunicativas e responsáveis, além de demonstrarem mais compaixão (Star Life Services).
    O que pode ser dito sobre a terapia com animais
    – Diminui a percepção da dor e ansiedade;
    – Aumenta o nível de endorfina, ajudando a minimizar os efeitos da depressão;
    – Diminui a solidão melhorando consideravelmente o comportamento social;
    – Aumenta o desejo de lutar pela vida (Kawakami & Nakano, 2002; Hagmann, 1999).
    Benefícios sociais e psicológicos da relação com os animais (Phil Arkow):
    – São catalisadores de comunicação;
    – Estimulam a memória e a atenção;
    – Não julgam;
    – São afetuosos;
    – Mantêm os pacientes ocupados;
    – São um foco de atenção;
    – Aumentam a auto-estima já que, de alguma forma, nos projetamos em nossos animais;
    – Estimulação tátil.
    Enfim, através do vínculo é que conseguimos os benefícios.
    Categoria: Terapia Assistida por Animais
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    3 Comentários:

    1. ELIANA DE CARVALHO MELLO disse:

      26 de março de 2012 às 13:19

      Gostaria de receber noticia

    2. Juliana Estabille disse:

      7 de outubro de 2011 às 01:34

      Tenho muito orgulho do meu filhotão Otto participar do Projeto Pêlo Próximo!! É um trabalho maravilhoso e muito gratificante!!!!!

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados