• Receba os posts por e-mail:

    Dúvida do leitor: Meu maltês tem Malassezia e mesmo tratando ela sempre volta! E agora?

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 11 de março de 2011
    Problemas de pele são, de longe, os campeões entre os pedidos de ajuda referentes a saúde que recebo. E conversando com veterinários parece que nos consultórios não é diferente. Tenho certeza de que a resposta da médica veterinária especialista em dermatologia, Carolina Pereira, do Rio de Janeiro, ajudará vários leitores que lidam com a malassezia.
    “Querida, te escrevo pedindo informações sobre dermatite em maltês, a minha tem 9 anos e constantemente tem problemas de pele, a dois anos foi diagnosticado Malassézia, fizemos o tratamento, ela melhorou, porém o problema vai e volta e fico triste de vê-la desta forma, tomar antibiótico direto com certeza não faz bem, porém não posso deixar sem, pelas lesões da pele.
    Me conte se sabe de alguma coisa sobre óleo de melaleuca para combater a malassezia e ajudar na cicatrização.
    De antemão te agradeço, continue especial como voce é, nós mães de peludos lhe somos muito gratas.
    Um forte abraço
    Rosana Garcia Sttippe”

    Achei um texto bastante interessante que complementa as informações da dra. Carolina Pereira e deixo para nós um trecho importante. A íntegra vocês podem ler clicando aqui.

    “Os sinais clínicos da dermatite por malassezia incluem: coceira intensa,  pele avermelhada, arroxeada  até enegrecida (principalmente em região de virilha e axila), pele oleosa, odor forte e desagradável, caspas e crostas. A medida que a doença torne-se crônica, a pele torna-se muito pigmentada e bem espessada (liguinificação) Os locais mais acometidos são: em redor da orelha, lábios, focinho, entre os dedos, pescoço ventral, axila, virilha, ao redor do ânus. Alguns cães desenvolvem também otite e pododermatite por Malassezia, e com isso apresentarem cerúmen intenso, enegrecido e com odor forte, coceira em ouvido, chacoalhar cabeça, nos pés podem apresentar lambedura frequente, com região entre dedos sempre úmida e odor característico. Ou seja, as lesões podem ser localizadas, multifocais ou generalizadas.” fonte: CliniPet Clínica Veterinária – Autoria: Maricy Alexandrino – Médica Veterinária

    Abaixo, a resposta da especialista para o caso específico da maltês da leitora Rosana:

    “A dermatite de repeticão é comumente observada nos cães desta raça e geralmente está associada a uma doença de base (alergopatia, demodicose, hipotireoidismos, dentre outras). Tanto a malassezia sp. quanto bacterias (Staphylococcus pseudointermedius), fazem parte da microbiota normal da pele dos animais, estando presente em pequeno número mesmo nos animais hígidos (que não apresentam qulquer alteração dermatologica). A infecção bacteriana ou levedúrica se instala quando ocorre um desequilibrio nas camadas cutâneas que permite que estes microorganismo se multipiquem de forma exarcerbada. Para que se consiga controlar a frequência destas infecções é importante que se faça uma avaliação dermatológica mais profunda, com o objetivo de descobrir a causa de base para que esta seja tratada.
    O diagnóstico de malasseziose dado há dois anos não é conclusivo, ele apenas mostra que naquele momente o animal estava apresentando uma infecção por levedura.
    A utilização do óleo de malaleuca como terapia complementar nos casos de dermatite canina vem sendo aplicada principalmente nos casos onde a causa de base é alergica. A malaleuca possui propriedades hidratantes e antissépticas, que auxiliam na diminuição do prurido (coceira).
    Um recente trabalho¹ avaliou a eficácia do uso do xampu a base de óleo de malaleuca e extrato de aloe vera como coadjuvante no tratamento da atopia (dermatite alérgica) canina associado à prednisolona (antiinflamatório esteroidal) oral. O xampu à base de óleo de malaleuca a 1% e extrato de aloe-vera a 0,1 % , foi efetivo como coadjuvante no controle do prurido e na remissão das lesões.
    No meu ponto de vista, a utilização do xampu de malaleuca como terapia única para dermatites é ineficaz. Para que se obtenha êxito terapêutico é necessário que o animal seja submetido previamente a uma avaliação dermatológica minuciosa, para que o melhor protocolo terapêutico seja aplicado no caso em questão.”
    Carolina Oliveira Araujo Pereira
    MV. Dermatóloga – RJ
    REFERÊNCIA
    1- BALDA, A.C.; SAVIOLI, A.N.; FERREIRA, C.A.S. Avaliação do efeito de xampu a base de óleo de Malaleuca e extrato de Aloe -vera como coadjuvante no tratamento da atopia canina associado à prednisolona oral. CONPAVEPA 2010.
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    71 Comentários:

    1. Anonymous disse:

      23 de agosto de 2011 às 13:40

      Estou tendo o mesmo problema com a minha cadela, é uma vira-lata com menos de 1 ano que recolhemos da rua, porém quando a pegamos ela não mostrava nenhum sinal da doença. Já não sei o que fazer, ela já está em tratamento há alguns meses e não está resolvendo. Algumas pessoas falaram que a doença tem relação com a imunidade do cão, isso é real?

    2. Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

      23 de agosto de 2011 às 14:55

      Fungos, ácaros e bactérias só têm força para prosperar e reincidir porque a imunidade do animal em questão não está 100%.

      Para elevar imunidade eu uso:

      – Óleo de coco extra-virgem (é caro, mas excelente contra bactérias), 1 colher de sopa por dia;
      – Probióticos e prebióticos como Organew (da Vetnil), Estibion Plus (o com Neem é o melhor), Pbiotic etc.;
      – Alho cru picado, uso meio dente para cães pequenos até a doença regredir e um dente inteiro para cães grandes. Quando ficam bons, passo para uma lasca fina por dia, por toda a vida;
      – Cápsula de óleo de peixe (ômega 3) – 1G para cada 5kg de peso do animal
      – 10 gotas de própolis por kg de peso vivo por dia pra cada uma (é bem ruim, mas dou um jeito, boto bem no meio de uma comidinha gostosa, como carne moída crua).

      Fazendo isso você já vai notar uma diferença considerável e todas as 4 dicas são fundamentais. Cerca de 70% da nossa imunidade, e da deles, passa pela saúde dos intestinos e é aí que o probiótico com prebiótico vai agir. O alho cru, a própolis e o óleo de peixe (ômega 3) são excelentes pra combater as infecções bacterianas secundárias e melhoram a pele.

      Recomendo e recomendarei sempre a alimentação natural (leia o site http://www.cachorroverde.com.br), mas se for pra ficar na ração, a Guabi Natural é uma marca interessante, que eu usaria se precisasse. Leia também o post http://www.maedecachorro.com.br/2011/03/suplementos-naturais-para-enriquecer.html para saber como melhorar a ração, seja ela qual for, mesmo as "melhores".

      Espero ter ajudado!

      • Natasha disse:

        20 de fevereiro de 2014 às 00:28

        Olá!
        Acho muito válido os debates sobre nossos cãezinhos, mas devo advertir que é muito perigoso utilizar terapias que encontramos na internet. Aconselho que levem o que leram a seu veterinário, para que ele lhe diga se é válido ou não. Como exemplo de minha preocupação, a colega acima diz que usa alho cru picado para aumentar a imunidade de seu cãozinho, alimento propriamente tóxico para nossos companheiros. Nunca faça nenhuma terapia em seu amigo sem antes leva-lo ao veterinário.

        • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

          21 de fevereiro de 2014 às 13:07

          Natasha, alho NÃO é tóxico em quantidades adequadas. Inclusive já discuti o assunto com um veterinário MUITO experiente que usa bastante alho no tratamento contra leishmaniose visceral (http://fielamigo.com.br/trata/) e ele me pediu então artigos científicos comprovando a toxicidade do alho. Não achei. De qualquer maneira, recomendo apenas o que a veterinária da minha confiança recomenda: pequenas doses diárias. Com certeza, lugar de cachorro é no veterinário, mas há dicas que podem ser utilizadas e infelizmente a maioria dos veterinários só quer saber de entupir nossos animais de drogas, quando há várias alternativas saudáveis de prevenção e tratamento. A dica do alho é recomenda pela veterinária do http://www.cachorroverde.com.br :)

    3. FELICIA GONZALES disse:

      7 de dezembro de 2011 às 09:50

      AJUDA PARA QUEM QUER VER LIVRE SEU CACHORRO DA MICOSE POR MALASSEZIA:
      MINHA CACHORRINHA TINHA ESSE FUNGO, EU TRATAVA E ELE VOLTABA DE NOVO, ATE QUE EU LEMBRANDO DAS MINHAS AULAS NA MATERIA DE MICOLOGIA, DECIDI COLOCAR VINAGRE COM ALGODAO NAS LESOES, PORQUE LEMBREI QUE FUNGO NO AGUENTA NEM AMBENTE ACIDO, NEM CALOR MAIOR DE 60ºc COMO EU NAO PODIA COLOCAR TODO ESSE CALOR NELA, SO COLOQUEI O VINAGRE, TODOS DIAS, O PELO DELA COMEÇOU A CRESCER AGORA ELA ESTA BONITA, E ALGUMAS VEZES COLOCO VINAGRE DE NOVO, SO PARA PREVENIR REINFEIÇÃO.

    4. Sandra disse:

      13 de fevereiro de 2012 às 19:15

      Ana Corina, boa tarde. Estou desorientada. Meu viralats NESTOR (lembra um Golden Retriever)está desde maio de 2011 entrando e saindo de veterinários que dizem não saber o que fazer com um fungo instalado em sua orelha direita (A tal Malassezia). Pelo menos foi detectado pelo exame de cultura. A otite já está crônica, mau cheiro e secreção intensos. Já tomou tantos antiboticos, antiinflamatorios, soluções de limpeza e gotas otológicas de tantas marcas e principios ativos diferentes que já perdi as contas. Só um falou em operar mais eu não tenho mais dinheiro Ana Corina!! Fui na zoonose aqui no RJ e na Fazenda modelo que também não cobram consultas porem todos os exames são feitos fora de lá e são caros. Sem contar que todos os medicamentos não são nada baratos e ainda pago transportes pois estamos sem carro. Desorientada é pouco. O Nestor é um cão que nasceu na minha casa, tem 8 anos. Recolhi sua mãe da rua, atropelada e descobri que ela estava grávida. Vivo, só ficou o Nestor, que nunca adoeceu, é paparicado, é um cão amoroso e mesmo com dor chega sempre com aquele sorrisão. Pra afasta-lo de moscas só fica preso na minha area de serviço. Atualmente só estou fazendo a limpeza 3 x ao dia e pingando Aurivet que tambem não adianta nada. Alguma orientação?? Li sobre o vinagre, por ser acido e tal…Será que na orelha isso pode funcionar?? 9 mesee já se passaram sem solução mais eu não desisto. Muitos bjs

    5. Sandra disse:

      14 de fevereiro de 2012 às 13:06

      Oi Ana, agradeço a sua atenção. O fungo em questão é a MALASSEZIA PHAQUIDERNATUS. ACHO QUE É ASSIM QUE SE ESCREVE,rsrs Quanto a alimentação eu forneço comida caseira com proteina cozida sem ossos (tenho receio de dar ossos pois ele tem quase 9 anos).Figado, pescoço de frango, carne moida, legumes batidos no liquidificador, arroz integral (é o que uso aqui em casa)e suco de fruta sem açucar e 2 x por semana iogurte natural feito em casa (ele adora). A proposito, tenho mais 2 cães também recolhidos da rua, só que comem ração numa boa, sem problemas. Já são bem velhinhos. Isac e Zen. O Nestor passou a comer comida cozida porque não se adaptou as rações. Então, não é o caso, pois carinho é o que não falta. Acho que é por isso que ainda tem tanta resistência. De qualquer forma, agradeço.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        15 de fevereiro de 2012 às 08:20

        Hummmm, fígado é excelente contra fungos. Tente dar cru. Não sou veterinária, então na verdade o que vc teria que fazer seria procurar outro veterinário em busca de uma ajuda. Ainda acho que ele pode estar com um diagnóstico e errado e não ser só o fungo, entendeu? Pode ter uma bactéria junto, até pq, pelas fontes que estudei pra fazer a coluna sobre a otite, são as bactérias que causam a otite crônica. Em que cidade/Estado vcs moram?

    6. Sandra disse:

      15 de fevereiro de 2012 às 19:09

      Moro no Rio de Janeiro. Já procurei o setor de zoonoses e um lugar lindo da prefeitura na zona oeste do Rio chamado Fazenda Modelo. Nesses 2 lugares não cobram consultas mais os exames são feitos fora e são bem caros. A Suipa é a mesma coisa. Fora transforte. Honestamente, não sei o que mais posso fazer. Enfim, grata Ana.

    7. Sandra disse:

      23 de fevereiro de 2012 às 18:41

      Oi Ana. Muito querida e generosa você é.Desculpe-me por não ter respondido. O netinho de 5 anos está passando férias aqui em casa e nem tenho entrado na net. A Dra, Silvia enviou um email pra mim. Sei que partiu de vc essa generosidade. Ha momentos muito difíceis na vida da gente e estou passando por ele atualmente. Vc tem minha gratidão. Vou seguir as orientações da Dra. Silvia e vou mantendo contato com vc. Que bom que a vida me mostrou você nesse momento. Muito obrigada de coração. Nestor sorriso espera agradecer também com uma linda foto pra vc. Bjs

    8. Roberta disse:

      31 de março de 2012 às 12:35

      Oi, sou de Piracicaba-SP e tbm tenho uma cachorrinha de 3 anos e meio (Pretinha) que sofre de malassézia há 2 anos (exame de junho/2010). Acho que a raça dela é poodle com “salsicha” e já fomos em vários veterinários. Atualmente está fazendo tratamento c/ a Dra Juliana Sanches que por sinal é ótima. Pretinha já tomou vários medicamentos inclusive a última vez foi há 1 semana. Já tentei de tudo : injeções de antibióticos e antialérgicos, via oral (ceto c e desclorfeniramina,pelo e derme 750), shampoos(clorexin, cetoconazol, peróxido de benzoíla), triatox no quintal e nela, sabonete protex , além de só poder comer ração (que só contenha proteína de ovelha ou peixe) e água. Já estou cansada pois não vejo melhora além de ter que ouvir meu marido reclamar dela pois ele não gosta de cachorro ainda mais c/ mau cheiro,mesmo dando banho toda semana. Gostaria de saber sobre a alimentação, se posso dar outras coisas p/ ela, e se existe algum medicamento novo no mercado que dê resultado. Aguardo resposta e desde já agradeço.

    9. Rita disse:

      8 de junho de 2012 às 00:35

      Olá. Tenho uma srd de poodle, branca, de 07 anos que sofre com muita coceira. Fizemos uma biópsia e detectamos malassezia sp. Ela usa shampoo de cetoconazol e uns biscoitinhos de itraconazol. Além de tomar diariamente 01 comp. de Loratadina. Ela perdeu peso, perdeu pêlo e continua se coçando. A veterinária dela é ótima, mas infelizmente esse fungo é muito difícil de ser curado. O que posso fazer p/ que ela se cure? Obrigada.

    10. Sandra disse:

      8 de junho de 2012 às 23:31

      Oi Ana
      Minha saga com Nestor não termina. A Malassezia vence sempre. 1 ano e dois meses. Estou apenas fazendo a limpeza (2 x ao dia), pingando Aurivet e estou seguindo a AN do cachorroverde desde 5 de maio ou seja pouco mais de 1 mes. costelas carnudas, carne de suino, pescoço, asa e dorso de frango, FIGADO CRU, pure de abobora com quiabo, cenoura, acelga, pimentão e o que mais tiver, Com moderação, batata, arroz e inhame pois a Dra. Carmen disse que fungos como a Malassézia gostam de amido. Iogurte feito em casa, lamina de alho, colher de chá de azeite e já dei 1 vez só osso recreativo. Pronto! E agora que o danado do fungo não quer nem saber do meu esforço e do dele!!
      O que eu notei é que as fezes diminuiram bastante, quase sem odor . Nem preciso dizer da alegria e ao mesmo tempo do olhar de desconfiado dele olhando para a vasilha como perguntando SERÁ QUE É PRA SEMPRE?? Esses ossos crus são meus mesmo? Passei os outros (ISAAC E ZEN) também pra AN. Eles só comiam ração, sem nenhum problema. Nenhum dos 3 tem problemas de pele ou queda de pelos nem pulgas ou carrapatos porque sou vigilante nesse sentido.Mais claro que a troca foi Suuuuuuper bem recebida. Agora a hora da refeição é uma alegria total. To aguardando a mudança alimentar me trazer algum resultado positivo, mais garota…TÕ MUITO CAMSADA DE ALIMENTAR FUNGO. Beijos carinhosos e obrigada de novo.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        12 de junho de 2012 às 22:05

        OH MEU DEUSSSSSSSSSSSSSSSS, QUANTA NOTÍCIA BOA!!! Querida, logo você vence o fungo! Lembrando que fungo também detesta óleo de neem (pode passar puro nas lesões) e iodo (pode passar Povidine nas lesões também). Eu tratei fungos em um cachorro usando homeopatia, Estibion Plus Neem e óleo de neem nas lesões. Foi batata! Beijãooooooooooooooooo.

    11. Sandra disse:

      8 de junho de 2012 às 23:49

      Ana, me tira uma duvida. Li em algum artigo(Acho que foi no Cachorro verde mesmo)que não se deve dar mais que um filete de alho e vc recomenda no seu comentário acima, de meio a um dente de alho. Não é muito? Será que não ataca o estomago dele? Como alternativa para o óleo de coco serve o azeite extra virgem? Caramba. o de coco é bem caro e rende pouco.
      Bjs

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        9 de junho de 2012 às 11:28

        Querida Sandra, a lasca fina de alho diária é para prevenção de pulgas etc e para reforçar a imunidade. A dose para tratamento pode ser maior. Inclusive o veterinário André Luis tem um tratamento para leishmaniose que usa MUITO alho, algo que me fez trocar vários e-mails com ele pedindo artigos sobre o assunto, já que pra mim, alho bom é pouco mesmo. Atacar o estômago não vai, não. O óleo de coco é diferente do azeite de oliva… Para reforço de imunidade, seria o óleo de coco mesmo. Tente encontrar o óleo de babaçu, que é tão excelente quanto o de coco e sempre amis barato. Beijo.

    12. maria zenar disse:

      27 de julho de 2012 às 16:34

      Tenho uma cachorra vire lata de 9 anos, ela teve um problema no ouvido que usei vários remédios inclusive o auritrop, mas não adiantou muito,agora ela esta com um engasgo,muita dermatite e o olho direito inflamado.O que eu observo e que no ouvido não tem secreção e não tem no nariz.O que faço?

    13. DULCI QUEIROZ disse:

      6 de agosto de 2012 às 10:58

      MEU CACHORRO É UM PASTOR ALEMÃO ELE TEM 9 ANOS TA COM UMA FORTE ANEMIA ESTOU TRATANDO, AGORA ELE TA COM O PELO CAINDO DEVO TROCAR A ALIMENTAÇÃO DELE. NOS AJUDE ORIGADA.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        6 de agosto de 2012 às 16:37

        Dulci, a pele e o pelo são os primeiros a sofrer quando o cão está mal. Ele está sendo acompanhado por veterinário? Para melhorar a saúde e prevenir doenças minha dica é sempre a mesma: alimentação de verdade! Leia http://www.cachorroverde.com.br e passe seu cão para alimentação natural. NÃO é caro, NÃO é trabalho.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        6 de agosto de 2012 às 16:37

        Dulci, a pele e o pelo são os primeiros a sofrer quando o cão está mal. Ele está sendo acompanhado por veterinário? Para melhorar a saúde e prevenir doenças minha dica é sempre a mesma: alimentação de verdade! Leia http://www.cachorroverde.com.br e passe seu cão para alimentação natural. NÃO é caro, NÃO é trabalhoso.

    14. Edilene disse:

      14 de agosto de 2012 às 18:48

      Tenho uma Lhasa Apso ela tem um problema de e pele e ja fiz de tudo, banho semanais, duas vezes na semana, usou cortisona, antiflamatórios fiz durante um ano, parando alguns meses o cortisol.Só que de uns meses pra cá ela piorou muito, o aspecto da pele esta muito pior, pele enegrecida, regiões sem pelo, lambe muito as patinhas, ate no rostinho ficou escuro.Não sei mais o que fazer, ela coça muito mesmo tomando banho com Shampoo adequado.Preciso de uma luz! Morro de dó dela, já fez tanta raspagens no pelo pra exame…Dá fungo, mas o tratamento não surte efeito!

    15. Margareth Konno disse:

      1 de novembro de 2012 às 15:53

      Ola Ana,muito prazer!! Tenho uma cahorrinha de 6 anos que e mix de Shih tzu com Papillon,adotei ela ha 7 meses pois ela já apresentava problemas de pele e antiga dona se recusou a trata-la e a jogou na varanda do apartamento e nao a deixava entrar em casa por causa do mau cheiro,sendo assim ela vivia no tempo,passando frio e calor,tomava sol,chuva e neve..mas Graças a Deus uma protetora a resgatou e ela veio parar nas minhas maos.Qdo adotei já tinha consciência do problema de pele e me empenhei a cuidar dela,passamos por 2 veterinários e eles sempre a tratavam como atopia,tomava injecoes,remédios mas nunca melhorava,agora estamos no terceiro veterinário e esse finalmente fez o exame de raspagem e diagnosticou a malazzessia,ele comecou o tratamento via oral e shampoo pra ser usado 2 a 3 vezes na semana,mas infelizmente nao estamos tendo resultados satisfatorios.Desde o diagnostico comecei uma busca incansável na internet sobre esse fungo e cheguei ate aqui,meu maior problema e que nao moro no Brasil,moro no Japão e existem diferencas de culturais,uma delas eh nao encontrar um veterinário homeopata,sei que esses remédios que ela esta tomando trará problemas futuramente mas nao tenho o que fazer. Ja li vários artigos sobre o fungo e em quase todos ele esta relacionado a baixa da imunidade,tendo essa informação estou dando pra ela uma papinha caseira que vi num grupo no facebook,a papinha vai: fígado,coração,músculo,beterraba,inhame e cenoura,estou misturando na ração(ela come a Pro Plan sensitive) mas mesmo assim nao to vendo melhora. Os lugares mais afetados sao a barriga e pescoço,ela se coca muito e a pele eh sempre umida e com um odor muito forte(o banho nao dura nem um dia),fico sempre atenta aos ouvidos,mas graças a Deus os ouvidos estão bem.Ela sofre muito com isso e eu sofro junto por nao poder ajuda-la,se vc puder me ajudar ficarei muito grata.
      Desde ja agradeço. Um beijo a todos!!!!

    16. Margareth Konno disse:

      4 de novembro de 2012 às 11:28

      Olá Ana,muito obrigado!!! Ja entrei em contato com a vet no site do cachorro verde agora eh so aguardar a resposta!! Comecei a colocar o alho cru na comidinha dela,e tbm li nos seus comentários anteriores sobre o oleo de neem,achei por aqui em alguns sites esse oleo de neem,mas gostaria de saber como usar ele!!! Obrigado pela sua ajuda!!! Bjoss

    17. Sandra disse:

      5 de novembro de 2012 às 13:53

      Oi Ana Corina. Agradeço por sempre me enviar questões relacionadas à Malassezia mais, descobriu-se que o Nestor tem na verdade um tumor dentro da orelha. O meu silêncio é de profunda amargura. Ele já passou por 5 vets.
      Já narrei à vc minha luta para pagar transportes. Moro na zona oeste do RJ (bairro Paciência) distante de tudo. Para levá-lo para qualquer clinica pago no mínimo 150,00. Depois de muito diagnóstico errado, medicamentos no mínimo duvidosos ( remédio para pessoas BIPOLARES) enviei email pra Suipa aqui do RJ explicando toda a situação. Fui orientada a levá-lo até lá para fazer uma avaliação. Sai de casa às 5,30 da manhã e depois de pagar 220,00 de transporte, Nestor foi avaliado e confirmou-se o diagnostico de tumor, só que PASME lá não faz cirurgia do conduto auditivo!!! A vet. me forneceu uma lista de possíveis lugares que eu deveria “tentar a sorte”, pois em alguns deles tem o equipamento necessário mais está com defeito. Que eu deveria fazer a cirurgia em clinicas particulares. Infelizmente,.nem vou falar o valor estimado, fora biópsia. Enviei novo email pra Suipa narrando o acontecido e a Sra. Nini Bandeira ficou de repassá-lo para o Diretor de Veterinária. Sinceramente, não tenho mais esperança; Depois de 18 MESES de dor não sei como ele está vivo! Ele fica preso na minha area a maior parte do dia por causa de moscas, faço a limpeza 2 x dia, passo unguento, dou Alimentação Natural, agua e amor. Já me sugeriram sacrifica-lo mais eu não posso fazer isso. Ele está inteiro, mesmo com dor, corre, come bem, tem excelente pelagem, sem pulgas ou carrapatos.
      Definitivamente, não posso fazer isso! Enfim. é isso. To entregando os pontos.
      To sem saída. Sem dinheiro, nada feito! Assim é a vida, Ana Corina. Bjs e grata por seu interesse.
      Sandra.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        5 de novembro de 2012 às 16:43

        MEU DEUS… Querida, não dá pra tentar ajuda com ONGs daí? Sozed? Grupo GARRA? NINGUÉM?
        Escreva o relato todo, bote fotos, laudos veterinários, gastos e peça ajuda no Facebook… É uma tentativa desesperada e acho que conseguirás ALGUMA ajuda. Me marque que repasso, ok?

        Estou PUTA da cara com isso tudo. Merda. Bosta. AFFFFFFFFFFFFF. Vou tentar pensar aqui em algo pra ajudar. :(

    18. Margareth disse:

      17 de novembro de 2012 às 12:42

      Olá Ana,gostaria de tirar uma duvida… O Propolis,são 10 gotas por kg de peso do animal,minha Juju tem 4,6kg então seria 40 gotas por dia?? Posso dividir nas duas refeições? 20 de manha e 20 no almoço?? Bjosss e obrigado!!!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        21 de novembro de 2012 às 14:28

        Isso, Margareth. Esta é a dosagem que a veterinária dos meus cães recomenda para tratamentos. Sim, pode dividir. Beijo!

    19. Margareth Konno disse:

      23 de novembro de 2012 às 13:45

      Obrigado Ana,ja estou dando pra Juju o alho,o oleo de peixe,oleo de coco e o propolis!!!!! outra duvida….vi la em cima nos primeiros posts que passar vinagre tbm ajuda,mas passei uma vez nela e ela pulou feito doida,acho que deve ter ardido muito,pois apesar de nao ter feridas no corpinho dela a pele esta bem sensivel….fiquei com do e nao passei mais,devo continuar com o vinagre??
      obrigado querida pela atencao!!!!! bjos

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        23 de novembro de 2012 às 16:36

        Querida, ONDE tem que é pra passar vinagre no cão? POR FAVOR me mostra pq não lembro disso. Falo muito em passar vinagre na casa, pra ajudar a educá-los a não fazer xixi no lugar errado. Beijo e aguardo resposta.

    20. Sandra disse:

      23 de novembro de 2012 às 20:43

      Oi Ana. A respeito do vinagre, de acordo com o comentario de Felícia Gonzales em 07/12/2011 o vinagre, por ser acido teria resolvido o problema de Mallasezia da cachorrinha dela. Mais para o Nestor isso não umporta mais. Como já informado, ele nunca teve Malassezoa coisa nenhuma. É um tumor dentro da orelha e terá que operar. To juntando dinheiri para pagar transportes, Voce sabe, meu problema é a grana que tenho que desembolsar para isso. O esquema é assim: Tem que levar o Nestor numa Faculdade (todas super distantes de onde moro) para fazer a avaliação. Até consigo fazer alguns exames que eles pedem lá mesmo. Outros não. Volto pra casa com o Nestor. Tem que levá-lo para fazer os exames que faltaram. Mais transporte. Tem que leva-lo com o resultado dos exames (mais transporte) As vezes acontece do aparelho não estar funcionando. Volta para casa. E assim vai… O que já gastei com transporte teria feito umas 3 cirurgias. Pra fazer a cirurgia mais em conta (Sozed. Unigranrio, Mangueira, Castelo Branco) tem chegar 6,00 da manhã, pegar um n. e seguir com os procedimentos. Muitos desses lugares não dão muitas informações por telefone. A frase que mais ouço é: SRA. TEM QUE TRAZER O CÃO PARA AVALIAÇÃO. Paga-se a consulta e ouve-se AQUI NÃO ESTÁ FAZENDO ESSA CIRURGIA ou então O DR. FULANO FAZ MAIS SÓ ESTARÁ AQUI DAQUI A 15 DIAS. Mais transporte. Se ele não morrer vou tentar operá-lo em fevereiro, Num bairro mais próximo, em clinica particular, cujo valor deve ficar em torno de 1500,00 fora os transportes, coisa que eu deveria ter feito desde o inicio dessa estoria se não fosse vítima de profissionais inescrupulosos, diagnósticos errados, medicamentos desnecessarios sacrificando o animal, intoxicando o bichinho sem necessidade. Um, RX teria resolvido tudo isso. Como falei anteriormente só com dinheiro resolvo isso. Meu cartão estourado, só com 13. sálario não vai dar. Tenho que juntar pois devo gastar uns 2.000.00 Exames, operação, medicamentos e TRANSPORTES. Se arrumar o dinheiro, em fevereiro ele se livra disso. Se não, vai ter que esperar um pouco mais.
      Bjs Ana Corina. A luta continua. Abaixo o comentário que vc solicitou

      FELICIA GONZALES disse:
      7 de dezembro de 2011 às 09:50
      AJUDA PARA QUEM QUER VER LIVRE SEU CACHORRO DA MICOSE POR MALASSEZIA:
      MINHA CACHORRINHA TINHA ESSE FUNGO, EU TRATAVA E ELE VOLTABA DE NOVO, ATE QUE EU LEMBRANDO DAS MINHAS AULAS NA MATERIA DE MICOLOGIA, DECIDI COLOCAR VINAGRE COM ALGODAO NAS LESOES, PORQUE LEMBREI QUE FUNGO NO AGUENTA NEM AMBENTE ACIDO, NEM CALOR MAIOR DE 60ºc COMO EU NAO PODIA COLOCAR TODO ESSE CALOR NELA, SO COLOQUEI O VINAGRE, TODOS DIAS, O PELO DELA COMEÇOU A CRESCER AGORA ELA ESTA BONITA, E ALGUMAS VEZES COLOCO VINAGRE DE NOVO, SO PARA PREVENIR REINFEIÇÃO.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        26 de novembro de 2012 às 11:18

        Oi, querida,
        eu não lembrava desse comentário do vinagre. Vou deixar, pois pode ser útil pra outras pessoas/pets.

        Fico MUITO triste em saber q a situação ainda está na mesma. :(

    21. Sandra disse:

      24 de novembro de 2012 às 13:27

      Eu de novo Ana. Desculpe-me pelo tamanho do comentário acima. Acredite-me, só vou falar com vc de novo sobre Nestor quando tiver resolvido essa situação. De um jeito ou de outro. Muito desgaste.
      Bjs

    22. Margareth Konno disse:

      26 de novembro de 2012 às 13:46

      Eu tbm vi esse post da Felicia Gonzales…pensei ser uma tentativa!!!! Obrigado pelas dicas!!! Bjos

    23. Sandra disse:

      26 de novembro de 2012 às 18:19

      Oi Ana. Liguei só para Faculdades e SOZED. Podem baratear a cirurgia mais o que pega é o transporte. O que eles tem é para resgate de cães feridos e em bairros próximos. Normalmente até voluntárias que moram perto da Suipa ajudam a levar os cães feridos para lá. Mais em PACIENCIA?? Quem quer vir tão longe? Não tem jeito. Tenho que juntar pelo menos 600,00 só para transporte. 200,00 se ele tiver que ir em qualquer lugar por no mínimo 3 vezes) Quanto ao vinagre, não é mais o caso. Ele não tem Malassézia. Tem que operar. E agora, final de ano quase, todo mundo se preparando para as festas, SOLTANDO FOGOS MALDITOS EM TODOS OS LUGARES!!! O bichinho fica louco. Deve incomodar muito pelo barulho. Imagine como deve estar sensível aquela orelha. Enfim, a luta continua. Sei que isso está doendo no seu coração também. Sei do seu interesse sincero pela situação do Nestor. Sei também que vc faz tudo que pode pra ajudar e por isso me sinto confortada . Nada do que foi narrado aqui é falso. Quando alguém nos retorna, mesmo que de longe, me sinto ouvida e respeitada. Obrigada Ana Corina. Agora…eu ri muito com vc. PUTA DA CARA??? AFFF…É amore, dá uma raiva danada mesmo!!
      Bjos e fique em paz.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        26 de novembro de 2012 às 22:20

        Sandra, não dá pra fazer um relatório com laudos, fotos e postar no Facebook pedindo ajuda? :(

    24. Sandra disse:

      27 de novembro de 2012 às 00:27

      Oi Ana Corina. Não sou intima de internet. Até tenho Face mais nem uso. Vou aprender. Agora quanto à laudos eles não existem. Tenho receitas da última vet. e da Suipa. Tenho também resultado de 2 hemogramas e é só. Ninguem pediu sequer um RX. Lembra-se que o tratamento inicial era Otite. Depois de muito remedio veio a tal Malassezia. Muitos remédios. Eu ouvi de um veterinário a seguinte pérola: Nossa! Já receitei tudo que eu sabia pra Otite e Malassézia. Não sei mais o que receitar! Toma mais essa receita e vamos ver se resolve! Ele mal tocava no Nestor. Claro que fui procurar outro profissional. Como o tumor é interno, só dá pra ver com o otoscópio. Foto não adianta. A orelha dele fica um pouco molhada na ponta, levemente vermelha e com muito mal cheiro e sempre besuntada de unguento por causa das moscas.
      Então…Bem, vamos ver o jeito que se pode dar. Bjs

    25. Cláudia Santos disse:

      15 de dezembro de 2012 às 09:28

      Olá Ana Corolina, me chamo Cláudia, moro em Belo horizonte- MG e sou mãe de um lindo cachorro. Ele é mistura de Lhasa com pequinês. É lindo e eu o amo tanto quanto as minhas 2 filhas. Ele inclusive as vezes dorme comigo e felizmente meu esposo também o trata como um filho. Já tive gastos imensos com ele em outras ocasiões. Não tenho muito recursos financeiros, pois o dinheiro é a conta, mas quando se trata dos meus filhos tiro de onde posso e não posso parcelo de 3x mas dou um jeito. Bom Meu lindo LION depois de um banho/tosa começou a coçar muito a orelha e sacudir a cabeça. Notei ontem que estava vermelho e minando água ao redor dela. também coça e lambe muito as patinhas. Levei a um conhecedor de cachoro( de nome Vinícius q não veterinario pq estava sem grana ontem e completamente desesperada ). Vinicio tem uma casa de ração e é muito recomendado aqui no Bairro. Bom ele disse que o ouvido esta infeccionado e as patinhas está com um fungo. Me passou um removedor de Cerúmen para lavar os ouvidos e um Otolin para aplicar após a lavagem. Para as patinhas um shampoo que possui Cetaconazol. Estou aplicando desde ontem 14/12. Estou tendo todo cuidado do mundo, ele está dormindo comigo e de noite mal dormi pq quando ele começa a coça, pego ele no colo, pra tentar faze lo dormir. Acabei e aplicar novamente,parece que ele está mais tranquilo. Ele está dormindo aqui do lado na minha cama e estou fazendo o minimo de barulho ao digitar para não acorda -lo. Você me recomenda algo? Se persisti ou piorar vou dar um jeito de leva lo ao veterinário. Só não o fiz por falta de dinheiro mesmo, e tô com o coração apertado e os olhos cheios d’água por estar de mãos atadas. Peço que se souber de algo que possa ajudar serei eternamente agradecida. Irei narrar aqui se ele está melhorando. Estou torcendo tbm para a mamãe do Nestor. Fiquei muito comovida pela história dela. Juro que se eu pudesse iria ajudar. Desculpe pelo imenso relato. Agradeço a Deus por ter encontrado vocês. Me passa teu facebook para pode adicionar se possível. Beijos a todos.

    26. Sandra disse:

      5 de janeiro de 2013 às 21:23

      Oi Ana Corina. Olha eu aqui de novo. Só que agora COMPLETAMENTE FELIZ!!!!!!! O Nestor foi operado em 18/12/2012 num local chamado Fazenda Modelo por um profissional ANJO chamado Marcelo Miranda que só de olhar o Nestor disse que era uma cirurgia razoavelmente fácil, segura e nem tão demorada. A cirurgia foi a laser e completamente gratuita. Retirou o pólipo e aproveitou (á pedido meu) para esteriliza-lo também. Só tive que fazer todos os exames novamente. Está curado, com a audição intacta, não houve necessidade de nenhum corte, portanto seu restabelecimento foi bem rápido. Voce pode avaliar a munha alegria!!! Agradeço todo o seu carinho e desejo que 2013 seja amoroso e produtivo pra vc e todos os seus. Beijos carinhosos
      Sandra

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        9 de janeiro de 2013 às 02:16

        Vc já havia me avisado pelo Facebook querida, respondi lá. Fique MUITO feliz. Beijo grande e tudo de melhor pra vcs.

    27. Sandra disse:

      5 de janeiro de 2013 às 21:46

      Oi Ana Corina
      Sem querer abusar do seu precioso espaço, peço sua permissão pra agradecer a Claudia Santos que mesmo sem me conhecer torceu por Nestor e por mim. A vida nos testa e precisei de coragem para resolver essa e tantas outras questões. Agora eu e meu filho rimos da situação mas, imagine que passamos Natal e Ano Novo nos revezando pra não deixar ele mexer na esterilização e na orelha. Um dormia até as 3 da manhã e acordava para o outro ir dormir tomando conta do Nestor. Ele não pode usar o COLAR DE PROTEÇÃO que é de plastico porque na região raspada teve uma alergia ao plástico por causa do calor de 45 graus aqui no Rio (zona Oeste) Foram 15 dias de dor nas costas e muuuuuitas noites mal dormidas com ele ora do meu lado da cama ora do lado do meu filho no sofá da sala! Fazer o que né? Faz parte. Claudia muito obrigada pelo carinho. Tomara que vc resolva bem mais rápido o probleminha do seu Lion. Saude e paz pra vc e um lindo 2013 também. Bjs
      Sandra

    28. ALICE disse:

      20 de janeiro de 2013 às 21:17

      Meu maltês tem 2 meses e 25 dias e tem aparecido a 1 semana mais ou menos umas bolinhas na barriga, perto da virilha, e no pescoço. já demos banho com dois tipo de xampu diferente e continua, o que pode ser isso?? como tratar?? :(

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        22 de janeiro de 2013 às 00:39

        Procure um bom veterinário dermatologista. Pode ser uma série de coisas diferentes…

    29. Penecy de Figueiredo Ferzola disse:

      26 de março de 2013 às 14:15

      Passei por este problema anos atrás. Tive uma poodle que apresentou acanthosis nigricans por malassezia pachidermatis. Realmente, é uma luta!
      Ela foi tratada com homeopatia, não com produtos específicos para a pele e sim medicação de fundo. A Homeopata era unicista.
      O tratamento durou mais de dois anos. Ela perdeu pelo na mandíbula, braços e axilas.
      No meio do tratamento, perdi as esperanças e procurei médico veterinário alopata que indicou cetoconazol via oral, o que quase levou a óbito minha cachorrinha. Graves alterações hepáticas!
      Retornei para a homeopatia e, com paciência e muita determinação, conseguimos curá-la definitivamente.
      Obs.: Quando tratada com cetoconazol VO, por quase 60 dias, ficou com toda pele recuperada, mas em 30 dias tudo retornou. Quando foi sugerido o uso de glisiofulvina pelo alopata, solicitei exames hepáticos que demonstraram a quase perda da função hepática.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        26 de março de 2013 às 23:52

        É por estes e MUITOS, MUITOS, MUITOS outros ABSURDOS, que digo: HOMEOPATIA SEMPRE! Que bom que deu tempo de salvar tua cadela. Conheço INCONTÁVEIS casos de veterinários que MATAM seus pacientes por BURRICE, falta de ESTUDO ou descaso, infelizmente.

    30. [...] Leia também: Dúvida do leitor: Meu maltês tem Malassezia e mesmo tratando ela sempre volta! E agora? [...]

    31. Aline Carolina disse:

      6 de agosto de 2013 às 16:27

      Boa tarde Ana … Ganhei uma maltes de aniversário, ela nasceu dia 19/06 e no dia 26/07 trouxemos minha bebezinha p casa. Porém ela veio de um petshop de outra cidade, não muito perto de onde eu moro. Quando fui busca-la que me informaram que ela tinha apenas 37 dias de vida ainda… e já havia sido vacinada !!! Até então não me preocupei pois o pet é de confiança e para mim era normal vacinar com pouco tempo… Me informaram e ensinaram os procedimentos todos inclusive da próxima dose do vermifugo. Na segunda comecei a dar.. por 3 dias… porém na quarta feira ela começou a se coçar… bastante, lambia as patinhas.. coçando no pescoço perto da orelha, barriga… Preocupada levei num pet aqui na cidade mesmo, ele receitou antialergico e comecei tratar na sexta, porém sem exito! Maaass… para piorar, as fezes dela ficaram moles com pingos de gosminhas… mas ele disse que não foi do antialergico… a segunda hipótese seria um perfuminho que passaram no pet e estaria provocando alergia… o vet deu banho mais tbm não resolveu… porémmm.. sempre né.. ele examinou e constatou que ela estava c a barriguinha bem inchadinha… inflamação no intestino… já aplicou um antibiótico na coitada.. mas não parou de coçar nem de fazer fezes mole… Preciso muiiito de ajuda.. estou desesperada…. minha bebe não tem nem 50 dias :/ … amo muito ela… Bjos e obrigada pela atenção

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        6 de agosto de 2013 às 16:57

        Oi Aline, putz…

        1)Pet shop de confiança vendendo filhotes não existe, pois criadores de verdade NÃO revendem filhotes assim. Prova disso é te entregarem a pobrezinha assim nova e já vacinada.
        2)Pode ser reação vacinal (coceiras!), se bobear, pode ser até virose (parvo, por ex.) começando a aparecer (gostam nas fezes), ou giardíase (leia: http://www.maedecachorro.com.br/2010/12/giardiase-a-gente-trata.html e NÃO CAIA no conto de que deves vaciná-la contra giárdia!)
        3)Na verdade, pode ser tanta coisa…
        4)É um pecado retirar um filhote assim novo da mãe e vaciná-lo
        5)Banho? Pelamor! Só a escove e limpe com vinagre de álcool misturado com água até terminar toda a vacinação dela!
        6)Leia os textos e comentários sobre os malefícios do excesso de vacinação: http://www.maedecachorro.com.br/category/vacinacao
        7)Perfume: NUNCA, nem adulta e saudável, quem dirá filhote e doente, please!

        Tens como levá-la em um veterinário homeopata? Ela precisa parar de ser entupida de alopatia, vacina etc., pobrezinha!

        Beijo

        • Aline Carolina disse:

          7 de agosto de 2013 às 15:22

          Oii Ana… obrigada pela ajuda… Pois é, primeira cachorrinha na vida e já começou assim… fiquei morrendo de dó qdo vi novinha sem a mamãe…
          De ontem p hoje as fezes dela ficaram mais molinhas ainda.. mas sem sangue… liguei chorando no pet e eles pediram p eu leva-la o mais breve… e a vet pediu p eu dar giardicid 2 x ao dia por 15 dias pois trata giardia e tbm o intestino… mais fiquei com receio, ouvi falar que o remédio é mto forte… e sem contar que,se for giardia? eu uso aquelas fraldinhas higienicas no chao.. ela só faz lá… vou ter q trocar a cada vez q ela fizer?? Estou mto triste c a situação.. sofrimento demais p ela tadinha….
          Obrigada por me ajudar… bjos…

          • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

            7 de agosto de 2013 às 16:11

            Oi Aline, sim.. Giardicid é forte, mas às vezes é imprescindível. O verme da pulga produz fezes MUITO parecidas com as da giardíase, viu? E neste caso o remédio homeopático não vai funcionar, mas o Giardicid sim (pq tem outro composto). Sei disso pq tratei uma filhote assim e foi a própria veterinária homeopata dos meus cães q mandou eu trocar para o Giardicid, só que a cadela era mais velha (uns 60 dias) e estava se esvaindo em diarreia.
            Sim, o ideal seria trocar o tapete higiênico :( Beijo e nunca mais compre filhote em pet shop!

    32. SOLY WANDERLEY E SANTOS disse:

      21 de agosto de 2013 às 21:57

      Minha cachorra Poodle esta sofrendo de Malassezia,fez vários exames e ficou constatado.Já passou por 2 veterinários dermatológicos e ñ fica boa.Tomou mais de 2 meses itraconazol,remedio antibiótico rilexina e prednisolona e tb 2 injeções .Ainda ñ ficou boa,até melhorou mais voltou.Desde maio que lutamos com essa doença.Já gastei o que tinha e o que ñ tenho.Não aguento mais financeiramente.Manda dizer alguns medicamentos caseiros,pra ver se ela melhora. Aguardando sua resposta.Muito Agradecida

    33. Cláudia disse:

      9 de fevereiro de 2014 às 19:06

      Olá Ana Corina! Gostei muitíssimo do site. Na verdade, eu o encontrei depois de muito pesquisar por Malassezia. Eu sou mãe de uma lhasa apso de 9 aninhos, que após Papai do Céu ter levado a minha outra filhinha lhasa apso (foram 6 anos de tratamento, pois ela tinha mieloencefalite granulomatosa degenerativa) começou a apresentar problemas na pele. Fui a vários veterinários, inclusive especializado em dermatologia. A princípio, foi diagnosticado alergia, tomou medicamentos e nada. Depois foi diagnosticado Malassezia, fez o tratamento e houve melhora, porém 2 meses após o término do tratamento, está voltando. Ela fez vários exames, inclusive para ver se estava com problemas de tireoide, alérgicos e nada. Outro veterinário disse que ela poderia estar triste com a perda da irmãzinha, teve baixa da imunidade e os fungos aproveitaram. Enfim, não sei mais o que fazer, pois trato dela há 1 ano e vi melhora, mas depois volta tudo novamente. A coitadinha se fica se coçando, lambendo as patinhas, a pele fica escurecida, com “casquinhas”, com ressecamento, avermelhada,falha nos pêlos, sempre na região da face, pescoço, orelhas, entre os dedos das patinhas e da região superior, ventre e perninhas traseiras. Estou pensando seriamente em optar pela comidinha natural (eu havia feito por muitos anos para a minha cachorrinha doente, pelos fortes medicamentos que ela tomava e o veterinário neurologista dela me disse que incrivelmente os rins e o fígado dela estavam perfeitos). Gostaria de saber se posso usar o alho, o ômega 3, o óleo de côco, própolis e o probíotico tudo ao mesmo tempo? Posso continuar usando o shampoo Sebotrat S e Hidrapet? No ouvidinho uso Phisio para limpar e auritop. Quando apresenta lesões eu uso baycuten N. Você poderia me indicar uma veterinária homeopata? Quero muito ver a minha filhinha bem, novamente. Grata, Cláudia

    34. Gabriela disse:

      28 de fevereiro de 2014 às 23:30

      Ola, tenho 4 bebes, três machinhos e uma femea a Daphiny,e ela desenvolveu com 1 ano e meio a bendita da malassezia acompanhada de seborreia.. Estou fazendo acompanhamento com uma veterinária dermato e ela é ótima, mas como a doença é muito complicada ela melhora e depois vem com força total.. Estou percebendo que esta se esgotando os recursos pois o que antes funcionava muito bem pra Daphiny agora não se mostra tão eficiente, como por exemplo o ITL, antes no terceiro dia de tratamento ela estava quase 100% agora só depois de uns 7 dias que noto alguma diferença… a veterinária administra com muita cautela os remédios nela pois provavelmente ela precisara tomar pra vida toda. Já troquei tantas vezes de xampu que nem sei se o mercado terá mais opções… Estou seriamente preocupada pois me da uma pena dela, ela sabe que o cheiro dela é forte e por mais que a gente de toda a atenção que ela merece e não a isole por ter essa doença eu sinto que quando ela esta com a doença controlada ela brinca mais, é mais ativa e é melhor, quando ela esta em crise ela se isola e me da uma pena… O meu grande problema é controlar.. está cada vez mais difícil de controlar… li todos os artigos acima e vou tentar algumas coisas.. fiquei em duvida sobre o alho e o óleo de coco, dou ração pro plan sensitive pra ela pois a hipoalergenica não fez muita diferença… o que você me sugere? e você sabe alguma coisa sobre a Melaleuca? e como eu posso usar na minha princesinha?

    35. pamela disse:

      14 de março de 2014 às 01:11

      Boa noite, Ana Carolina.

      Vi algumas citações suas a respeito o tratamento da leishi com o uso do alho, e gostaria muito de saber como é feito. Se você puder me mandar algum link onde eu possa colher essas informações lhe agradeço muito.
      Andei pesquisando e vi que o oleo de malaleuca também ajuda, mas não encontrei grandes informações. Fica a dica para quem quiser pesquisar.

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados