• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Série Filhotes – 18º post: Ensinando seu filhote a usar o banheiro – Parte 3

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 11 de agosto de 2011

    Importante: estes textos são traduzidos do livro Puppies for Dummies, transformado aqui no blog na Série Filhotes, mas tanto eu quanto a Fúlvia recomendamos firmemente que qualquer pessoa desejando um melhor convívio com seu cão leia diversos materiais sobre técnicas de educação e psicologia canina, principalmente sobre métodos positivistas, que não utilizam castigos/punições.

    Texto: Sarah Hodgson – Puppies for Dummies – 2nd Edition

    Tradução e adaptação: Fúlvia AndradeTodos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida.

    Leia também:
    Série Filhotes: Ensinando seu filhote a usar o banheiro – parte 1
    Série Filhotes: Ensinando seu filhote a usar o banheiro – parte 2
    Mudando a Rotina

    Assim que a rotina estiver estabelecida (cerca de uma semana), interrompa-a. Ao invés de dizer cantando “Vamos lá fora!”, guie o filhote até a porta. Encoraje os sinais que ele dá (latir ou tocar um sino – veja abaixo). Seu cão dá sinais sutis? Chame-o e diga: “Quer fazer xixi? Que bom menino!”. Mostre o sino (ou lata com ele), e deixe-o sair. Repita o procedimento em cômodos cada vez mais longe da porta ou do jornal, correndo com animação e levando-o até o local certo com a guia.
    Gradualmente elimine a escolta até o banheiro, soltando a guia no meio do caminho. No começo, ande perto dele e pare a ¾ da distância do banheiro, depois na metade do caminho, depois em ¼ da distância até você não precisar mais ir com ele: ele irá sozinho.


    Ajudando o filhote a dizer que ele precisa ir

    As necessidades de um filhotinho podem confundi-lo. Momentos antes dele fazer as necessidades, ele sabe que algo estranho acontece na barriga mas, como é muito novinho, não sabe identificar o que é. Afinal de contas, ele é praticamente um recém-nascido. Quando ele está apertado, normalmente chora, anda em círculos ou mordisca. Mordiscar é uma reação bem comum – pense que é uma maneira saudável de pedir sua ajuda. Mesmo que você queira ensinar um jeito mais civilizado para ele lhe avisar, por enquanto aceite o fato que mordiscar, em um filhote novinho, pode ser um sinal que ele está bem apertado. Então, diga “Vamos lá fora!” ou “Vamos no banheiro!” ou “No jornal!”, qualquer que seja o comando que você queira usar para ele “ir ao banheiro”. Só não brigue com ele.

    Conforme ele amadurece, terá maior controle das suas necessidades e as identificará quando estiver apertado.
    Para ajudar o filhote a dar sinais mais apropriados, ensine-o o seguinte:

    Tocar um sino: Pendure um sino (ou um brinquedo que ao bater faça barulho) no nível do focinho do filhote, diminuindo o cordão à medida que o filhote cresce, para ele sempre ficar na altura do focinho dele (veja figura). Bata no sino logo antes de você levar o filhote ao banheiro. Se o filhote tiver acesso à porta, pendure o sino lá. Senão, pendure-o no portão, escada, corrimão, qualquer lugar onde o filhote fique. Toque o sino para ele por uma semana. Se ele não entender, discretamente passe manteiga ou queijo cremoso no sino antes de você chegar tocá-lo (logo na primeira saída do dia, pela manhã). Quando ele for perto do sino para lambê-lo, abra a porta imediatamente e recompense-o com um petisco bem gostoso.

    Ensinar o filhote a tocar um sino quando ele precisar ir ao banheiro é mais fácil do que parece.

    Latir: Se o filhote for latidor, ensine-o a latir sob comando. Quando você se aproximar da porta que leva ao banheiro dele, encoraje-o dizendo “Fala”. Quando ele latir, elogie-o e leve-o ao banheiro. Muito bem!

    Usando jornal (ou tapete higiênico) ao invés de sair
    Você pode querer que o filhote use o jornal, ou seja, você quer que ele faça xixi/cocô dentro de casa ao invés de fazer no quintal (ou na rua).
    Essa é uma boa opção se você tiver um filhote de porte pequeno, se mora em apartamento, tem alguma deficiência física ou se você simplesmente não gosta de ficar saindo toda hora. É bem parecido com ensinar o filhote a ir no quintal/rua (veja “Estrutura e Rotina”, no post anterior):

    Use sempre o mesmo lugar para o banheiro.
    Use uma palavra ou frase – como “Jornal” ou “Banheiro” – quando levar o filhote até o local correto.
    Depois de levar o filhote até o local, ignore-o até que ele se alivie.
    Não brinque nem interaja com o filhote neste local.

    Ensinar a usar o jornal tem uma diferença principal de ensinar a fazer fora de casa: o banheiro fica dentro de casa. Se você fizer esta opção, mantenha o jornal (tapetinho) longe do pote de água e comida e da cama do filhote. Coloque-o em um local discreto, como no canto da área de serviço ou no banheiro, em uma superfície não absorvente (como linóleo ou azulejo) e certifique-se de que o filhote tenha acesso fácil ao banheiro dele, mesmo quando você não estiver em casa.
    Categoria: Adestramento, Fúlvia Andrade, Série Filhotes, Xixi e cocô no lugar certo
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    16 Comentários:

    1. alexandre disse:

      29 de Março de 2014 às 16:44

      oi,de tirar uma duvidas,a 4 meses atraz nos tínhamos um filhote que veio a morrer de parmavirose,hj comprei um filhote de PASTOR ALEMAO.gostaria de saber como deve proceder neste caso…aguardo sua resposta.

    2. Marina disse:

      18 de Fevereiro de 2014 às 08:52

      Olá pessoal! Tenho 6 cães e 1 gato resgatados da rua, sendo que 3 deles ficam no quintal(dois machos e uma femea castrada) mais o gatinho(que é meio “doidinho” tem problema no equilibrio, acha q é um cão e não sai de casa)e 3 pequenas crianças levadas que ficam dentro de casa, sendo 2 poodles e 1 mestiça a lhasa apso(ao que parece) todas femeas. As 3 chegaram adultas aqui, vitimas de abandono e maus tratos. A ultima a chegar foi a poodle, Bella. Não sei se pela sua chegada, mas as coisas aqui pioraram. Já aconteceu várias vezes xixi no lugar errado(mesmo antes da Bella, e inclusive no colchão), já tentei tudo, tapete higienico, jornal, xixi pode/não pode,petiscos,bronca, barulho, desinfetantes específicos, tudo! e NADA resolve com elas! hahaha to desesperada! Agora estão fazendo xixi toda hora no colchão, no meu colchão!! É sempre escondido, nós nunca conseguimos pegá-las no flagra. Além do colchão, fazem xixi nos banheiros pré determinados por mim (lavanderia e garagem), no meu banheiro e na sala(ou seja, quase toda casa). Gente, por favor, me ajudem!! Não sei mais o que fazer. Já até as coloquei com os cães maiores no quintal por um tempo, pra ver se aprendiam melhor com outros cães, numa matilha maior, visto que os meus Bb’s do quintal escolheram um lugar para banheiro e todas necessidades são feitas ali. Nem precisei ensinar nada demais, foi beeem tranquilo. Resultado: enquanto no quintal, obedecem aos cães maiores, fazendo xixi no “pinicão”, entrou em casa, faz tudo errado, mesmo se eu deixar a porta do quintal aberta pra usarem o tal pinicão.
      Depois da chegada da Bella, passei a ter outros problemas, apesar dela ter sido criada dentro de casa por seus antigos tutores, aqui em casa ela revira o latão de lixo, sobe na mesa, pega meus papeis na escrivaninha, etc ..
      Ahh .. e tem um detalhe, eu chego em casa e as vezes ainda nem vi bagunça nem nada e elas simplesmente somem, costumam ir de encontro na porta, mas qnd fazem arte, apenas olham do alpendre e se escondem pela casa. E não, eu ainda não havia esboçado reação e/ou emoção ao problema, por ainda nem ter visto o desastre. hehehe
      Bom, meu problema com xixi’s é esse … espero que possam me ajudar! Desculpem a bíblia, mas tentei explicar o melhor possivel.
      Obrigada! sz

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        18 de Fevereiro de 2014 às 12:38

        Marina, por favor leia os textos e comentários do link http://www.maedecachorro.com.br/category/xixi-e-coco-no-lugar-certo

        • Marina disse:

          18 de Fevereiro de 2014 às 13:41

          Obrigada pelo link Ana!! Eu já li quase todos! Tem alguns links com problemas .. o “Coluna de Hoje:Recado importante + conheça um truque…” não consigo acessá-lo, há um link no fim do texto que redireciona para o ND, que afirma em sua pagina: “Essa coluna não existe mais ou foi despublicada”.
          Por já ter lido outros posts, acredito que o truque seja o vinagre, mas seria mto bom se o artigo tivesse disponivel, visto que o site disponibiliza materiais de grande qualidade e aplicabilidade na vivencia com os animais! 😉

          • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

            19 de Fevereiro de 2014 às 09:05

            Oi, Marina,
            obrigada por avisar! Tem mais algum link ‘estragado’? Consegui achar a coluna no site no ND Online pela data e arrumei o post aqui no blog. Como é bem antigo, no fim até botei o texto da coluna também.

            Se achares mais algum erro no blog pode avisar que vou atrás pra tentar arrumar, ok? Beijão!

    3. Cristina de Araújo disse:

      28 de junho de 2013 às 09:45

      Oi, gostaria de algumas dicas de como ensinar uma yorkshire de 1 ano e meio fazer xixi/cocô num só lugar, ela faz em vários e no lugar que eu quero que ela faça não faz mais (área de serviço) moro em apartamento e ela não faz em cima de jornal com atrativo, nem tapetinho higiênico. Se tiver uma dica fico no aguardo. Obrigada!!

    4. Mary disse:

      12 de junho de 2013 às 23:57

      Minha filhote Mel, esta com cinco meses. As vezes acho que aprendeu certinho, e as vezes do nada, começa a fazer tudo errado de novo! Principalmente quando limpo o local dela fazer. (ela tem esse sanitário ai na foto acima), quando troco o jornal de dentro e limpo tudo, ela começa a fazer no chão, perto do sanitário! Aff…chego a desanimar!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        17 de junho de 2013 às 14:03

        Mary, ela é MUITO nova. Deixe o sanitário sempre com uma folha de jornal suja no meio das limpas até ela aprender bem. Ao limpar tudo vc tira o referencial do cheiro pra ela!

    5. rubens disse:

      28 de dezembro de 2012 às 15:50

      tenho um filhote de shih tzu – 50 dias – ainda não aprendeu a usar o tapete, (mas isso se conserta) – o problema é a coprofagia que não tenho menor idéia de como tirar esse hábito dele. Se alguém puder me orientar, ficarei grato eternamente.

    6. Mona disse:

      28 de Maio de 2012 às 11:45

      Nossa, o meu bb tem 50 e poucos dias e é um gênio!
      Antes de ler estes posts eu forrava a casa inteira com jornal, depois que li bastaram dois dias seguindo a rotina que ele ja aprendeu e faz só no jornal.
      Reduzi o jornal a uma pequena área em um único lugar da casa, isso numa sexta, no domingo ele ja não errava mais.
      Fiz o treinamento apenas falando firme com ele, sem vinagre e sem pipidog.
      Quando ia para o local errado eu dizia “não” bem firme e levava ele até o jornal dizendo “pipi, jornal”.
      Parece mágica!
      Obrigado!

    7. Marina disse:

      4 de Maio de 2012 às 09:17

      Dúvida: nossa filhote de cerca de 5 meses já está treinadinha e faz as necessidades todas no jornal, na área de serviço do apê. Nossa outra cadela, adulta, faz sempre na rua durante os passeios. De veze enquanto, pricnipalmente a noite, ela não consegue segurar e faz dentor de casa, na sala. O problema é que a filhote está “desaprendendo” e tem errado o lugar ultimamente, e faz no lugar me que a adulta costuma fazer, na sala….Alguma diéia de como sair dessa confusão? rsrs

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        6 de Maio de 2012 às 22:36

        Oi Má!
        Vocês limpam o local onde elas NÃO devem fazer com vinagre de álcool e sem elas estarem por perto?
        Talvez nessa fase de aprendizado da filhote fosse bom as duas dormirem restritas à área onde fica o banheiro delas, assim tem mais chances da adulta aprender com a nova do que o contrário =D Que tal? Beijoca!

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados