• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Mais um exemplo de fidelidade canina… (Tem alguém para ajudar o Bleik???)

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 9 de junho de 2011

    Acabei de postar na página da Revista Au. uma notícia que tem tudo a ver com a última edição da revista: lealdade canina! Só que em seguida fiquei com vontade de vir aqui contar pra vocês do Bleik.

    Cachorro espera na porta de casa por volta de extrativistas mortos no Pará.

    Após 26 dias do crime, Bleik não sai de assentamento em Nova Ipixuna (PA). José Claudio e Maria Espírito Santo foram assassinados em emboscada.

    O cachorro Bleik permanece no mesmo local à espera de seus donos desde 24 de maio. O vira-latas criado sem coleira em meio à vegetação nativa do Pará era o fiel escudeiro do extrativista José Claudio Silva, que foi morto nesta data em uma emboscada ao lado da mulher Maria do Espírito Santo, em Nova Ipixuna (PA).

    Bleik não sai da varanda da sede da fazenda no assentamento Praialta Piranheira, onde vivia o casal antes de ser assassinado. O cachorro tem preferência por um lugar na casa, perto da farda camuflada do extrativista, que ainda permanece pendurada em um gancho na varanda lateral do imóvel.

    "É como se ele estivesse esperando meu irmão voltar. É como se meu irmão e minha cunhada estivessem viajando e prestes a voltar. Ele ficou órfão", disse a ambientalista Claudelice Silva dos Santos, 29 anos, irmã de José Claudio.

    (…)

    Claudelice contou que o animal foi deixado na casa por conta do medo de familiares, que receberam ameaças de morte por fazendeiros e madeireiros da região. Eles se sentiram inseguros em permanecer no local e saíram da carregando apenas objetos pessoais e algumas roupas. "Voltamos para a casa de meu irmão para tentar levá-lo com a gente, mas ele estava arredio, agressivo, ficamos com medo de sermos mordidos. Parece que ele só quer esperar meu irmão voltar. Para onde meu irmão seguia, ele corria atrás, mata adentro", disse ela.

    "O Bleik fica perto da farda que meu irmão usava para entrar na mata. Não saía sem ela. Acho que o cheiro dele deve estar na roupa. Deixei algumas castanhas do Pará para ver se ele quebra com os dentes e come alguma coisa", afirmou a ambientalista.

    Continue a ler a matéria do G1 e assista a um vídeo do Bleik clicando aqui e leia a edição Lealdade da Revista Au. baixando-a em seu iPad ou visitando este link.

    Agora, POR FAVOR, tem alguém que possa ajudar este cão?? Dar castanhas do Pará pra ele quebrar e comer? MEU DEUS, o que é isso???

    Categoria: Fidelidade canina, Inteligência canina, Lealdade
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    2 Comentários:

    1. Cintia Malateaux disse:

      9 de junho de 2011 às 17:25

      Ah! tem que dar um jeito de levá-lo de lá, ficar esperando, sem comida, só prolonga o sofrimento dele coitado. Isso é para pessoas que colocam post de doação porque vão morar em apartamento etc, ou pior ainda, colocam os animais na rua porque cresceu muito, dá trabalho….ele é a maior prova de que animal nenhum faria isso com um ser humano….FIDELIDADE, temos muito a aprender com eles.

    2. Fúlvia, Suzie e Letícia disse:

      9 de junho de 2011 às 15:05

      Nossa… pq não dar um pouco de comida? castanhas do pará pra quebrar? Faça-me o favor… espero, sinceramente, que alguém em belém ajude este pobrezinho…

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados