• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Guia de raças no Mãe de Cachorro: Bernese Mountain Dog (Cão Bernês da Montanha)

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 22 de setembro de 2010

    Bernese: Adotar, ou não?

    Semana passada, quando cheguei no veterinário com o Shoyo passando mal, havia um Bernese de 3 anos esperando para consultar também. Lindo de morrer, Jimmy era imenso, peludíssimo e amigável. Mas não consigo deixar de ficar agoniada com um cão que ama neve morando no Brasil, um país com tão pouco inverno. E vejo cada vez mais deles.

    Lembram da fêmea que minha amiga adotou do babaca que ia matá-la porque a deixou tão gorda que ela não conseguia mais caminhar? Pois é, no fim das contas (aliás, conta$ mesmo, porque a minha amiga só gastou e gastou tentnado salvá-la) a pobrezinha morreu.
    –> Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui.

     

    Raça de hoje: Bernese Mountain Dog – Perfeito para climas (muito) frios!
    Texto: Michele Welton Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida.
    Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles
    O Bernese Mountain Dog é um cão de temperamento estável e calmo. Contudo, sua calma e disposição para o sossego não significam que ele pode ser mantido sem exercícios. Na verdade, o Cão Bernês ama sair, especialmente no tempo frio – com sua pelagem preta e densa ele não vive bem em climas quentes (BRASILLL!!!). Brincar na neve é a forma preferida de recreação deste raça dos Alpes, e puxar carroças e trenós é uma fonte maravilhosa de exercício para ele, principalmente se envolver crianças na brincadeira.
    Sua atitude perante estranhos varia de amigável a indiferente, mas um Bernês deve ser mantido bem equilibrado e contido. A falha de temperamento mais comum é a timidez excessiva, às vezes com todo mundo, às vezes focada em um grupo de pessoas, como homens com barba, por exemplo. Um filhote de Bernese Mountain Dog precisa de muita socialização para que sua cautela natural não se transforme em timidez.
    A maioria dos Bernese Mountain Dogs é pacífica e sociável com outros animais, mas alguns machos são agressivos com outros cães machos. A raça responde a um treino de obediência de maneira bem humorada e lenta, então deve ser conduzido de maneira carinhosa, com muitos elogios e encorajamentos. Entretanto, não são completamente fáceis de treinar – alguns podem ser um pouco cabeça-dura e dominantes, especialmente os machos, e mais ainda durante a adolescência.
    Há uma grande variação nos tamanhos nesta raça, com alguns indivíduos variando de porte médio a grande, e um tanto atléticos, e outros gigantes e pesados (especialmente machos).

    Se você quer um cão que…

    • Seja grande, pesado e poderoso
    • Tenha uma pelagem densa que vive melhor em climas frios
    • Tenha uma natureza gentil, educada e não agressiva
    • Seja geralmente pacífico com outros animais de estimação
    • Ame puxar carrinhos, trenós e brincar muito no clima rio
    • Responda a um adestramento mais lento e carinhoso
    Um Bernese Mountain Dog pode ser bom para você.

    Se você não quer lidar com…

    • Um cão volumoso que ocupa bastante espaço em sua casa e carro
    • Um cão que pule muito quando jovem ou quando não exercitado o suficiente
    • Ansiedade de separação e destruição por deixar o cão sozinho por muito tempo
    • Alguns problemas de teimosia e dominância, especialmente em machos jovens
    • Queda de pelo em maior quantidade do que o normal
    • Baba em excesso em indivíduos que tenham a mandíbula mais solta
    • Sérios problemas de saúde e curta expectativa de vida
    Um Bernese Mountain Dog pode NÃO ser bom para você.
    Se você está pensando em adotar um Bernese… Considere as questões abaixo seriamente.
    Providencie exercício físico suficiente. Bernese Mountain Dogs definitivamente não precisam ou querem correr com você por aí, mas eles precisam de um quintal de tamanho decente onde possam brincar.
    Ansiedade de separação. Bernese Mountain Dogs precisam de muita companhia e não gostam de ser deixados sozinhos por mais do que poucas horas. Eles tendem a expressar sua infelicidade roendo (e destruindo) coisas.
    Providencie socialização adequada. Retraído por natureza, o Cão Bernês da Montanha precisa de uma exposição intensa a pessoas, lugares e sons diferentes ou sua cautela natural se transforma em timidez e desconfiança, o que é algo difícil de se conviver.
    Temperamento mais forte em alguns machos. Alguns Bernese Mountain Dogs, especialmente machos jovens, naõ são fáceis de criar e educar. Alguns são geniosos e dominantes (e querem ser o chefe) e o farão provar que realmente pode conseguir algo deles. Você precisa mostrar a eles através da mais absoluta consistência que está falando sério. Alguns machos são dominantes ou agressivos com outros cães machos.
    Troca de pelo. Bernese Mountain Dogs soltam muito pelo.
    Baba. Alguns Bernese Mountain Dogs, especialmente os com cabeça imensa e mandíbulas frouxas, babam, principalmente depois de comer ou beber.
    Sérios problemas de saúde. O Bernese Mountain Dog tem uma personalidade maravilhosa, mas seus sérios problemas de saúde são um obstáculo que você deve levar em consideração antes de adotar um cão desta raça (você tem dinheiro para cuidar de um cão tão grande, principalmente quando a maioria dos remédios é dada calculando o peso do animal?). Um número alarmante de Berneses ficam aleijados por conta da displasia coxofemoral e de cotovelo ou desenvolvem câncer, doenças do coração ou epilepsia quando ficam adultos.
    Adote um Bernese Mountain Dog adulto!

    Quando você adota um filhote, você está adquirindo potencial do que ele um dia pode se tornar.  Mas quando você adota um cão adulto, você está adquirindo o que ele já é e pode decidir se é o melhor cão para você baseado em sua rotina e realidade. Há vários Berneses adultos que já provaram não ter as características negativas típicas da raça. Se você encontrar um cão assim, não deixe que elas preocupem você. Fique feliz que você encontrou um indivíduo atípico e aproveite!

    Salve uma vida. Adote um cão.

    *Lembrando: Estou traduzindo as descrições de temperamento das raças (que já vi disponíveis para adoção) apresentadas pela autora norte-americana Michele Welton, que obviamente leva em conta que a maior parte de seus leitores mora nos EUA e sempre tendo em mente cães dentro do padrão comportamental de cada raça. Não adianta um cão ter “cara” de uma raça, isso nem é tão difícil, um cão realmente “de raça definida” tem, mais do que qualquer outra coisa, a personalidade, o comportamento e os instintos da raça a que pertence.
    Sobre a autora: Michele Welton tem mais de 35 anos de experiência como educadora canina e tem mais de 17 livros publicados, sendo 15 deles sobre cães.

    Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Categoria: Adoção, Ansiedade por separação, Guia de Raças
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    17 Comentários:

    1. Nazaré Stevaux disse:

      18 de agosto de 2013 às 10:51

      Tenho um bernese e moro em Goiânia, pensa? Bem, também não sou fã de cachorros originais de clima frio em lugares quentes, mas este é o segundo que acabei tendo. Um husky e este. Este, como o husky, eu comprei de crias nascidas aqui, nenhum dos vendedores eram de fato criadores, mas tinham o cachorro e acabaram cruzando esporadicamente e tiveram que vender os filhotes depois. O Husky já morreu, aliás perdi 3 cães no prazo de 7 meses, um depois do outro, mas por conta da idade mesmo. A ausencia deles acabou me motivando a pegar o bernes. É adoravel e não solta tanto pelo não. Não o meu (ele não tem aquela camada de lã do husky) Também não é babão, exceto quando passeia muito e só faço isso a noite, por causa do calor mesmo. É super agitado, pula, brinca, tem mania de pintcher. Ama ficar grudado na gente o tempo todo sim. Nunca teve problema de saúde e morre de medo da piscina… que é isolada, claro. Bem, acho que tem cachorros e cachorros. Só evito deixar ele engordar pq aí sim é problema mesmo. Mas gostei muito do seu comentário, concordo contigo. Abraço

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        19 de agosto de 2013 às 12:52

        Oi Nazaré, o texto não é meu, é tradução de uma adestradora americana. Que bom que o seu Bernese está bem e saudável. Abraço!

    2. Jeane Piovesan disse:

      24 de Fevereiro de 2013 às 21:05

      Ola Ana, que legal ter te achado. Tenho uma Bernese, a Nina, que é quase essa descrição. Quase. A Nina é um pouco exibida, não pode ver uma pessoa, que se joga, pedindo carinho. Realmente cai muito pelo, mas nada que um bom aspirador, não resolva. Também é verdade, que eles são um “grude”. A Nina ADORA sentar no colinho, e olha que ela é gigante. Quanto ao clima, ou saio bem cedo , ou a noite, no verão, mandei instalar ventiladores de teto, ponho gelo na água, quando esta calor.
      Essa raça tem subpelo, e tambem já estão bem adaptados ao nosso clima. Pesquisei muito sobre a raça, antes de adquiriir uma. Castrei a Nina com quatro meses, com isso, já diminui bastante a chance de um possível câncer.
      Tenho uma labradora também e com essas duas menininhas, sou imensamente feliz. Parabéns Ana, você é uma pessoa especial.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        26 de Fevereiro de 2013 às 10:37

        Ai que delícia de comentário, Jeane… Tão bom ver alguém assim consciente! Beijo grande!

    3. Sabrina disse:

      16 de Janeiro de 2013 às 19:57

      Oi Galera tudo bem, vi o post e como tenho um bernese conheço um pouco a raça, a minha é femea, realmente muitas da informaçoes estão corretas mas a raça é maravilhosa, para quem quer uma raça brincalhona, companheira e alegre essa é perfeita, todos os dias que chego a Laika (minha bernese) ja esta sentada na porta me esperando e quando eu vou chegando proximo dela eu vejo a maior alegria que ela tem em me ve, e para todo o locau ela vai andando atras e quando voce senta, ela senta ao lado e ou deita, sim, é uma raça maravilhosa! eu me apaixonei por ela.

    4. Ana Corina disse:

      9 de novembro de 2010 às 02:45

      Oi Silvana, seja bem-vinda!

      Obrigada pelo carinho. Beijo!

    5. Anonymous disse:

      7 de novembro de 2010 às 19:55

      Ola que legal ter conhecido seu blog, tenho tantas historias sobre caes, uma das esta no nosso orkut se caso queira conhecer, sou amante dos caes rsssssss…. e acessomg@gmail.com ou procure DUCA, LUA, AISCHA, MARIA DO BAIRRO E RODOLFO (OS DOIS SAO CAES DA RUA ADOTADOS POR MIM, MAS NAO POSSO TE-LOS MAIS PERTO.
      SILVANA

    6. Ana Corina disse:

      10 de outubro de 2010 às 22:08

      hehehe
      Pra continuar no "achômetro", continuo achando que certas raças deveriam existir/morar apenas em lugares com frio o ano inteiro ou ao menos em locais com calor mais ameno… Os huskies, até onde sei, têm uma dupla camada de pelagem que os protegeria, na teoria, dos excessos de calor, já o bernese, o são bernardo e outras raças que não sei se têm subpelo, acho que sofrem bastanteee com o calorão, sim. Se nós, peladinhos que somos, já sofremos horrores, imagine eles, ainda mais super próximos do chão escaldante… Na dúvida, prefiro os cães pelados pra climas quentes.
      Beijocas e que delícia saber de mais uma leitora "internacional".

    7. Alessandra Mosquera disse:

      8 de outubro de 2010 às 23:02

      Olá Ana, tudo bem?
      Muito interessante o seu blog e o texto, parabéns! Acho muito bacana achar blogs sobre caes!
      Moro em Madri, na Espanha, e aqui há muitos berneses. Realmente, no inverno, aqui faz muito frio, mas no verao faz um calor de rachar, muito pior que em Sao Paulo, onde nasci e morei por 30 anos… entao eu nao sei até que ponto realmente seja tao importante essa questao do clima… é como a história do husky siberiano, quando houve o boom da raça muita gente dizia que era um absurdo um cao de neve viver na cidade, às vezes em cidades muito quentes… mas eu acho que eles se adaptaram a isso. Nao sei, só achômetro, rs.

    8. Ana Corina disse:

      22 de setembro de 2010 às 14:23

      Ju 2 (hehe, uma é a Cetrim, a outra é a Branco):

      putz, nem ideia. Procura no google, mas na real eu acho que o César usa uma piscina normal, só que sem instalar bonitinha. Não sou muito fã de piscina, não, viu? Tem que secar muito bem o pelo depois e sempre há o risco de afogamento. Brinca jogando água ou se for de piscina mesmo, não bote produtos químicos na água e ensine-os a entrar e sair. O problema é que os teus 2 têm tamanhos bemmm diferentes, né?

      Ana (Cachorro Limpo), simmmm, cães, gatos e pessoas estão cada vez mais gordos! Depende unicamente de nós mudar este quadro de doença!

      Beijo!

    9. CachorroLimpo disse:

      22 de setembro de 2010 às 14:12

      Fugindo um pouco do assunto específico da raça, mas falando sobre um assunto que o pessoal está discutindo, que é o "tamanho" dos cachorros devido a obesidade….é incrível como as rações estão gordurosas…eu tive que parar de fazer a comida para os meus cachorros(receita da veterinária) devido a falta de tempo e comecei a dar ração(ProPlan)e eles começaram a engordar…mesmo no inverno…estou dando 70% da quantidade recomendada e acho que ainda vou ter que diminuir mais….e logo voltar a dar a comidinha deles…..beijokassss

    10. Ana Corina disse:

      22 de setembro de 2010 às 13:24

      Ju, beijo pra vc e pro Napô!

      Fuuuu, esse papo de expectativa curta de vida é pra cachorro que come ração e é super vacinado! Os nossos fofoletos que comem alimentação natural e não são entupidos de vacina vivem horrores.

      Comprei um livro sobre saúde canina nos EUA e a autora (natureba, lógico) tem justamente qual raça? Bernese Mountain Dog e os dela vivem 15 anos numa boa!

      Beijo!

    11. Juliana disse:

      22 de setembro de 2010 às 13:22

      Realmente….dá mta agonia ver um cão de clima frio, aqui em um país tropical…fico imaginando o qto sofrem no verão…tenho uma misturada com beagle e um rottwiller, eles sofrem no verão…ficam como se estivessem doentes…
      =(….falando nisso onde será que posso adquirir aquelas piscinas para cachorros Ana? Eu e meu marido temos assistido o Encantador todos os dias e vimos esses dias ele carregando uma piscina pequena para cães…
      Bjs
      Ju

    12. Fúlvia e Suzie disse:

      22 de setembro de 2010 às 13:21

      A-do-ro cães grandes, mas o grande problema pra mim é a expectativa curta de vida =( Fora a falta de espaço físico q disponho, né!

      Parabéns pelo texto =)

    13. JullieC* disse:

      22 de setembro de 2010 às 12:45

      Eu só vi um dessa raça até hoje aqui e tô chocada que esse da foto deveria ser a forma física ideal dele, pq o que conheci era umas 2x o tamanho desse. Aliás o que vejo de labrador e golden obeso tb…

      Tb tenho angústia qdo vejo cachorro de frio no Brasil. Outro dia vi um pastor canadense, o nome já diz tudo né? Sempre me pergunto, o que raios ele tá fazendo aqui? rsrs

      Bjos, to amando a série.

    14. Ana Corina disse:

      22 de setembro de 2010 às 12:14

      KKKKK Márcio, está certíssimo! O fim dos textos é sempre igual, então toda semana eu copio, colo e só troco a raça. Ontem escrevi o post quase 2 da manhã, zureta de sono. Vou arrumar. Obrigada!!! Mas não catou o piolho tão bem, viu? Tem mais outro 'beagle' logo abaixo, kkkkkkk.

    15. Marcio Lopes disse:

      22 de setembro de 2010 às 12:13

      pelo visto alguem copiou o texto do beagle 🙂

      "Um Bernese Mountain Dog pode NÃO ser bom para você.
      Se você está pensando em adotar um Beagle… Considere as questões abaixo seriamente."

      mereço o troféu cata-piolho! 😀

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados