• Receba os posts por e-mail:

    Cuidados com o uso de repelentes em cães (e alternativas de produtos!)

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 11 de outubro de 2010

    No começo deste mês fui questionada por uma amiga aqui de Floripa sobre a toxicidade da cipermetrina, o que me fez colocar um aviso nos posts onde falo de seu uso como repelente e inseticida do inseto transmissor da leishmaniose visceral (LV) e, em seguida, enviar às pessoas daqui (que tenho mantido informadas com e-mails de materiais/informações sobre a LV desde que começaram os primeiros casos em Florianópolis) o e-mail que reproduzo no fim deste texto, com a figura que ilustra este post anexada a ele.

    Como São Chico anda meu amigo, a querida Camilli Chamone terminou fazendo um post exatamente sobre o mesmo assunto que eu faria, alertando para a toxicidade e cuidados de administração da cipermetrina, um dos repelentes mais usados contra o famigerado flebótomo transmissor da LV, então agora é só copiar e recomendar pra vocês!!

    Leiam o ótimo “Evite incidentes na utilização da cipermetrina para prevenção de leishmaniose” e fiquem por dentro (divulguem também!).

    Atenção!

    • A cipermetrina usada em cães deve ser apenas a oleosa (pour on). Ela tem poder residual superior a 60 dias, mas sai no banho. Então as sugestões abaixo são pertinentes…
    • Aplicar cipermetrina após o banho do cão e pensar seriamente em reduzir a quantidade de banhos, não só pela saúde geral do animal, mas para que ele não esteja semanalmente recebendo nova dose do repelente;
    • Aplicar cipermetrina 1 vez por mês em cães que não tomem banho com frequência (como os que ficam à espera de adoção em canis ou nas ruas, por exemplo).
    Também vale ler o e-mail abaixo, que escrevi após tirar algumas dúvidas com a Vivi Vieri, que usa a cipermetrina há anos em diversos cães (para adoção ou não) que cuida :
    Prezados,
    Não custa lembrar que:
    1) TODO o material que já enviei a vocês contém informações importantes que devem ser lidas
    2) TODO repelente é tóxico ( –> As exceções aqui seriam óleo de citronela, óleo de neem e Estibion plus neem, mas mesmo assim os óleos podem provocar vômitos e o Estibion neem pode ser abortivo e provocar um crescimento menor em filhotes, então LEIAM, CONVERSEM COM VETERINÁRIOS E ESTUDEM ANTES DE SAIR USANDO QUALQUER COISA em seus animais!) , então temos que nos informar corretamente sobre o uso e nos e-mails que já enviei há, inclusive, o e-mail do Dr. André, que repito agora: [email protected] (não enviem e-mails longos, sejam pontuais e ele responde a todo mundo)
    3) Informação recebida de uma veterinária de SP “o piretroide é o menos tóxico de todos os repelentes!! Portanto, usem. Não mata pulgas, mas ainda funciona para carrapatos e moscas/mosquitos. Sugiro que o animal não lamba, senão baba e vomita (apenas isto, mas vamos evitar, claro!). Também é importante usar na concentração certa. Muita gente faz a diluição a olho, no caso de produtos líquidos. Leiam a bula (piretroide, permetrina, deltametrina, cipermetrina, é tudo similar). A desvantagem é que sai com água e não dura muito.
    4) Repasso abaixo um e-mail (e o material citado segue anexado) do dr. André falando do mesmo assunto
    Informação importante do Prof. André Fonseca para nós que temos peludinhos!!!!
    Muitos leigos e veterinários têm prevenção contra piretroides por
    acreditarem muito tóxicos. Anexo uma dica de um piretroide (permetrina) que
    é usado para piolhos de crianças.
    O princípio ativo é o mesmo do Pulvex (pergunte ao Dr. Google). A diluição é 26 vezes menor. Mas mesmo assim é um bom repelente e inseticida.
    5) NÃO apliquem os produtos diretamente na PELE dos cães e sim no pelo, mesmo que seja necessária a ajuda de um cotonete/algodão/tecido embebido no produto para ajudar na aplicação (em caso de reações, lavar MUITO o cão para remover o produto).
    Lá no blog há amplo material sobre a Leishmaniose Visceral em geral, inclusive com indicações de outros sites/blogs que tratam do assunto com responsabilidade e seriedade. Os posts estão todos reunidos em um Índice: http://www.maedecachorro.com.br/2010/09/indice-dos-posts-sobre-leishmaniose.html
    Quem tiver algum material confiável para recomendar ou sugestões úteis, fique à vontade para me escrever.
    Boa semana a todos e depois vou postar no blog estas dicas que repassei a vocês agora, mas queria já avisá-los.

    Atenção: há diversas alternativas de prevenção. Algumas exigem bastante cuidado porque são tóxicas (coleira de deltametrina, gotas de cipermetrina, gotas de produtos para cães contra pulgas etc.) e outras são naturais, mas exigem aplicação diária. 

    Por favor, estudem com atenção todo o material disponibilizado no índice dos posts sobre leishmaniose visceral aqui no blog !
    Lembrando: NÃO use nenhum medicamento sem orientação médico-veterinária! Tudo que cito aqui no blog serve de referência para que os leitores conversem com veterinários de confiança. NÃO façam “consultas” com balconistas, vendedores ou qualquer outra pessoa que não esteja inscrita no CRMV de seu Estado como um médico veterinário formado.
    Categoria: Leishmaniose, Saúde
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    29 Comentários:

    1. alice fraga disse:

      21 de fevereiro de 2014 às 10:55

      Posso usar Permetrina 1% loção para eliminar pulgas de gatos?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        21 de fevereiro de 2014 às 12:55

        Alice,
        Não!!!! Gatos se lambem, neles é complicado passar qualquer coisa.
        Se fosse meu, iria de homeopatia:
        Fator P&P Animal Glóbulos – Laboratório Arenales
        Produto Homeopático Auxiliar para controle de pulgas em Cães e Gatos
        http://www.arenales.com.br

    2. Monika disse:

      12 de fevereiro de 2014 às 00:46

      Boa noite.

      Sempre apliquei os antipulgas e anti carrapatos 1 X / mês e neste ultimo troquei pelo oleio de neen concentrado.Apliquei algumas gotas na nuca e diluído( 2 tampinhas para cada 200ml de água) diariamente antes de sair para o passeio da noite.
      Apareceu inúmeras lesões de pele ( alergia) em locais onde havia passado o neen.
      Será possível a causa destas inúmeras lesões ser do óleo de neen?

    3. Mariana Roberta Diniz Jacob disse:

      2 de outubro de 2013 às 07:23

      Gostaria de saber se a Cipermetrina também funciona como repelente para carrapatos ou ela mata os carrapatos?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        2 de outubro de 2013 às 08:55

        Não sei responder, só sei dizer que ela repele o inseto da leishmaniose, então talvez tenha o mesmo efeito sobre carrapatos.

    4. cães de caça Rancharia disse:

      31 de agosto de 2013 às 08:55

      muito boa a explicação .

    5. Marcos disse:

      27 de maio de 2013 às 20:16

      Olá, Ana! tenho duas mestiças de labrador que encontrei abandonadas quando tinham cerca de 5 meses. Já estão chegando aos 2 anos. Foram vacinadas, são sadias e cheias de energia. Em uma delas, porém, surgiu uma ferida que foi crescendo ao longo da semana na parte externa da orelha, com leve perda de pelos na borda auricular. Chegou a haver sangramento leve e agora há uma crosta amarelada, como de sangue coagulado. Pode ser sarna? Se for, qual o tratamento? Devo temer que a outra também pegue?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        29 de maio de 2013 às 13:44

        Deves procurar um bom veterinário. Não sou veterinária e mesmo que fosse não se faz diagnóstico NENHUM sem examinar o animal, pedir exames etc. Pode ser um monte de coisa diferente.

    6. Eduardo disse:

      24 de abril de 2013 às 08:11

      Ola Ana!Achei um filhote de Pit Bull aqui na rua e acredito que alguém pegou pra criar mais depois se arrependeu e a jogou fora.Cuidei dela até agora só que não tenho mais como cuidar pois moro em uma casa pequena e não tenho quintal.É muito quente aqui porque é de telha.Na realidade é um barraco(vamos ser franco).Ana,esse animal precisa de espaço tipo um sítio ou algo parecido.é dócil,meiga,amavel,brinca com vizinhos e crianças.Tem um ano de vida.Faz aniversário dia 10 de agosto.Chama se Shibú.Se puder me ajudar a encontrar alguém que goste de animais e possa ajudar a Shibú ficarei muito grato pois ela merece!Esta com a saúde em dia!Eu a levei ao veterinário aqui próximo.Muito obrigado pela atenção e estarei torcendo pra que tudo de certo.Moro em Vilar dos Teles-São João de Meriti-Rio de Janeiro.Bjs.

    7. izabela disse:

      11 de abril de 2013 às 21:01

      Olá Ana, estou com um filhote de Golden em casa, ela ta com 40 dias! Na minha casa e na vizinhança ja teve casos de Leishmaniose, quero evitar que a minha pequena fique doente mais como ela é muito novinha não posso vacinar, colocar certos repelentes nem colocar a Scalibur! Me falaram pra colocar o repelente de citronela em spray, estou passando nela e ate agora não teve reaçoes, mais tenho medo dela intoxicar! Posso continuar passando?

    8. cris disse:

      13 de março de 2013 às 22:27

      Estou com o k-othrine, 25g de deltametrina num pote de 30ml, qto devo diluir em 1 litro de agua, e quanto passo num cao de porte pequeno?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        13 de março de 2013 às 23:51

        ZERO, NÃO PASSA NADA, TÁ LOUCA? K-othrine é para usar NO QUINTAL, PELAMORDEDEUS!!!!!!!!!!!!!!!!!

    9. Sandy disse:

      24 de fevereiro de 2013 às 00:16

      Esses repelentes que ligamos na tomada para espantar mosquitos trás algum mal ao nosso cão.
      Por exemplo, eu tenho um yorkshire de 6 anos que dorme em nosso quarto, posso usar um repelente líquido ligado na tomada nesse ambiente?

      Agradeço desde já

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        24 de fevereiro de 2013 às 12:45

        Querida Sandy… Faz tão mal pra ele quanto pra você… Aqui em casa só uso se não tiver outra maneira e mesmo assim procuro deixar no cômodo sem ter ninguém junto. Tipo, saio de casa e ligo, com os cães no quintal. Daí na volta desligo e todos nós entramos.

    10. sacramento disse:

      6 de outubro de 2012 às 06:45

      GENTE ME EXPLICA, TODA CIPERMETRINA QUE DIZ NA EMBALAGEM POUR ON É OLEOSA? É QUE EU COMPREI UMA EMBALAGEM DE CIPERMETRINA CALBOS POUR ON PARA PASSAR EM MEUS CACHORROS MAS ELA PARECE MUITO LIQUIDA SERÁ QUE POSSO PASSAR MESMO ASSIM?
      ([email protected]) AGRADEÇO

    11. Marcia disse:

      17 de abril de 2012 às 12:28

      Oi Ana, Bom Dia! Gostaria muito que vc pudesse me ajudar. Estou quase louca sem saber o que fazer. A quase dois meses, resgatei um cãozinho de rua, o Guinho, onde este é uma graçinha mas, têm váááááários problemas. Levei-o ao vet e ele logo pediu exame de sangue suspeitando aparentemente de leishmaniose (resultado: plaquetas baixíssimas – anemia aguda), sem contar que têm um nódulo na virilha e outro entre a orelha e a garganta, desde então estou tratando a anemia e fortificando-o (estava muito fraquinho) para depois repetirmos o exame e fazermos uma radiografia para ver a possibilidade de uma cirurgia, já que fiz uso de corticóides e estes não diminuíram os nódulos. Mas, o que está me preocupando muito é uma ferida próxima ao focinho, o vet receitou um spray (o Guinho destesta), não vi muito resultado, daí receitou outro: uma pomada, a mesma coisa, estacionou mais não melhorou. Daí, já surgiu uma outra feridinha em cima das costinhas dele, agora a dois dias estou usando a pomada alantol. Tomara que faça efeito, pois essa dizem que é muuuuuito boa. Quero muito que esse meu anjinho de quatro patas fique bem, pois eu o amo MUITO e tenho certeza que ele me ama muito também. Tenho um outro anjinho em casa o Ruffus, que morre de ciúmes do Guinho, mas é que o Guinho precisa demais de amor, carinho, atenção e muitos cuidados pois ele morava na rua (acredito que desde seu nascimento) é muito magrinho (por isso o nome de Guinho) e nesse momento está precisando bastante de mim. Por favor Ana, se souber de algum caso semelhante ao meu, me ajude, quero poder dar a ele o melhor de mim. Precisa ver a carinha dele de tão sofrido. Choro nesse momento só de pensar em perdê-lo. Já pedi muito a Deus para que o cure e agora peço a vc que me ajude também. Obrigada e desculpe-me a extensão do texto.

    12. Ana Corina disse:

      15 de agosto de 2011 às 18:34

      Franciny,

      que sarna? Demodécica ou de pele (sarcóptica?
      Por favor procure um veterinário!

    13. franciny1955 disse:

      15 de agosto de 2011 às 18:30

      oi meu cachorro esta com sarna. eu queria saber si eu posso passar keltrina permetrina 1% nele ?? isso pode o prejudicar?? espero resposta.

    14. Ana Corina disse:

      20 de novembro de 2010 às 01:47

      Oi Moema, eu não usaria NADA em creme porque a penetração será na pele do animal e não no pelo, sabe? Se você precisa economizar, estude bem os posts sobre a cipermetrina pour on, é a saída mais utilizada por quem protege vários animais. Bj.

    15. Moema disse:

      19 de novembro de 2010 às 13:59

      Ana, procurei o que tem nas fotos acima e encontrei o Keltrina – permetrina 5% …. loção cremosa. Eu posso usar isso nos meus cães? Aqui nao tem muita mosca, mas nos vizinhos tem muitasssss…. Uso citronela nas pedras das calçadas, no chão dos canis, na minha área de serviço e em toda parte por onde eles andam ou gostam de deitar… Eles se incomodam um pouco mas logo passa….. Temporada de chuva aumenta o nr de insetos… Então, preciso mesmo de outra saída pra eles!!! Outros produtos estão acima das minhas posses, já que tenho muitos cães resgatados…. O que pode me dizer sobre se devo usar o Keltrina e como usar… ??? Obrigada!! :)

    16. Ana Corina disse:

      2 de novembro de 2010 às 01:40

      Nossa, Hélio, muito obrigada pelo teu comentário! Mesmo! Forte abraço e parabéns!

    17. Anonymous disse:

      1 de novembro de 2010 às 20:44

      Meu nome é Hélio Cabral Jr, sou cirurgião dentista e resido em Governador Valadares –MG; meu e-mail é [email protected]

      Gostaria de compartilhar algumas experiências:

      Quanto ao citronelal: tenho vários vasos com belas touceiras de citronela Java para funcionar como repelente natural em minha residência e próximos aos canis; funcionam parcialmente, já que a quantidade de mosquitos ( só esclarecendo são os “tipo” pernilongos e hematófagos já que ele é inócuo em relação à musca domestica ) em minha residência é bastante inferior às residências de amigos e vizinhos, mas ainda assim há a presença dos danados dos “micro-vampiros”!

      Utilizo também o extrato de citronelal ( feito como tintura-mãe quando podo minhas citronelas e as deixo secar à sombra; quando apresentam entre 10 e 12% de umidade – você consegue torcer as folhas “secas” e elas não se destorcem completamente e nem ficam quebradiças – são trituradas e colocadas na proporção de 200g deste material seco em 01 litro de solução contendo 70% de álcool de cereais absoluto e 30% de água destilada ou filtrada e acondicionados em um vidro âmbar ( ou pintado de preto ) de boca larga e guardados em um armário escuro, seco e não muito quente por cerca de 30 dias, após os quais basta se coar a mistura e guardar a tintura-mãe para uso em frascos âmbar abrigados da incidência de luz direta.

      Esta tintura-mãe quando misturada com eugenol ( essência de cravo, mas acha-se o eugenol – mais puro e clarificado – para se comprar em casas de produtos odontológicos, as dentais ) na proporção de 10:1 pode ser usada com extrema eficácia como repelente naqueles aparelhinhos elétricos que se colocam na tomada e têm um recipiente onde vai a solução repelente e um “pavio” que parece ser de carbono. Sua toxidade para mamíferos é praticamente zero! O eugenol pode ter um cheiro bastante marcante ( o famoso “cheiro de dentista ). Se o animal se mostrar irritado poderá ser usado apenas a tintura-mãe de citronela, havendo um pequeno decréscimo na eficiência. Ah, é excelente também para uso dentro de casa para quem não quiser usar produtos tóxicos; se o eugenol incomodar, sugiro iniciar com uma proporção de 30:1 e se estiver “tranqüilo” aumentar para 20:1 até ver se da para chegar a 10:1!

      Com relação ao pour-on: eu uso o Colosso da Ouro Fino, que é uma associação de cipermetrina e clorpirifós e mais citronelal. Os dois primeiros são usados em coleiras repelentes ( normalmente um ou outro ). A desvantagem do Colosso em relação às outras cipermetrinas é o preço, que fica na faixa dos R$30,00 a R$35,00 o litro, enquanto as outras cipermetrinas ficam em torno de R$10,00. A vantagem é que o efeito repelente é bem melhor inclusive no que tange à sua aplicação às estruturas ( canis, batentes de portas e janelas, etc ) assim como seu efeito residual; tem também o fator do laboratório ser um dos mais respeitados em qualidade de produtos veterinários e de ser nacional; como para cães é utilizado a proporção de 2 gotas para cada kg de peso vivo no caso dos cães de pêlo longo e 1 gota nos de pêlo curto, seu consumo é extremamente pequeno e um litro ( sendo inclusive aplicado às estruturas ) deve durar facilmente 1 ano, o que representa um custo aproximado de R$3,00 ao mês para proteger contra carrapatos,pulgas,piolhos ( e as doenças transmitidas por eles ), moscas domésticas, dos estábulos, do berne, etc e flebótomos ( leishmaniose ) um OU MAIS amigões e amigonas caninos ( ou para aqueles “mais pragmáticos” seus fiéis guardas e defensores )!

    18. Ana Corina disse:

      18 de outubro de 2010 às 13:15

      Oi Sofia,
      o odor da citronela não é agradável para os cães, tanto que é usado como auxiliar de adestramento. Mas isto não o invalida como uma alternativa natural para repelir o inseto transmissor da leishmaniose. Cada animal reage a ele – e a substâncias/situações em geral – de uma maneira. Sei de pessoas que são alérgicas à citronela e o mesmo com certeza acontece com cães.
      Aqui uso diluído em água no Shoyo sem problema algum. Passo o óleo puro por cima da cipermetrina em outros cães que cuido para evitar que se lambam e eles também não deram bola…
      Há várias alternativas de repelentes nos posts sobre leishmaniose, espero que alguma sirva para você proteger seus peludos.
      Abraço.

    19. Sofia disse:

      18 de outubro de 2010 às 13:07

      Olha, eu tentei aplicar uma vez óleo de citronela nos meus dogs, não só pelos mosquitos mas tb pela quantidade grande de moscas que tem onde eu moro ( = meio do mato), já que um dos meus bebês eu peguei da rua com miíase e berne… mas eles ODIARAM! Ficaram agoniadíssimos com o cheiro, espirravam sem parar, aí qd eu vinha com a solução (óleo dissolvidinho em água), já percebiam e corriam de mim. Acho que a citronela deve acabar com o faro deles, então desisti de usar… e nem achei que adiantou como repelente tb… é mais repelente de cães do que de insetos!

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados