• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Morte na pet shop #post 2: como fazer o possível para se resguardar deste horror!

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 18 de agosto de 2011
    Mais uma vez acidentes em pet shops viram notícia nacional com o recente falecimento do cão Giginho, poucos meses após ser resgatado das ruas e adotado. Mortes estúpidas, que evidenciam o despreparo de uma profissão que cresce tão rapidamente quanto os casos de pessoas não qualificadas a exercendo sem responsabilidade e cuidados. Um dos primeiros posts aqui do blog tratava deste assunto e agora, 4 anos e meio depois, ele infelizmente ainda é não só atual, como mais frequente. 
    Com a febre dos sites de compras coletivas também temos visto serviços que necessitam de bons produtos, cuidados e instalações específicas que simplesmente não permitem que acreditemos que os preços ofertados signifiquem mesmo um bom negócio do ponto de vista da qualidade. Quem trabalha com seriedade alerta: cuidado máximo na hora de escolher quem lida com seus peludos. Vez ou outra telefono da rua para alguma pet shop ou clínica denunciando seus motoristas, que dirigem enlouquecidos como se estivessem transportando sapatos e não vidas, e fico pensando se tomarão mesmo algum providência contra estes abusos…
    Quando o pior acontece, é fácil jogar toda a culpa no prestador de serviço, mas devemos ter cuidado e muito critério ao escolhê-lo. Se preço for um fator decisivo na sua escolha, considere a possibilidade de estudar e fazer a higiene de seus cães/gatos em casa. O investimento de um curso profissionalizante e da aquisição de equipamentos e produtos para banho e tosa paga-se em pouco tempo, principalmente se a pessoa tiver vários animais.

    Fique de olho

    Acidentes em pet shops têm envolvido:

    • mortes (em estufas de secagem, por violência, por afogamento, por enforcamento quando o cão cai da mesa da tosa onde estava amarrado etc.)
    • fugas (infelizmente comuns e nem sempre conduzidas com responsabilidade e eficiência após o acontecimento, diminuindo as chances do animal ser encontrado)
    • ferimentos graves/leves (unhas mal cortadas, queimaduras em secadores, cortes durante a tosa, pelos arracandos em escovações violentas, hematomas provocados por violência no trato com o animal etc.)
    • Basta digitar “morte na pet shop” no Google para ler vários casos de irresponsabilidade da parte de quem foi contratado para cuidar, tratar e resguardar.

    Escolha com critério

    Ao escolher pet shops, adestradores e passeadores previna-se:

    • Peça referências e mais referências de pessoas que você conhece e em quem confia na capacidade de julgamento;
    • Apareça sem avisar nos estabelecimentos e faça o possível para assistir estes profissionais tosando/adestrando/passeando sem que saibam que estão sendo observados;
    • Faça o possível para esperar na pet shop durante o banho/tosa do seu peludo;
    • Prefira levar e buscar pessoalmente seu animal na pet shop;
    • Não largue seu peludo de manhã na pet, buscando-o somente no fim do dia;
    • Participe de todas as aulas de adestramento;
    • Peça a vizinhos, amigos, conhecidos, parentes, porteiros que fiquem de olho no comportamento dos passeadores (nada como uma vizinha ligada para contar que o passeador fica sentado na praça batendo papo no celular enquanto seu cão fica sentado do lado ou corre solto em redor);
    • Tenha cuidados triplicados se seu cão/gato for cardiopata, epilético ou braquicéfalo;
    • Frequente apenas estabelecimento que tenham um veterinário responsável e sempre presente no local, o que é obrigatório e largamente descumprido;
    • Fuja de locais que não permitem que você assista os animais sendo banhados/tosados/secados (o quê eles têm a esconder?);
    • Observe as condições de higiene do local, bem como a higiene pessoal dos funcionários;
    • Não aceite que equipamentos e produtos para humanos sejam utilizados, eles precisam ser específicos para cães e gatos;
    • Não frequente estabelecimentos sem alvará sanitário;
    • Observe se animais de diferentes portes são mantidos juntos (o que pode gerar brigas);
    • O local possui rampas para que cães de grande porte subam/desçam facilmente nas banheiras?;
    • Observe se as instalações permitem fugas e acidentes;
    • Como seu peludo vai e volta da pet ou do passeio? Estressado ou feliz? Cansado ou ainda mais agitado? Com pulgas e carrapatos? Com machucados?
    Leia também:

    “A segurança do cão é mais importante que a estética”

    Categoria: Denúncias, Pet Shops
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    23 Comentários:

    1. Adriana , sou de Salvador BA disse:

      6 de janeiro de 2014 às 19:25

      Gostaria de saber qual é o sindicato dos tosadores do Estado da Bahia ?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        7 de janeiro de 2014 às 14:44

        Não tenho ideia, nem sei se existe sindicado de tosadores… Pergunta na Prefeitura ou no Conselho de Medicina Veterinária. Sou de Santa Catarina…

    2. Priscilla disse:

      22 de outubro de 2012 às 23:15

      Boa Noite!
      Então na Zona Norte de SP, Santana, Mandaqui, Casa Verde…

      Obrigada!

    3. Priscilla disse:

      18 de outubro de 2012 às 16:52

      Boa tarde Ana, vc é de SP capital? Se for, qual PetShop vc indica para banho e tosa?

      Obrigada!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        19 de outubro de 2012 às 00:26

        Oi, querida…
        Não, sou de Floripa, SC. Teria que perguntar para algumas amigas. Mas em que bairro?

    4. Cibele Almeida disse:

      26 de novembro de 2011 às 19:14

      Banho eu prefiro eu mesma dar, além de seguro é super divertido. Qd levo no Petshop eu fico por perto, e tb só levo onde tem um casal de veterinários que estão sempre lá.

    5. Tânia Rodrigues disse:

      26 de setembro de 2011 às 21:24

      Eu procuro fazer eu mesma a higiene e usar pouco os petshop, só qdo não estou apta para a parte q precisa d higiene mas vou lá e fico em cima….a Kelly filha da minha irmã ficou traumatizada por forçarem e queimarem ela na higienização…cda vez q preciso usar fico aflita…

    6. Anonymous disse:

      20 de setembro de 2011 às 13:51

      Pq vcs comentam o que ocorre mas não falam o nome do pet shop que fez isso ao seu bichinho?Não seria um serviço de utilidade pública avisar que o pet em questão pode ser perigoso? Assim a gente lê os relatos e fica sem saber se está levando nesses locais… Esses casos deveriam ser denunciado até na polícia.

    7. Anonymous disse:

      19 de agosto de 2011 às 23:27

      Isso mesmo. Sem contar com os pet shops que ainda cruzam os cães de raça sem avisar aos donos em pedido de criadores Fundo de Quintal que querem porque querem que suas lindas cadelinhas engravidem, ou são irresponsáveis ao ponto de permitir que as cadelas cruzem com outros cães.

    8. Madalena disse:

      19 de agosto de 2011 às 16:25

      Olha, tá tudo muito bom, tá muito bem…Mas eu literalmente DUVIDO que ao menos metade das pessoas que fazem uso de pet-shops para fins de banho,tosa, se preocupem efetivamente se há médico veterinário(!!!!!!!!!)se assim fosse, ninguém mais usaria estes estabelecimentos!!!!A maioria esmagadora não têm!E quando têm é porque a clínica é junto, mas o profissional médico, não fica atento ao serviço do tosador.E têm mais, essa "atividade" ainda não têm reconhecimento como "profissão" no nosso país!O que naturalmente deveria ter, pois somente assim haveriam normas, leis ,uma regulamentação em geral!É por essas e por outras, que meus animais, só, e somente SÓ, são tratados em casa, ainda que esteja cansada, pois todos temos os nossos dias cheios, mas não confio!demoro "horrores" para secá-los, pois eles têm pelagem lomga, mas ainda assim, quando termino e vejo seu olhar de agradecimento, vale qualquer esforço!E minha consciência dorme tranquila!

    9. Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

      19 de agosto de 2011 às 04:46

      Oi Cida,
      Lógico que há os profissionais sérios e maravilhosos, tanto que eu mesma levo o Shoyo e a Java em uma pet shop que super recomendo, mas a ideia do post é ensinar as pessoas a fugirem dos lugares ruins =o)

      Beijo!

    10. Cida Aquarium disse:

      19 de agosto de 2011 às 04:12

      Olá! Concordo com muita coisa escrita, mas também lembro que temos os profissionais sérios. Sou dona de Pet há 3 anos e meio no primeiro ano coloquei banho e tosa e como era crua contratei uma pessoa, realmente me assustei pois esta "tosadora" era bruta, batia nos cães e só queria raspar os cães, ficava horrorizada e por várias vezes me metia para dar banho e etc. A mandei embora, logo após contratei uma pessoa que era um ótimo profissional e por fim resolvi fazer o curso de banho e tosa. Hoje sou eu quem faço banhos e tosas com muito carinho e dedicação.
      E gente cachorro é igual criança, tem os mais espivitados e tem os mais calminhos vc sempre tem q ficar ligada.
      Eu tenho o caso de um fujão (olha que sou bem atenta), meu atendente entrou na sala de banho e deixou a porta meio aberta e o poodle era bem assustado, no que eu voltei para ele ele me lascou uma mordida e fugiu, a loja toda correu atrás dele, parei o transito principal da rua, fiquei com meus joelho esfolados pois ele se acolheu embaixo de um carro e estava um sol de 40º, e mordeu minha mão toda quando fui pegá-lo.
      Por fim a tosa foi R$30,00 e eu fiquei 3 semanas impossibilitada de trabalhar, mas entreguei o cãozinho limpinho, bonitinho e são e salvo. E o mais engraçado é que quando o entreguei para a dona ele quase fugiu novamente, e ela me relatou que ele sempre foge.
      Tem os momentos bons, mas também tem os ruins.
      O importante é sempre fazer pesquisa de boca boca e não rotular os profissionais.

      Graça e paz
      Cida
      AquariumRJ Pet Shop –

    11. Anonymous disse:

      19 de agosto de 2011 às 00:30

      Ah, sou a mamãe da Nina… Giselle, Rio de Janeiro. Bjim

    12. Anonymous disse:

      19 de agosto de 2011 às 00:26

      A minha filhota jah voltou de um banho inchada, olhos e boquinha super inchados, com vômitos e toda molinha… Voltamos correndo lá pra saber o que tinham usado nela (quando eu fui buscá-la senti um cheiro de "cachorro molhado" disfarçado com mt mt mt colônia, loção, sei lá o que…). A dona da pet teve a cara de pau de dizer que usou só xampu de filhote e me dispensou sem mais nem menos, como quem diz: se vira.
      Resumindo: fomos parar correndo num vet, Nina diagnosticada com crise alérgica. Foi medicada e graças a São Francisco, logo ficou boa.
      Resultado: nunca mais voltamos lá. Agora, cuido eu mesma em casa, dou banho, seco, escovo, limpo td… E quando necessita de tosa, levo num local onde eu vejo e participo do processo todinho.

    13. Cassia disse:

      18 de agosto de 2011 às 23:19

      Excelente post! Serve de alerta, pois há cada vez mais pet shops em cada esquina e a qualidade do serviço não está seguindo a mesma proporção! Bjs

    14. Fúlvia e Suzie disse:

      18 de agosto de 2011 às 18:32

      Eu sempre tive medo de banho e tosa, pq onde eu fiz estágio uma vez o banhista e tosador era um sem noção… enqto fiquei com um filhotinho internado (absurdo, a internação era na sala de banho e tosa!), ele ficou se gabando q cortava língua, orelha e ponta do rabo dos cães… uma vez cortou as costas de um cocker. Os donos? Achavam sempre q a culpa era do cachorro… e os pobres continuavam indo lá! E da língua ainda achou q o cachorro ficou um charme, com língua de cobra O.o

      Uma amiga minha tb teve um problemão: a lhasa dela foi tomar banho uma pet super famosa de sampa e voltou com edema num dos olhos. Levou correndo na vet e, só não ficou cega, pq tratou na hora, com urgência. Motivo? Ela levou um sono no olho.

      Suzie já tomou banho em pet shop, muito poucos, e a sorte é que não precisa de tosa. Se um dia eu tiver um cão q precise, vou fazer um curso de banho e tosa pra eu mesma fazer o que precisa =)

    15. Mariana disse:

      18 de agosto de 2011 às 16:15

      Banho nos meus peludos só em casa!
      Além de não estressar os bichinhos é muito divertido!

    16. Anonymous disse:

      18 de agosto de 2011 às 15:54

      A minha cachorrinha tem ido sempre na mesma pet shop, a única coisa ruim é q eles aumentam o preço das coisas e não avisam nada pra gente, no fim do mês a gente vê o susto, mas lá pelo menos ela é bem cuidada, e adora ir tomar banho, tanto é que o rapaz que vem buscá-la, quando ele chega ela faz a maior festa, fica pulando ao redor dele, abanando o rabinho, toda faceira, e quando ele se agacha e diz "vem!", ela pula no colo dele, toda boba…
      😀
      Mas precisamos cuidar, mesmo, antes de ir nesta pet, ela ia numa outra q davam uns remédios e umas coisas que nem sei oq eram, sem nos avisar, só ficávamos sabendo quando eles cobravam na conta no fim do mês, aì retiramos ela de lá pois ela tem problema de pele, a sarna demodécica, e estava piorando a cada dia…

    17. Cynthia disse:

      18 de agosto de 2011 às 15:47

      Um dia fui no pet shop de uma guria que conheço.. nossa eu vi ela lavando um cachorro, super bruta… sem nenhum cuidado… mta mta brutalidade, esfregava com força e o cachorrinho coitado morrendo de medo e tremendo, e a agua tava morna pra fria… quase gelada… achei absurdo.. Prefiro eu mesma lavar meus cachorros, além de economizar ainda evito esse tipo de coisa

    18. Kelen disse:

      18 de agosto de 2011 às 14:59

      Nesse ponto aqui em casa é tranquilo, graças a Deus!
      Minhas pequenas vão na clínica veterinária só qdo precisam de tosa, senão elas tomam banho aqui em casa mesmo.
      Por 2 motivos bem importantes: economia $$$ e menos estresse delas.
      SEMPRE ficamos esperando elas terminarem, às vezes leva 2h, 2h30 (geralmente levo um livro p/ devorar :P).
      O bom é que um dos vets responsáveis está sempre presente e sabem que elas precisam shampoo anti-alérgico, que não pode passar perfume, que a Clarabela é cardíaca e Ayra especial.
      O único ponto negativo é que a gente não pode ver através de vidro elas tomando banho, mas a porta da sala de banho fica o tempo todo aberta e sempre dou uma espiadinha… mãe tem que participar, né?!

    19. VIVIAN disse:

      18 de agosto de 2011 às 13:40

      Ana carolina,A cachorra da minha irma voltou de um baño no pet com pneumonia, minha irma nao acredita que foi assim, pq ela semrpe levava la, mas eu tenho certeza pq a cachorra estava bem, vai tomar baño e 5 dis depois tem que ingressar por pneumunia.. nao te parece estranho?

    20. Anonymous disse:

      18 de agosto de 2011 às 13:26

      Prezada Ana,

      Isso também aconteceu com meu cãozinho da raça Maltês. Eu sempre levo na mesma clínica (é excelente), mas era um domingo e levei ele para tomar banho em outro local que abre aos domingos. Imaginei uma rede de pet/loja tão famosa deve ser bom. Me enganei, infelizmente.

      A Sorte é que eu estava olhando. O rapaz prendeu tão apertada a guia na mesa para secar que meu filhote ficou sem respirar. EU invadi o local, peguei meu filhote e levei pra casa ensopado mesmo.
      O rapaz foi transferido para outra loja. Sempre que vou comprar ração vejo ele com outros cães e lembro do ocorrido. A loja apenas transferiu o rapaz…

      Hoje se ele está "sujinho" fica assim até poder ir no pet que estamos acostumados e que é excelente. Naquele local NUNCA MAIS.

      Abraço…Andréa

    21. ♥ Gabriela ♥ disse:

      18 de agosto de 2011 às 13:17

      Eu tenho panico desses sites coletivos para banho e tosa…
      Juro que não sei como eles conseguem manter a qualidade do serviço com esses preços!!
      Já cheguei a colocar no papel os meus custos e é impossivel fazer sem perder a qualidade.

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados