• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Com vocês… Minha nova filha: Java, a Linda!

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 30 de junho de 2011

    Java, minha pequena!

    Em 2010 desejei que todos nós pudéssemos colocar um cãozinho sem raça definida em nossas vidas em 2011 e lembro de ter pensado “Será que consigo o meu?” enquanto escrevia a vocês.

    Até 2003, sempre fui irmã ou mãe de cães sem raça definida. Então passei a ser mãe do Sushi e do Shoyo, comprados (para felicidade do Mãe de Cachorro, que já nasceu falando sobre guarda responsável e adoção, pois antes deles eu nunca nem havia pensado no horror do comércio de vidas e nas fábricas de filhotes) e depois, em 2004, veio a Moira, adotada mas ainda assim “de raça”.

    Só que, por mais que eu goste de todo e qualquer cachorro, meu coração é dos vira-latas, não tem jeito (e depois deles, dos gigantes molossos). Talvez por serem minha primeira referência da vida em cães, talvez por eu ser uma mega vira-latas, sem a MENOR raça definida, talvez por eu simplesmente amar e ponto, sem precisar achar justificativas. Aliás, coisa chata isso de ter que explicar preferências e de ficar pegando no pé de quem prefere esta ou aquela raça, como se cães de raça definida fossem menos cães e merecessem menos amor. Se a pessoa vai adotar, que importa se ela tem o sonho de ter este ou aquele cão, santo cristo? Fala sério, mais foco nas boas adoções e menos foco nas picuinhas e julgamentos, por favor, gente chatadosinfernos! Laurinha, a cobiçada!

    Voltando… O tempo foi passando, eu tentando convencer o maridão (sem sucesso) a aumentar a família e babando em tudo quanto era cachorro sem raça definida disponível pra adoção e… nada. Conheci o Pumba, de Curitiba, e sofri verdadeiramente por não poder adotá-lo. Quando li o lindo depoimento da Sylvia no post Polly e a importância de adotar senti um misto de alegria pela evolução de pensamento das minhas amigas e pela adoção da Polly e de tristeza por eu ainda não ter adotado um novo filho…

    Mais um tempo passado e fui pra Sampa, onde caí de amores pela Laurinha quando o Fowler foi me buscar pra irmos pra festa de aniversário do Cachorro Verde e voltei pra Floripa chorosa e saudosa… Isso porque lá ainda fiquei desejando ser mãe também da Annie e da Joy, as lindas abaixo…

    Annie, linda e sapeca!Joy Linda!  

    A ironia maior é que nunca, em toda minha vida, recebi tanta oferta de adoção de cães de raça definida. E eu só no “Não, obrigada, meu próximo filho será SRD.”.

    Até que…

    Sofrendo de saudades da Laurinha linda e sapeca, descobri minha pequena no Facebook… Sabem coisa do destino? Uma amigona minha, a Lu Von Borries, mãe da Konie, comentou uma foto de um dos álbuns da protetora Lilian e, de bobeira, parei pra prestar atenção e lá estava ela!

    Java linda!

    Seus dentinhos imediatamente me lembraram do Pumba Leendo, sua história sofrida me fez chorar e no dia seguinte lá estava eu, botando a pequena no carro e levando para a querida veterinária Ioná Araújo, da Patas e Pelos, onde o Shoyo é mais do que mimado quando vai tomar banho, tosar ou só visitar as tias Rachel e Lilian. Acontece que na legenda de alguma das fotos da pequena, então chamada de Lulu Dentinho, havia um texto avisando que sua boca precisava de cuidados.

    “Lulu Dentinho
    + de 5 anos
    3 kg aprox.
    Amigos, a Lulu Dentinho foi resgatada pelo CCZ num Morro de Fpolis com mais 15 animais… estavam trancados num casebre sem água e comida, sua dona idosa e paupérrima tinha morrido há dias…. alguns vizinhos jogavam apenas um pouco de arroz… Todos foram resgatados pela COOBEA… todos traumatizados, com medo dos seres humanos.
    No dia do resgate, a Lulu tinha babys… não tinha pêlos na parte traseira (ALOPÉSIA POR DESNUTRIÇÃO), ela deu todas as suas fontes de energia para alimentar seus filhotes… Resolvi pegá-la do CCZ pois com menos animais e com mais contato humano, acreditamos que sua recuperação física e mental será abreviada, o que já está acontecendo, pois já brinca toda faceirinha no hotelzinho da Sônia…
    Ela tem os dentinhos para fora bem charmosos, embora tenha um cheiro ruim na boca, vai precisar de limpeza de tártaro. Vai ser castrada em breve, não foi ainda pq estava magrinha e pq estava amamentando. Já é lindinha, vai ficar ainda mais qdo estiver gordinha e com a pelagem completa.
    Ajudem a divulgar, precisamos de uma família bem amorosa para ela!
    Padrinhos são bem-vindos com ração premium, vacina, limpeza de tártaro e ajuda com a hospedagem dela. Artigos em bom estado para o BreDog tbém vale!
    Obrigada”

    Resumo da ópera:

    Minha pequena está sendo tratada para sarna de ouvido e infecção na gengiva por conta do tártaro em excesso, ontem fez limpeza nos dentes e teve um dentinho arrancado (mais 3 estão em risco), ainda tem falhas no pelo (no pescoço, bumbum e rabinho) por conta da desnutrição, já está comendo alimentação natural numa boa (e como se não houvesse amanhã), tem idade estimada em uns 8 aninhos, já atende pelo nome novo (Java) e ainda não está dando bola para o Shoyo (que por sua vez tem tentado brincar com ela).

    Ela é doce, carinhosa, agarradinha em mim, inteligente, limpinha, querida, esfomeada, fofa e sapequinha. Tem a mesma mania do Shoyo de fazer cocô e depois sair correndo muito e feliz da vida, não tenta fugir e parece que está comigo há muito mais tempo do que estes 8 dias em que estamos juntas. Estou apaixonada e agradecida pela oportunidade de poder dar a ela uma vida digna e feliz, repleta de cuidados e atenção.

    Share photos on twitter with Twitpic Share photos on twitter with Twitpic Share photos on twitter with Twitpic

    Agora preciso passar na Diretoria de Bem-Estar Animal (DIBEA) para formalizar a adoção e botar meus dados no microchip dela, já que todos os cães mantidos e doados pela DIBEA são microchipados.

    Para quem tiver interesse em adotar os outros cães que estavam com ela e que ainda estão sendo socializados para que possam ganhar um lar, basta fazer contato com a Diretoria de Bem-Estar Animal através do telefone 48 – 3237-6890. Pela idade e semelhança física, acredita-se que vários deles sejam filhos da pequena Java, que no CCZ era chamada de Raposinha (sim, várias fase de vida, vários nomes,agora é vida nova, nome novo!).

    A todos os que participaram da história de resgate e salvamento da Java, meus parabéns e muito obrigada (funcionários da Diretoria de Bem-Estar Animal, voluntários da Cão Terapia, protetora Lilian, Sônia da hospedagem, vizinhos que procuraram a Prefeitura para comunicar o estado lastimável e fatídico em que ela e os outros cães estavam).

    Muito obrigada: para a querida veterinária Ioná Araújo, para a Rachel e a Lilian, donas da Patas e Pelos (48 – 3222-5247), para a protetora Annita Petry e para um anjo na Terra, a veterinária Marina, que em sua clínica Projeto Castração, atende em parceria com as ONGs AMAR e É o Bicho, castrando, operando e ajudando incontáveis animais.

    Mais fotos dela aqui em casa:

    Para ver fotos dos outros pequenos à espera de adoção clique aqui e aqui.

    Para ver a filhinha dela que foi adotada, clique aqui.

    De tudo isso, gostaria de encerrar com dois pedidos: ABRAM SEUS CORAÇÕES PARA A ADOÇÃO DE UM CÃO/GATO ADULTO e adotem um animalzinho que em teoria teria poucas chances de adoção. Eles estão sobrando, por todo o Brasil, e só depende de NÓS para terem uma vida tão maravilhosa quanto o amor que têm para dar! Pensem nisso, reflitam e adotem! Quem não puder adotar, ajude o trabalho dos protetores sérios e dos CCZs (inclusive no sentido de melhorá-los, se for o caso).

    Beijo grande meu, do Shoyo e da Java ;o]

    Categoria: Adoção, Adotados, Fazenda de Filhotes (Puppy Mill), Filhos
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    39 Comentários:

    1. Thatá disse:

      3 de janeiro de 2013 às 12:48

      Vou te dizer que meu objetivo do ano eh adotar um poodle adulto ou filhote, pois amo essa raça muitoooo e um vira lata preto e branco, pois fico louca quando vejo vira lata malhadinhos, são lindos!!espero que logo eu consiga encontrar meus novos filhos peludos!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        3 de janeiro de 2013 às 13:18

        Com certeza conseguirás. Fica de olho nos eventos de adoção. Eu quis muito o Pumba, não rolou, depois veio a minha Java linda 🙂

    2. deusa disse:

      9 de abril de 2012 às 15:39

      Parabéns pela Java, é uma gracinha!Eu fico emocionada com tantas histórias de abandono e maus tratos.Não sei como uma pessoa tem coragem de judiar com um ser indefeso… é terrível.Eu faço tudo por minha pequena, meus cuidados com ela começa as 6 da manhã, no meu ponto de vista, é como se ela fosse um bb humano. Ela não desgruda de mim por nada,a caminha dela é do lado da minha, e ela so dorme com a minha mão encostada nela.É o meu amorzinho mais fofa!

    3. Elayne Ruas disse:

      2 de outubro de 2011 às 16:09

      Ana, a adoção da Java foi uma das mais bonitas que eu já vi. Só podia acontecer com uma pessoal linda como você…Muita felicidade para toda a família!!!!!!!!!!!! Beijão!

    4. Anonymous disse:

      22 de agosto de 2011 às 18:17

      Ainda não tinha lido todos os post da Java e fiquei muito feliz por vc e por ela,só quem adota um animal já adulto sabe o carinho e a gratidão que eles proporcionam a quem os faz.
      Nina também tem esse jeitinho da Java e também com pouco tempo aqui em casa parecia uma vida inteira.Com certeza ela saberá retribuir ainda mais essa dedicação.Eles são assim:transformam as nossas vidas e nós transformamos a deles!!!

      um super beijo
      Adriana Mota PoA/RS

    5. Anonymous disse:

      20 de agosto de 2011 às 18:22

      AIIIIIIIII !! Que linda Ana !!! E… que história ! Chorei que nem um babão véio !! Puxa, amiga !!! Ela estava reservada prá vc mesmo ! Eu te entendo quando falou de querer e não poder… ter td, ou… todos !!!
      Muitas, mas, muitas alegrias prá + nova companheirinha do Shoyo !
      Como vc disse: "A GENTE É MEGA VIRA-LATAS" messsssmo ! – rsrsrs !
      Tô super feliz por vcs ! Agora Shoyo tem com quem "conversar" e vc, 2 filhos amados que representam o amor por todos os outros que, trabalhamos prá ajudar !!!
      UIPIII !!!! Agora é beijão pros 3 !!! Sempre !!

      Thais Rigonati (Face)

    6. Binha disse:

      22 de julho de 2011 às 14:28

      eu choro muito sempre q venho aki ver todas essas historias.
      mas venho aki todo dia chorar mais um poukinho^^.

      amo os peludos.

    7. Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

      7 de julho de 2011 às 18:47

      A Java está cada dia mais fofa e manda beijos pra vocês todas!!!

      Beijo grande e obrigada pelo carinho conosco.

    8. Luciana disse:

      7 de julho de 2011 às 00:49

      Hoje pela primeira vez me chamou a atencao as fotos da Java no Facebook. Ela e cativante , olhei todas as fotinhos pubilicadas por voce e me emocionei . Fiquei curiosa entao para saber a historinha dela e rolei seu muro do Facebook ate encontrar e aqui estou. Ainda rolando lagrimas em meus olhos de ler como foi sua adocao. Me tocou profundamente. Que alegria para sua vida essa cachorrinha, ela ganhou muito com a adocao mas, estou certa que voce ganou ainda mais. abraco Lu

    9. Emmanuelle Moraes disse:

      3 de julho de 2011 às 23:16

      Parabéns pela adoção para lá de especial!

    10. Movimento SOS Bicho de Proteção Animal disse:

      1 de julho de 2011 às 21:37

      Muito fofa sua nova filha, o problema dos SRD é que depois que a gente adota o primeiro, não consegue mais parar!!! já estou no meu quinto!!!

    11. Fúlvia e Suzie disse:

      1 de julho de 2011 às 19:26

      Adorei, Ana, as fotos, seu depoimento, a Java!! Parabéns, mesmo, de coração!

      Que vc, Java e Shoyo sejam muito felizes, por muito tempo! À Java: vc tem a melhor mãe de cachorro do mundo, viu?!

      Beijos!!!

    12. Emanuela disse:

      1 de julho de 2011 às 16:44

      Olá Ana, fico muito feliz por sua atitude. Sou mãe e amante de gatos e cachorros, sendo que os meus 6 filhos vieram da rua, após sofrerem maus tratos. É indescritivel a gratidão que estes animaizinhos demonstram por nós. Eles só querem uma CHANCE para viver e, qdo conseguem, são verdadeiros amigos. Beijos e felicidades para Java!!!

    13. Priscila Coelho – Adote, Não Compre! disse:

      1 de julho de 2011 às 14:19

      OH MY DOG, que novidade maravilhosa!! Estamos aumentando a família em grande estilo, hein?! Sorte grande da Java ter entrado nessa casa e nesse coração.

    14. Lethy disse:

      1 de julho de 2011 às 00:25

      Paraubéns Ana

      Lambeijos

      E um lambeijão todo especial para a Java

    15. Cassia disse:

      1 de julho de 2011 às 00:16

      Amiga querida! Adorei a história da Java! Ela é linda, uma fofa!! Estou muito feliz por vocês! Beijos!

    16. Aline disse:

      30 de junho de 2011 às 23:51

      A Java é linda!! Apaixonei-me por ela ainda no post "Castração, por que não?". Fiquei uns bons minutos olhando para ela e pensando na dificuldade da adoção de cães adultos.
      Parabéns para a família, que ganhou essa princesa para amar. E parabéns para a Java, que jogou charme e conquistou a Ana! 🙂
      Felicidades!

    17. Ana Paula disse:

      30 de junho de 2011 às 22:36

      ana, olha eu aqui de novo, lacrimejando por tua causa. fico MUITO feliz por vocês. teu entusiasmo é lindo de ver. e a java é uma gracinha, além de privilegiada por ter virado tua filhota. não é? =D

      beijos meus e dos meus lindos caninos pra vcs

    18. Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

      30 de junho de 2011 às 20:09

      Pessoas queridas,

      Estou muito feliz com isso tudo e espero que meu relato sirva para ajudar outras pessoas a tomar a decisão de adotar um cão/gato adulto ou mesmo idoso.

      Se pensarmos que talvez eles possam viver menos e no sofrimento que será a partida, terminaremos sempre adotando animais jovens e, com isso, deixaremos de dar qualidade ao fim de vida de tantos peludos que merecem tanto quanto quaisquer outros um lar amoroso e responsável.

      Faz tempo que bato na tecla da adoção de idosos/adultos. Passei pela experiência horrorosa de ter adotado uma cadela adulta que terminou matando o Sushi e a doei super bem depois (ainda ontem falei com o adotante dela porque ofereci outro cão a ele, de uma amiga protetora, e a Vênus está ótima).

      Na época, entre toda a dor da experiência (da morte, da doação dela, do sofrimento em família, do sofrimento do Shoyo, dos imbecis que julgam e criticam sem o mínimo de humanidade – e que devem ser pessoas super perfeitas, sem nunca falhar em nada – da culpa que não ter doado a cadela antes e de ter insistido em adestrar etc., enfim, de tudo) eu ainda pensava "Que merda, eu vivo falando de adoção de adulto e agora acontece isso, vai ter neguinho dizendo 'Viu como adulto é perigoso?' e não é bem assim, pode dar muito certo, sim!".

      Mas nunca deixarei de dizer adotem cães/gatos adultos, apenas hoje aprendi que nem sempre isto é 100% possível ou recomendado e que há algumas variantes a serem levadas em consideração, como as diferenças de porte entre os cães que conviverão.

      Agora, se não houver risco de brigas fatais, sinal verde totallllll, minha gente!

      Beijo grande e obrigada pelo carinho. A Java também agradece!! Ah, acabei de fazer upload de mais 3 fotos dos pequenos, estão no álbum da Java.

    19. Anonymous disse:

      30 de junho de 2011 às 19:59

      Parabéns pela nova filhinha Ana!!!
      eu a conheci la no ccz, é um doce de criança, muito fofinha…..
      Vcs duas tiveram a sorte grande de uma cruzar o caminho da outra!!!
      muitas felicidades!!!!!
      bjss
      Livia

    20. Ioná Araujo disse:

      30 de junho de 2011 às 19:30

      Ana,fico muito feliz que por a mocinha ter ganho um lar bacana com irmãos e amor.Ela merece,. é uma fofa linda!
      Beijos e boa sorte para toda a família.

    21. djjullyv disse:

      30 de junho de 2011 às 16:16

      que maravilha!!!!!!!!! nossa fique muito feliz mesmo! ate ontem tava olhando as fotos dela e pensando que ela ia ser adotada rapdinho! ela e muito carismatica! parabens por sua nova filha! poste fotos dela ao longo do tempo pra gente! beijos!

    22. Sylvia Angélico disse:

      30 de junho de 2011 às 15:41

      Ah, querida, esse não é pra publicar, só um avisinho: é alopecia, com "c", tá?

      abraços – e um beijão para a Java, irresistível esse sorriso dela!

    23. Sylvia Angélico disse:

      30 de junho de 2011 às 15:40

      Achei a Java LINDA!
      Uma fofurinha sem fim. E que história emocionante. Parabéns pela nova filhota!
      Essa tirou a sorte grande.

      Querida, precisando de qualquer orientação, estou à disposição, viu? Um abração em todos aí! E uma lambida da Polly!

    24. luana disse:

      30 de junho de 2011 às 14:38

      Ana, é bem verdade que cães de raça as vezes sofrem até mais do que os srd. Porque normalmente quem quer um virinha quer porque ama mesmo, e nem sempre quem quer um cão de raça ama da mesma forma. Às vezes querem por "status", outras apenas para ter um bibelô, um objeto de consumo que está na moda… Enfim, acredito sinceramente que muitas vezes os de raça definida sofrem mais. E muitas vezes às pessoas só se dão conta dos horrores do comércio e despertam para o sofrimento dos animais depois que tem um animalzinho comprado. Super natural. Fiquei muito feliz com a notícia. Afinal, bem ou mal, você agora é uma celebridade, e nada melhor do que você e sua virinha linda apra dar o exemplo a todos o sleitores né? 🙂
      Tenho certeza que a linda Java só vai te trazer alegrias! Vai encher sua vida de cor e amor, e você vai ser o raio de sol dela, vai preencher os dias da pequena de um afeto que até então ela não sabia que existia!! 🙂
      FELCIDADES!!!

    25. Sofia Aguiar disse:

      30 de junho de 2011 às 14:23

      Ana, se as pessoas soubessem o que um cão vovô é capaz de nos ensinar! Adotei um vovô semana passada e agradeço todos os dias a oportunidade de ter ele na minha vida!
      Parabéns pela sua luz e pelo amor que escorre pelo seu coração!
      Amor e paz para sua Java!
      Lis

    26. Lúcia disse:

      30 de junho de 2011 às 14:21

      Parabéns pelo novo membro da família! Tenho certeza que ela será muito feliz com vocês, e trará muita alegria também! =)

    27. DaniDorico disse:

      30 de junho de 2011 às 13:37

      Ana,
      que feliz encontro o seu com a Java! ela é uma fofurinha! próxima vez que vier para São Paulo já sabe, ela e Shoyo serão muito bem-vindos! desejo muitas felicidades para vocês.
      beijos, Dani

      ps. confesso que fiquei mais tranquila agora, menos risco da Laurinha, Annie e Joy de serem sequestradas… hahaha

    28. Marli Delucca disse:

      30 de junho de 2011 às 12:31

      Uau ou seria au-au…Parabéns Ana Corina, mas parabéns por tudo…pela adoção, pelo texto e por ter esse enorme discernimento e esse baita coração..eu tenho muito orgulho em ter amigas como você…que faz uma enorme diferença no mundo. Beijos para você e lambidelas mil para a Java e para o Shoyo

    29. Mary disse:

      30 de junho de 2011 às 12:10

      Estou sorrindo e ao mesmo tempo muito emocionada com toda a história da linda Java!!!!
      Que Deus permita sempre este amor no seu coração para que muitos e muitos sejam felizes e tenham uma chance.
      Eu tb querO um SRD!!!!
      abraços
      Mary.

    30. Fowler T Braga Filho disse:

      30 de junho de 2011 às 11:59

      Bom dia Mana querida !
      Ah que coisa boa !!!!
      Até a Laurinha aprovou e ficou contente por você. E como é a Laurinha, já aproveitou para fazer a chantagem tipo: " tá vendo, ela não pendura cachorros no varal". Essa Laurinha …
      Parafraseando a talentosa Ms Siebert feliz meia vida para a Java ( que pode ser mais de 10 anos ainda), que vai ter respeito, dignidade, amor e um Shoyo de brinde.
      É muita sorte não é ?

      kisses

    31. Helô disse:

      30 de junho de 2011 às 11:50

      Fico muito feliz por você!! E principalmente pela Java… do ano passado pra cá, adotei 3 SRD, Flor, Garoto e Céu, que são a razão pela qual eu acordo todos os dias! Incrível a capacidade que eles tem de transformar a nossa vida! Sou muito feliz com meus filhos! Podem me chamar de louca, irresponsável, o que for! Acordo por eles, trabalho por eles, existo pra eles!! Que sua vida com a Java seja infinitamente feliz! E parabéns pela adoção!!

    32. Ms. Siebert disse:

      30 de junho de 2011 às 04:12

      Ana, fiquei emocionada com seu depoimento e mto feliz de participar desse teu processo, através de confissão em segredo ainda de q vc iria adotar uma "Seu Jorge". São figurinhas idosas e desdentadas, que vao ter um fim (no caso da java, um meio para o fim) de vida digno e melhor: pra sempre. Seguros pra sempre, com mesma familia pra sempre.

      Parabéns da mãe de 5 SRDs e de 1 Jack Russell tb adotado por paixão (pq aqui no Brasil chamam de vira latas e eu confirmo).

      Bjos

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados