• Receba os posts por e-mail:

    Sarna demodécica: dicas naturais para vencer a doença

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 23 de fevereiro de 2011
    Sookie: melhoras incríveis e rápidas usando apenas alimentação natural e homeopatia.
    Clique na imagem!
    Conheci a sarna demodécica em 2003 e desde então vejo as manifestações da doença aumentando, tanto que o post “Manu e o Monstro da Sarna Demodécica” é o mais lido desde que o blog existe.
    De lá para cá, de uma maneira ou de outra, a sarna demodécica nunca mais saiu de cena na minha vida, seja através deste ou daquele animal e também virtualmente, já que são inúmeros e-mails, mensagens e comentários respondidos sobre o assunto, vários deles de pessoas desesperadas a ponto de considerar sacrificar cães que atingiram o grau máximo da doença.
    Quando o Mãe de Cachorro nasceu, em janeiro de 2007, eu, obviamente, era outra pessoa, vivendo outra vida. De lá para cá, minha vida foi se transformando em estudar, estudar e estudar mais um pouco sobre assuntos “caninos”. E com tanta pesquisa e estudo terminei caindo em alternativas naturais que promovem a saúde real de nossos cães (e gatos).
    Nos primeiros comentários e e-mails que respondia sobre sarna demodécica, tudo que eu conhecia sobre a doença era o tradicional: amitraz, ivermectina, cydectin e outros venenos (literalmente) que não são usados em nossos animais sem prejuízo para a saúde deles, por mais que inicialmente pareçam resolver o problema.
    Conforme fui avançando em meus estudos, conversas com veterinários e tratamentos bem sucedidos de cães com a doença, aprendi que sarna demodécica a gente trata de dentro para fora. Ao fazermos isto ela toma a proporção que deveria ter: é um ácaro presente na pele de todos os cães, que só vai se manifestar com consequências nefastas se a imunidade cair. E cachorro que usa amitraz, ivermectina, cydectin e outras bombas com frequência, jamais terá uma imunidade decente. Tais remédios abafam a doença e, se ela não voltou, não tenham dúvidas: o sucesso devesse mais à imunidade dos animais, que de uma maneira ou de outra aumentou e agora dá conta do recado, do que às drogas.
    Sim, o meu amado Sushi tomou seis banhos semanais de amitraz e nunca mais apresentou sarna demodécica. Mas hoje eu sei que ela aparece de forma localizada, geralmente na infância, e generalizada. E sei também que cães que apresentam a forma localizada e a vencem, não evoluem para a forma generalizada e a sarna demodécica é dada como “curada”.
    —-
    —-
    Queria contar para vocês algumas alternativas naturais prescritas por uma médica veterinária e que tenho usado com sucesso para ajudar cães a vencer com saúde real a sarna demodécica e que vão além das clássicas “eleve a imunidade do cão” e “castre o animal assim que possível”. São elas:
    –> Oferecer suplementos que contenham probióticos e prebióticos, como os pós Organew (Vetnil), produtos Estibion (todos contém prebióticos e probióticos) e Pele Food (Organnact) e a pasta Pbiotics (Mundo Animal). Quantidades diárias: seguir as instruções da embalagem;
    –> Dar meio dente de alho cru picado por dia até a doença regredir. Quando o animal ficar bom, passe pra uma lasca fina picada por dia (alho em excesso é tóxico para cães);
    –> 1G de óleo de peixe (ômega 3 puro) em cápsula a cada 5-10kg de peso do cão por dia. Preferir marcas que tenham garantia de estar livres de mercúrio;
    –> Dê 1 gota de própolis por kg de peso vivo 2 vezes por dia (é bem ruim, mas dê um jeito, bote bem no meio de uma comidinha gostosa, como carne moída crua).
    –> Prefira a própolis verde (é barata).
    —-
    Atualização do post em 5/12/11: A dra. Carmen Cocca, do site Bicho Integral, me passou mais algumas dicas quentes:
    –> Misture 1 colher de própolis em solução aquosaNÃO é a própolis em álcool — em um litro de água ou naquela meleca de dentro das folhas de babosa e passe a água com própolis OU a babosa com própolis em solução aquosa (muito melhor!) no corpo e nas feridas do cão. Se ele estiver bem mal, pode ser usado todos os dias. O cão pode lamber sem problemas, apenas talvez fique com o intestino mais solto em virtude da ingestão oral da babosa.
    Não tem babosa em casa? Pode plantar até em um vasinho, mesmo morando em apartamento! É um excelente cicatrizante, combate câncer e muito mais!
    —-
    —-
    Fazendo isso já notamos uma diferença considerável na saúde geral do animal e todas as 4 dicas são fundamentais. Cerca de 70% da nossa imunidade, e da deles, passa pela saúde dos intestinos e é aí que os suplementos citados acima (Organew, Estibion etc.) vão agir. O alho cru, a própolis e o óleo de peixe (ômega 3) são excelentes pra combater as infecções bacterianas secundárias e melhoram a pele.
    Claro que minha maior dica para qualquer problema de pele e para a saúde real de cães e gatos é e sempre será oferecer a eles alimentações verdadeiramente saudáveis e balanceadas, sejam dietas da alimentação natural (contém ossos carnudos e carnes cruas) ou de alimentações cozidas (como os cardápios de dieta cozida do Cachorro Verde). Um cão que coma alimentação natural e que siga as dicas acima vence com facilidade a sarna demodécica, está menos propenso a ter pulgas e carrapatos e a desenvolver fungos, bactérias e será sempre mais resistente para lidar com possíveis doenças virais.
    —-
    A saúde real de seu peludo depende única e exclusivamente de você!
    Para todos que possam ter dúvidas sobre o sucesso das alternativas realmente saudáveis, recomendo que cliquem aqui e conheçam a Sookie, sua saga para vencer a sarna demodécica e seus avanços incríveis! Leiam também o post “Sookie melhorando da sarna demodécica!”, de onde tirei as fotos que ilustram este texto.
    Sarna demodécica no Mãe de Cachorro:

    Lembrando: NÃO use nenhum medicamento sem orientação médico-veterinária! Tudo que cito aqui no blog serve de referência para que os leitores conversem com veterinários de confiança. NÃO façam “consultas” com balconistas, vendedores ou qualquer outra pessoa que não esteja inscrita no CRMV de seu Estado como um médico veterinário formado.

    Categoria: Alimentação Natural, Homeopatia, Sarna Demodécica, Saúde
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    520 Comentários:

    1. Juselita disse:

      23 de março de 2014 às 21:06

      Boa noite, tenho um pug de 5 meses de idade que tem suspeita de Shunt Porta Hepático e tem sarna dermodécica.
      Gostaria de saber se ele pode fazer esse tratamento com própolis, alho e óleo de peixe.
      Muito obrigado!
      Juselita.

    2. renata disse:

      23 de março de 2014 às 16:13

      Ana Corina,
      estou dando cydectin há quase 3 meses para o meu cachorrinho, que voltou a pular e ficar alegre com a regressão da sarna demodécica. Estou preocupada com os efeitos colaterais, que ainda não surgiram, como poderia atenuá-los?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        26 de março de 2014 às 11:22

        Renata, por qto tempo o veterinário mandou dares o remédio? Que tal parar e seguir apenas com as dicas naturais, já que ele está bem e fora da crise?

        • Renata disse:

          31 de março de 2014 às 16:58

          Oi Ana,
          obrigada pela resposta! O tratamento é de 3 meses, é o padrão, deve acabar em abril. Mas, esta bomba de remédio não deve erradicar o ácaro?
          Beijos

          • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

            1 de abril de 2014 às 11:27

            Renata, não se erradicam os ácaros jamais, apenas faz-se o controle deles. Aí é que está o X da questão alopatia x homeopatia/tratamentos naturais. Remédios alopáticos são mais agressivos, possuem uma toxicidade maior e geralmente afetam outros órgãos com efeitos colaterais indesejados e que devem ser pesados na decisão por este ou aquele tratamento. A essência da batalha contra a sarna demodécica, e na verdade contra qualquer doença, é aumentar a imunidade e dispor o próprio organismo a lidar melhor com o combate à doença. Na homeopatia, você trata a demodécica de dentro pra fora e o corpo fica mais forte para lutar contra ela. Na alopatia, você trata a demodécica de fora pra dentro e a doença pode ficar mais forte para lutar contra o corpo ;) Faça o tratamento já que vc já começou, mas depois opte por uma manutenção mais natureba e faça exames regulares para ver como ficaram os rins e o fígado. Beijos.

            • Renata disse:

              1 de abril de 2014 às 14:57

              Oi Ana! Esta doença é assustadora não? Estes exames regulares como são? Beijos,

              • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

                1 de abril de 2014 às 15:02

                Renata, a minha experiência com a demodécica não é das piores, todos os animais que tratei tiveram apenas uma crise e logo se recuperaram. Vejo o quão terrível ela pode ser pelos depoimentos dos leitores. Só este post tem 516 comentários! Exames regulares seriam checkups de hemograma completo, perfil renal e perfil hepático, uréia e creatinina 1x por ano. Pode ser também ultrassom do fígado. Beijo.

    3. Vagner Figueira disse:

      22 de março de 2014 às 10:07

      Ola! Primeiramente, ficou muito bom o post, eu li tudo pelo que estou passando com o Bob aqui em casa, porem ele tem apensa 10 meses ja estou com o segundo tratamento atravez do Amitraz, mas agora ele apresentou uma leve intoxicação e não quero mais fazer uso deste VENENO,meu veterinario me disse que como ele é muito novo ainda a imunidade dele pode variar mesmo. Mas não estou disposto a arriscar mais e gostaria de saber se ja posso utilizar este tratamento mesmo ele sendo tão novinho. Outra duvida é, ele foi castrado ja faz uma semana e gostaria de saber se é normal o aumento de apetite dele.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        26 de março de 2014 às 11:16

        Oi Vagner,

        pode seguir as dicas, sim. Elas servem para aumentar a imunidade em qualquer caso que os cães necessitem, ok?
        Olha… a castração não aumenta o apetite, não, pode ser que seja a fase do crescimento ou até mesmo o clima que está menos quente. NÃO o entupa de comida nem o deixe comer à vontade. Quem engorda o cachorro é o dono, não a castração! ;)

    4. Guilherme disse:

      19 de março de 2014 às 09:41

      Tenho um bulldog ingles de 4 meses macho que foi diagnosticado com sarna demodécica. Os remédios dados pelos veterinários são a base de ivermectina e banhos com shampoo a base de Peróxido de Benzoíla semanais além de pomadas a base de corticóides para tratarem as lesões. Só se alimenta com ração super premium. Vi as dicas no site e achei super interessantes e saudáveis visto o risco das medicações que citei acima para orgãos importantes como o fígado por exemplo. Existe alguma dosagem específica principalmente no que se refere ao alho para um cão filhote neste estado? Ele está forte, com apetite. Apenas apresenta vermelhidão na face, orelhas, peito e algumas bolinhas vermelhas como se fossem pequenas espinhas na barriga e nas patas traseiras. O vermelhidão está se espalhando também para o pescoço e na parte alta das patas dianteiras. Detalhe: Ele passo a pouco por tratamento para giárdia, o que pode ter comprometido sua imunidade e ainda vai tomar a 3 dose da vacina.

      Gostaria do parecer e apoio de vocês para tratar o quanto antes esta doença e não deixar que meu pequeno sofra. Peço desculpas pois já postei anteriormente e acredito que foi excluído pois não me atentei as instruções e postei os nomes das marcas e medicamentos que ele está tomando, agora apenas citei os compostos químicos.

      Obrigado,

      Guilherme.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        21 de março de 2014 às 18:09

        Guilherme, te respondi há pouco e sabia q estava esquecendo de algo, te indicar um post sobre a giárdia> http://www.maedecachorro.com.br/2010/12/giardiase-a-gente-trata.html

        Sobre a dose do alho, para cães saudáveis a dica é uma lasca fina e crua, picadinha, todo santo dia. Em casos de tratamentos, dá para engordar a lasca ou até dar 1/4 de dente, mas apenas durante o tratamento, ok? Alho em excesso pode ser tóxico. Abraço e não tem problema falar as marcas, não. ;)

    5. lucas disse:

      18 de março de 2014 às 18:00

      tenho uma cadelinha q esta com uma crosta preta de mas o menos 5 cmtsde diametro e nao sei o q fazer as veces ela sara sosinha mas demora muito chega ate 2 meses para cicatrizar por favor me ajude,desde ja agradeço.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        19 de março de 2014 às 05:28

        Lucas, por favor procure um veterinário. Vc precisa saber o que está causando isto. Própolis e babosa são excelentes para cicatrização e podem ser passados sobre o local.

    6. Guilherme disse:

      18 de março de 2014 às 17:50

      Olá a todos!
      Primeiramente, parabéns pelo Blog e pelas valiosas dicas.

      A muito queria ter um filhote de uma raça que gosto muito que é o Bulldog inglês, resido em uma cidade interiorana de SP chamada Rib Pires. A poucos meses (2 para ser exato) realizei um sonho e dei de presente a minha família que antes eram 3 (eu, minha esposa e meu bebe de 1,6 anos) um lindo filhote tigrado chamado Lark que atualmente está com aprox. 4 meses e 9,7 kgs. Foi só alegria, uma felicidade geral, um filhote gentil, carinhoso e super brincalhão. Ele teve giardia com aproximadamente 2 meses em escala avançada o que demandou um tratamento exaustivo com flagyl, trisufin e drontal para normalizar a situação até que os exames apresentaram giárdias raras e suas fezes melhoraram (ficaram mais sólidas apesar de ainda não estarem ideais). Falta repetirmos o último exame afim de constatar se está realmente tudo normal, porém acredito que esteja.
      Enfim, atualmente comecei notar algumas bolinhas vermelhas na barriguinha dele próximas das patas trazeiras e vermelhidão forte seguida de um ressecamento com descamação da pele nas orelhas, nessa descamação notei queda de pelos junto com os pequenos pedaços de peles soltas a medida que o tratamento progredia. A Vet havia informado se tratar de alergia ao jornal, urina ou algum produto de limpeza (devido a giardia limpamos tudo com herbalvet diluido em agua diariamente) e recomendou que tratasse com crema 6a limpando diariamente com liquido de dakin. Fiz o tratamento e notei que as orelhas começaram a melhorar e voltar a coloração normal além de cessar a descamação, porém notei que as bolinhas da barriga como se fossem pequenas espinhas só que sem pus começaram se alastrar para a pata, saíram novas na pata dianteira e o peito e o rosto apresentam vermelhidão porém ainda com pelos, não notei quedas severas além da queda de pelos normal que fui informado ser da raça. Preocupado não fiquei esperando a próxima consulta e retornei com ele ao Vet que fez a raspagem da pele e constatou sarna demodécica. Fiquei sem chão com a notícia como todos os demais aqui do blog que gostam de seus animais e comecei realizar diversas pesquisas afim de encontrar o melhor tratamento visto que o Vet indicou mectmax 12 mg (1/4 de comprimido ao dia por 60 dias, 1 pipeta de revolution 12% ao mês e 1 banho por semana com peroxydex 1x semana). Contatei o criador do animal que inclusive me mostrou a mãe e o irmão de ninhada do filhote e ambos estão livres de qualquer sintoma que acredito que a mãe no mínimo deveria apresentar devido ainda estar se recuperando da cesariana realizada para o nascimento dos filhotes. O fato é que não iniciei o tratamento em virtude dos grandes riscos que constatei principalmente no que se refere ao uso do mectimax (ivermectina) mas constatei que o vermelhidão tem aumentado, ao invés disso coloquei nele uma coleira chamada preventic e comprei o revolution para aplicação. Ele ainda deve tomar a 3 dose da vacina (V8) que haviam sido atrasadas devido os problemas com a giadia. Alimentação está com Pro Plan Puppy 3x/dia e com um apetite incrível, procuro complementar sempre com 1 colher de sobremesa de yogurte natural nas suas refeições afim de auxiliar e elevar a imunidade dele que deve ter sido prejudicada devido tantos remédios. Queria a dica de vocês do Blog sobre como proceder da melhor forma neste caso afim sei que mesmo que o diagnóstico realmente seja a demodécica posso evitar que chegue aos extremos e iniciar um tratamento adequado sem prejudicar orgãos importantes do Lark com remédios tão fortes visto sua tão pouca idade.

      Agradeço antecipadamente e desejo um abraço a todos que sofrem ou já sofreram deste mal!

      Guilherme

    7. Erika Rodrigues disse:

      18 de março de 2014 às 17:22

      tenho uma PIT BULL com Boxer,foi diagnosticado a sarna a uns 7 meses,levei no veterinário e consegui uma ótima melhora,mas a sarna voltou,e agora não consigo falar com o veterinário para retornar o tratamento!levei a Juma na Agropecuária e o veterinário orientou a dar vitamina B12,prednisolona e banho com shampoo a base de cetoconazol e apresentou boa melhora!
      existe alguma formula caseira que eu possa dar para a Juma sem medo!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        21 de março de 2014 às 17:36

        Erika, VOCÊ LEU O TEXTO? Tem várias dicas pra te ajudar. Leia os comentários também, por favor.

    8. Elizabete disse:

      16 de março de 2014 às 18:11

      Minha cachorra é uma mistura de sharpp com pitbu, está com 1 ano e meio de vida. Mas desde o 2 mês que ela tem feridas pelo corpo, ja levei em três veterinários, todos fizeram raspagem, ultrasson, exame de sangue, urina, fezes, e até da tireóde, porém não acusa nada. Ja tomou varios medicamentos, mas todos se tornam sem efeito. To desesperada pois ela ta cada dia pior. Será que é sarna demordécica? Que tratamento seria o mais adquado nesses casos?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        21 de março de 2014 às 18:33

        Elizabete, as dicas deste texto elevam a imunidade do animal e podem ser feitas não importa a doença que ele tenha, então tente e veja como ela reage.

    9. Débora disse:

      14 de março de 2014 às 21:39

      eu pesquisei, li as dicas e posso dizer que consegui fazer o meu mestiço labrador ter uma vida normal…é preciso paciencia…dedicação….e correr atras de um bom veterinário….. acho que o segredo mesmo, foi ir tirando todos os medicamentos aos poucos que detonavam ele…e melhorar a qualidade de vida dele…..ele não pode ficar stressado….. chateado….. tenho que sempre comprar um osso, um brinquedo novo….. e tem funcionado…já faz algum tempo que ele não tem crise….. ele tinha apenas 5 meses quando teve a doença e eu achei que ele ia morrer…. ficou com o corpo que nem podia se mecher…hoje parece outro cachorro… essa doença precisa literalmente dos 3 F´s FORÇA, FÉ E FOCO !

    10. janaina disse:

      11 de março de 2014 às 22:38

      ola,estou com um problema muito serio e queria muito que vc me ajudasse minha cadela chamada sasha esta muito mal ma primeira crise eu apliquei neo-corticol e ela ficou linda sumiu a sarna agora esta na segunda crise e agora veio forte esta no rosto e nas costas e esta no vivo e ela vive lambendo e dai sangra muito e tem um cheiro forte meu marido já pensou em sacrifica ela porque ve ela sofrendo daquele jeito não da mais eu também não quero isso porque ela tem apenas 6 meses ela é uma boxer linda me ajuda por favor.brigada bjossss.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        12 de março de 2014 às 18:45

        Janaina, leia o texto com atenção e os comentários, faça as dicas, tenha paciência e salve sua cadela. Você apenas mascarou a doença, não ajudou o corpo a combatê-la, pelo contrário, corticóides detonam o organismo.

    11. Érica disse:

      5 de março de 2014 às 16:52

      Oi boa tarde! Meu cão Chow esta com essa danada sarna e gostaria de dicas para tratá-lo pois ele é muito peludo e só tem 2 meses…

    12. MARCIA disse:

      2 de março de 2014 às 09:02

      BOM DIA GOSTEI MUITO DAS DICA, VOU ADERIR ALGUMAS DELAS. mINHA LABRADOR DE 1 ANO 8 MESES FOI DIAGNOSTICADA POR MALASSEZIA ESTOU TRATANDO, MAIS TEM VEZES QUE BATE UM DESANIMO POR SER UM TRATAMENTO QUE DEMORA PARA VERMOS LOGO A CURA, FORA QUE UM GASTO TREMENDO E FICA DIFICIL. ELA TOMA 2 X AO DIA CETACONAZOL,USA COMPRIMIDOS DE OMEGA 3 E 6 E TOMA BANHO DUAS VEZES NA SEMANA COM SABONETE DE TIURAN E DEPOIS COM SHAMPOO DA DR. CLEAN. sO QUE VAI TER UMA HORA QUE NÃO VOU CONSEGUIR DA CONTA DE TANTO GASTO. GOSTEI DAS DICAS E IREI MELHORAR A IMUNIDADE DA MINHA BEBÊ. sE TIVER ALGUMA DICA PARA ESSE TIPO DE FUNGOS AGRADECERIA. DESDE DE JÁ MUITO OBRIGADA.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        5 de março de 2014 às 16:37

        Oi Márcia, para fungos as dicas são as mesmas, pois eles atacam graças à imunidade baixa e essas dicas são para elevar a imunidade. Fígado cru é ótimo pra fungo, solução iodada aplicada sobre as lesões também (povidine). Óleo de neem também é excelente e você pode passar nas patas ou dar via oral (Estibion Plus Neem, um pó pra botar na comida). Solução iodada também, pra passar nas lesões.

    13. Carla disse:

      1 de março de 2014 às 15:50

      Oi!
      Pode me dar alguma dica de como conseguir a folha de babosa para plantar em casa?
      E enquanto isso onde eu conseguiria comprar também?
      Andei lendo também que a pele ressecada favorece o aparecimento da sarna e que seria ideal manter a pele hidratada.
      Pois a nossa labradora começou com uma espécie de caspa, depois veio a dermatite até chegar a sarna demodécica.
      Sabe algo a respeito e/ou recomenda?
      Obrigado.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        19 de março de 2014 às 05:58

        Oi, Carla,

        tens que sair pedindo babosa por aí… Procure em floriculturas, se não achares com amgios e conhecidos.

        Olha a questão da pele seca na verdade passa pela imunidade. É a baixa na imunidade que deixa os ácaros saírem de controle e, com isso, causarem todos os tipos de sarna, entendeu? ;)

    14. sylvia coelho disse:

      20 de fevereiro de 2014 às 19:01

      IMPORTANTE
      A muito tempo é p eu ter vindo aqui deixar meu depoimento,mas esperei um tempo p ter certeza e vir aqui p passar a experiencia, como todos aqui meu bullterrier e eu e toda a familia sofremos longos 9 anos c essa maldita doença…assim como todos passamos por vários veterinários até qdo chegou a ultima crise dele em maio qdo achei q dessa vz ele iria embora, alem da sarna em um estado gravissimo c a imunidade baixa ele tb pergou a doença do carrapato,mas Deus foi muito bom e tirou a muito custo ele dessa crise, chorei tanto q mal trabalhava, ai me neguei a ficar vendo isso sentada e comecei a pesquisar, tb comentei c uma amiga q resgata cachorrinho de rua e vivia me pedindo p experimentar esse medicamento:DECTOMAX uso veterinariosoluçao injetavel a 1%, junto c o remédio segui as dicas preciosas da nossa amiga do site…o propolis, o alho e o pre-pro biotico(eu já cheirava a própolis…gente muito bom…a ferida no outro dia já tá cicatrizando e sem falar q acalma),o tratamento c o dectomax foram 6 semanas, GRAÇAS A DEUS DESDE AGOSTO DE 13 MEU CACHORRINHO TÃO AMADA NUNCA MAIS TEVE UMA CRISE!!!AGORA ATENÇÃO: ESSE TRATAMENTO C O DECTOMAX FOI UM TRABALHO DE DOUTORADO DE UM VETERINARIO, levei a tese p a veterinaria aqui e ela aplicou conforme o peso do meu cachorro,30 kgs 2mls ,1 x por semana, accho q a associação de tudo deu ao meu cachorrinho uma vida saudavél, queria q esse sonho realizado de ver meu filhote bem aconteça c todos vcs,quem quiser eu envio o email c a tese, só me escrever [email protected], SIM O SITE ONDE EU COMPRO O REMEDIO, http://WWW.AGROLINE.COM.BR, É BEM BARATINHO E BASTA COMPRAR O DE 50 MLS PQ DURA MUITO.Muito obrigada a dona do site tb por ser tão atenciosa!!!

    15. Ana Paula disse:

      20 de fevereiro de 2014 às 16:23

      URGENTE
      MINHA CACHORRA TEM 3 ANOS E TEM FERIMENTO NO CORPO TODO PELAS MINHAS PESQUISAS ELA PROVAVELMENTE TEM SARNA. EU NÃO SEI MAS O QUE FAZER.
      SOCORRO, PRECISO DE AJUDA

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        21 de fevereiro de 2014 às 12:52

        Ana Paula, ela precisa ser corretamente diagnosticada, pode ser outra coisa, por favor procure um veterinário e peça um raspado de pele.

    16. Elisângela Santos da Costa Gago disse:

      18 de fevereiro de 2014 às 12:32

      Minha cadela vive com este monstro da sarna negra há 10 anos. Melhora, piora e agora está sem pelo nenhum no peito, fora o odor que é bem forte. Fico muito triste, pois eu amo muito minha cadelinha.
      Faço o possível e o impossível para ve-la um pouco melhor.

    17. Alessandra, Contagem -MG disse:

      7 de fevereiro de 2014 às 11:16

      Olá,
      Tenho uma Pastor Belga de 8 meses,na 1ª manifestação da sarna levei ela no veterinário e foi recomendado banho com sabonete neutro e uso de um spray prata nas áreas afetadas,que eram parte da cocha, patas e no pescoço, o resultado não foi satisfatório pois se alastrou para o focinho e em torno dos olhos e ali eu não poderia usar o spray,troquei o shampoo por sabonete de enxofre, fiquei mais satisfeita pois ela parou de se coçar e os pelos voltaram a crescer. Mas fiquei sabendo que o uso deste sabonete pode se toxico para ela, só uso uma vez por semana e a única área afetada e o focinho e em volta dos olhos.
      Gostaria de saber se existe algum risco sobre o uso frequente deste sabonete no focinho e área dos olhos e quantas vezes por semana pode ser utilizado?
      Desde já agradeço.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        12 de fevereiro de 2014 às 15:14

        Alessandra, não tenho esta informação. Recomendo as dicas dadas no texto e nos comentários, ok?

    18. viviane disse:

      17 de janeiro de 2014 às 15:27

      oi não achei o própolis verde so o silvestre gostaria d saber se poço usar ele na minha filhote de fila brasileiro. ela tem 2 meses e 10 dias. hoje dei 2 gotinhas cm medo d fazer mal. ela esta cm quase 7 quilos

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        22 de janeiro de 2014 às 22:06

        Pode ser, sim. Mas a dose é uma gota por quilo, 2x ao dia, então seriam 7 gotas de manhã e e 7 de noite, só que como é bebê e vai crescer MUITO, tens que pesar e reajustar a dose toda semana!

      • Flávia Lemos disse:

        17 de março de 2014 às 19:24

        Própolis verde sem álcool… Comprei no site http://www.bitmel.com.br

    19. Patricia disse:

      22 de dezembro de 2013 às 16:30

      Não saiu lá na mensagem acima estou dando allerdog (omega 3 e 6 3 vitamina e) é muito bom. Ela é uma mestiça de Labrador e eu a amo muito.

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados