• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Joy: Adotada, sem raça definida e cão terapeuta!

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 9 de agosto de 2011

    Joy by www.fotopets.com.br

    Lembram das três cadelinhas por quem me apaixonei no aniversário do Cachorro Verde deste ano? Uma delas era a Joy, a coisa rica da foto aí acima e cujos humanos de estimação eu não conhecia (diferentemente das outras duas, a Annie e a Laurinha). Então fiquei só de olho nela, procurando sua família humana para saber o nome daquela pequena linda e serelepe, que logo estava brincando com os outros cães na festa.
    Quando o assunto é cachorro sou a pessoa mais sem cerimônias deste mundo, então fui chegando, chegando e conversei um bom tempo com os pais da Joy, conheci seus 3 irmãos caninos e me despedi. Só menciono meu trabalho com o Mãe de Cachorro se vejo que ele pode ser útil de alguma forma na conversa, se não apenas digo que meu nome é Ana, que sou mãe de cachorro e deu. Como falar do blog não era o caso, já que a Joy está em ótimas mãos, bati meu papo e voltei a circular na festa. Dali a alguns dias, recebo o e-mail abaixo e não poderia deixar de mostrá-los a vocês porque ele só demonstra o quão especial e maravilhosa é esta pequena peluda iluminada e o quanto todo cachorro é especial. De animal abandonado a animal terapeuta, trabalhando para o bem dos seres humanos que um dia lhe viraram as costas, mas que também um dia lhe socorreram, salvaram e amaram! Preparem o lencinho, por que o e-mail da Erika, mãe da Joy, é de chorar de emoção! É um texto com tanto sentimento, com tanto amor, que só de reler para postar aqui pra vocês, já encho os olhos de lágrimas. Com vocês, Joy, a apaixonante cadela terapeuta, das ruas para a terapia assistida por animais!
    De: Erika
    Para: anacorina@maedecachorro.com.br
    Enviadas: Quinta-feira, 30 de Junho de 2011 20:25
    Assunto: Joy muito querida
    Oi Ana, no dia da festa do Cachorro Verde não te reconheci. Só tive a impressão de te conhecer. Mas é Claro! É a nossa querida Mãe de Cachorro. Adoro o Blog.
    Estou escrevendo para contar da Joy. Vi que vc gostou muito dela. E ela é mesmo o máximo.
    Sou fonoaudióloga e trabalho com crianças.  Há algum tempo, conheci e passei a estudar terapia com animais. Formei uma turminha de cães, coelhos, aves co-terapeutas que me ajudam nas terapias e fazemos também visitas em asilos.
    Hoje, com muito orgulho, te conto que foi a estréia da nossa querida Joy como cãozinho terapeuta. Pela primeira vez ela foi assistente em uma sessão de terapia de uma menininha de 6 anos que não fala por ter depressão profunda. Esta criança sorriu muito como nunca havia feito, esteve concentrada o tempo todo – ela sempre tem momentos de ausência. Quis sair para passear na rua sozinha, sem a mãe,  e foi conduzindo a Joy – ela sempre se enrosca na mãe  e não quer sair de perto dela de jeito nenhum. 
    A  Joy por sua vez, foi carinhosa, procurou pela criança a sessão inteira, quis ficar no colo dela o tempo todo, atenta,  como que dando apoio ao que ela fazia. Foi especial. A impressão que dava é que ela fazia isso há muito tempo. Pareceu natural estar ali – e pensar que alguém a descartou na rua como lixo qualquer.
    Penso como pode uma cachorrinha tão pequenininha e frágil fazer uma ação do bem deste tamanho!
    Ana, sabe aquela estória que se vc melhora, eu melhoro também porque, no mundo, estamos todos conectados? Pois é.  Tenho o privilégio de cuidar dessa cachorrinha especial, de conviver com ela mas, acho que a partir de hoje, ela já não é mais só minha. Pertence ao mundo. Agora é de todos nós. E é sua também.
    Bjs
    Erika
    Categoria: Adoção, Adotados, Terapia Assistida por Animais
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    7 Comentários:

    1. Joyce Venâncio disse:

      13 de agosto de 2011 às 21:46

      Chorei aqui! u_u
      É muito emocionante.. linda a história! *-*

    2. Meu Whippet disse:

      9 de agosto de 2011 às 22:54

      Ow..linda Joy!!

    3. Anonymous disse:

      9 de agosto de 2011 às 20:13

      Retificando meu comentário:
      AMAR O PRÓXIMO…

    4. DaniDorico disse:

      9 de agosto de 2011 às 18:24

      que estória linda, parabéns para a Erika e Joy pelo trabalho!
      tanta gente especial e iluminada junta… por isso o aniversário do Cachorro Verde tinha aquele clima mágico!

    5. Anonymous disse:

      9 de agosto de 2011 às 17:57

      Oi Ana! Tb tenho uma história muito parecida! Amo cachorro acima de tudo. Já tenho 4 resgatados e dentre eles, uma pretinha muito especial. Eu a adotei porque: Um belo dia, uma funcionária minha chega e diz: Adriana vc não quer salvar uma cachorrinha, sabe de alguém que quer adotar? E eu perguntei porque? e aaí vem a resposta: Pq ela sofre maus tratos, uma vizinha pegou a cachorrinha filhote mas não gosta de cachorro, prendeu a tadinha na laje, sem abrigo, sem comida, no sol e na chuva no frio ou calor. Minha cunhada é que joga de longe um pouco de comida para ela. Ah, não aguentei… pedi que ela fosse buscar a cachorinha que eu daria um jeito de conseguir um dono para ela. No fim de semana seguinte chega a pretinha… Uma linda, muito mal tratada, seus pelos eram puros nós, cheia de pulgas e carrapatos, muuuito magra e assustada. Tomei todos os cuidados, levei ao vet, ela deve ser uma mestiça de poodle com cocker. Ficou temporariamente na minha casa, até que encontrei uma pessoa interessada em adotar, mas quando falei sobre a assinatura dos termos de responsabilidade o cara sumiu!!!! Pra gente ver como é importante os documentos. Bem, ela foi ficando e ficou! Todos em casa a amamos e depois de uns meses comigo, passou por uma avaliação e começou a trabalhar com Cão terapeuta de uma ong, onde fazíamos visitas aos idosos, e agora como me envolvi demais com o assunto, sou fisioterapeuta e hj tenho um projeto de Terapia e Atividade Assistida por Animais e ela a SUMI esse é o nome que demos a ela (em japonês = tinta preta) trabalha em atividade assistida por animais beneficiando crianças de uma instituição. É de apertar o coração, ver como ela chegou e o bem que ela faz hj! Só tenho a agradecer a Deus por colocar esses peludos na minha vida! Um Beijo Grande Adriana Paravati Futema

      Terça-feira, Agosto 09, 2011 2:56:29 PM

    6. Anonymous disse:

      9 de agosto de 2011 às 17:43

      Realmente emocionante!!!Eles sim,levam como mais importante nessa vida, um dos
      mandamentos e com total forma de doação… AMAR PRÓXIMO… apenas…

    7. Ana Paula disse:

      9 de agosto de 2011 às 17:32

      adivinha? LACRIMEJEI DE NOVO, ANA CÓRINA! =D

      beijão

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados