• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Guia de raças no Mãe de Cachorro: Cocker Spaniel Americano

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 25 de agosto de 2010
    Cocker Spaniel Americano: Adotar ou não?

    Cocker Spaniel Americano: Adotar ou não?

    –> Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui.

    Gostaria de fazer uma observação na raça de hoje: novamente temos um cão que foi largamente comercializado nos Estados Unidos, país da autora dos textos. Com isso, particulares e comerciantes, muitas vezes de fábricas de filhotes, cruzaram seus cães de maneira irresponsável e, com isso, tornaram bastante difícil alguém encontrar um verdadeiro Cocker Spaniel Americano para adoção (ainda mais no Brasil, onde a raça não é popular). Nada disso impede que estes animais mereçam amor, cuidados e um lar amoroso, só vale lembrar que o intuito dos textos da Michele Welton é descrever o comportamento característico de exemplares o mais próximos possível da raça original.

    Raça de hoje: Cocker Spaniel Americano – O Cocker que não é “O Cocker”
    Texto: Michele Welton- Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida.



    Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles
    O American Cocker Spaniel (cocker spaniel americano) de boa linhagem é doce, feliz, gentil e brincalhão.
    A menor das raças de esporte precisa de exercícios regulares, mas caminhadas diárias e brincadeiras serão suficientes. Quando bem socializado o Cocker Spaniel Americano é amigável e pacífico com estranhos e outros animais, embora haja timidez e submissão excessiva em algumas linhas de sangue da raça.
    O Cocker Spaniel Americano é um cão que responde a um treinamento de obediência persuasivo e animado que inclua agrados e recompensas com petiscos.
    E estas são todas as boas notícias.
    As más notícias são… O Cocker Spaniel Americano precisa de muitos cuidados com sua pelagem, que envolvem de escovação à tosas específicas. Eles soltam muito pelo e geralmente têm um odor bastante característico “de cachorro” em sua pele e longas orelhas. São cães bastante sensíveis, muitas vezes sensíveis demais. Você deve ter cuidado ao corrigi-los usando as mãos já que vários deles tendem a reagir defensivamente quando você tenta que eles façam algo que não querem (o que pode ser um problema e tanto para um cão que precisa ser constantemente escovado). Mais do que qualquer outra raça o Cocker Spaniel Americano tende a urinar por excitação ou submissão (quando está excitado ou nervoso), especialmente quando filhote.
    Em resumo, um Cocker Spaniel Americano, quando você consegue achar um que não tenha cruzamento entre parentes em sua ascendência e que tenha os exames específicos de saúde (quadril, joelhos e olhos), pode ser um cão muito bom. Infelizmente você terá que procurar bastante para encontrar um. Há simplesmente vários deles que são neuróticos. E é um cão com sérios problemas de saúde, na verdade, é uma das raças com mais problemas de saúde.

    Se você quer um cão que…

    • Tem um tamanho conveniente e é forte
    • Tem um pelagem emplumada que vem em várias cores
    • Precisa de exercício apenas moderado
    • É amigável, ou ao menos educado, com estranhos
    • É pacífico com outros animais de estimação
    Um Cocker Spaniel Americano pode ser bom para você.



    Se você não quer…

    • Procurar com um excesso de cuidado para evitar um Cocker Spaniel Americano neurótico
    • Lidar com ansiedade de separação (destruição e latidos) ao deixar o cão sozinho
    • Cuidados constantes de pelagem
    • Cheiro bastante característico na pele e orelhas
    • Potencial para latir em excesso
    • Um cão que urine quando está excitado ou nervoso
    • Uma gama considerável de problemas de saúde
    Um Cocker Spaniel Americano pode NÃO ser bom para você.




    Se você está pensando em adotar um Cocker Spaniel Americano… Considere as questões abaixo seriamente.

    1. Temperamento instável. O Cocker Spaniel Americano tornou-se uma raça popular, criada e vendida por comerciantes de animais que não fazem a menor ideia do que seja criar cães buscando o bom temperamento na raça. Educadores caninos e consultores em comportamento* atendem muitos cães da raça com comportamento neurótico, incluindo agressividade e ataques com mordidas.
    2. Reações de defesa. Não sei o motivo de tantos Cockers rosnarem e morderem quando você lida com eles de alguma maneira que não gostam, mas como uma educadora canina, sou sempre extremamente cuidadosa ao pôr as mãos em um Cocker Spaniel Americano.
    3. Se você tem crianças pequenas, eu não recomendo um Cocker Spaniel Americano. Há simplesmente Cockers demais que não toleram qualquer tipo de brincadeira. E há Cockers demais que se sentirão oprimidos com as vozes altas e movimentos rápidos que as crianças não conseguem evitar em fazer, então stress e timidez, até mesmo mordidas defensivas, podem ser o resultado.
    4. Ansiedade de separação. Mais do que muitas outras raças o Cocker Spaniel Americano precisa de muita companhia e não gosta de ser deixado sozinho mais do que por poucas horas. Então eles tendem a expressar sua infelicidade destruindo coisas e latindo.
    5. Tosas específicas, troca de pelo e “cheiro de cachorro”. Para manter sua pelagem sedosa livre de nós, o Cocker Spaniel Americano precisa de escovação regular e tosas específicas a cada dois meses. Além disso eles também soltam muito pelo, que geralmente sai em suas mãos ao você acarinhá-lo e gruda em suas roupas, mobília e espalha-se pela casa. Finalmente, muitos Cockers têm um cheiro característico e forte que algumas pessoas consideram intolerável.
    6. Latidos. O Cocker Spaniel Americano geralmente é rápido para soar o alarme a cada novo barulho ou visão. Você tem que ser igualmente rápido para fazê-lo parar.
    7. Sérios problemas de saúde. De problemas nos quadris, nos olhos e na pele à epilepsia, o Cocker Spaniel Americano é uma das raças com mais riscos quando o assunto é saúde.
    Adote um Cocker Spaniel Americano adulto!
    Quando você adota um filhote, você está adquirindo potencial do que ele um dia pode se tornar.  Mas quando você adota um cão adulto, você está adquirindo o que ele já é e pode decidir se é o melhor cão para você baseado em sua rotina e realidade. Há vários Cockers adultos que já provaram não ter as características negativas típicas da raça. Se você encontrar um cão assim, não deixe que elas preocupem você. Fique feliz que você encontrou um indivíduo atípico e aproveite!
    Salve uma vida. Adote um cão.
     *Lembrando: Estou traduzindo as descrições de temperamento das raças (que já vi disponíveis para adoção) apresentadas pela autora norte-americana Michele Welton, que obviamente leva em conta que a maior parte de seus leitores mora nos EUA e sempre tendo em mente cães dentro do padrão comportamental de cada raça. Não adianta um cão ter “cara” de uma raça, isso nem é tão difícil, um cão realmente “de raça definida” tem, mais do que qualquer outra coisa, a personalidade, o comportamento e os instintos da raça a que pertence.
    Sobre a autora: Michele Welton tem mais de 35 anos de experiência como educadora canina e tem mais de 17 livros publicados, sendo 15 deles sobre cães.

    Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Categoria: Adoção, Ansiedade por separação, Fazenda de Filhotes (Puppy Mill), Guia de Raças
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    12 Comentários:

    1. Paulo disse:

      1 de janeiro de 2014 às 03:00

      Eu tive uma cockrer atípica, pega com 3 meses.

    2. roseli disse:

      13 de setembro de 2013 às 02:01

      eu estou desesperada peguei uma cocker da rua que estava passando fome toda suja estava na rua a mais de uma semana .quando éla chegou estava com o anus bastante sujo de fezes quando eu dei banho e éla se sacudio foi coco para todo lado …levei ao veterinario tomou medicação tomou antibiotico mas já tem dois meses que estou com éla e ainda éla não melhorou éla fica algun dias sem fazer coco mas fica saindo fezez aos pouquinhos tenho que colocar fralda pois onde encosta suja tudo..e quando realmente quer fazer o coco tem muita dificuldade que até sangra e eu tenho que ajudala para fazer oque pode ser isso não tenho muitos recursos mas não gostaria de vela sofrer me ajudem se souber de algum caso parecido aguardo contato

    3. Lucia Sales disse:

      9 de setembro de 2013 às 16:28

      Olá, tenho em casa uma filhotinha cocker americana de 2 meses, ela já veio do canil contaminada com babésia, descobri a tempo e esta sendo medicada, mas estou muito preocupada pois ela esta ficando cada dia mais tristinha, esta usando um colar elizabetano, pois se coça e lambe já apresentou ferimentos por esse motivo, ela pertence a minha filha, e passa o dia todo triste se comer apenas deitada e com um olhar triste, o que voce me aconselha?

    4. Anonymous disse:

      29 de março de 2011 às 05:16

      tenho um Cocker Spaniel Americano ele é muito meigo brincalhão,mais aconteceu duas vezes dele fica muito nervoso quando chegou visita em casa e soltou um odor muito insuportável é normal isso acontecer?
      bjos érica

      email erikinha_swinguera@hotmail.com

    5. Anonymous disse:

      22 de março de 2011 às 18:48

      Olá, Ana Corina!

      O cocker americano não é uma raça muito comum no Brasil, então será menos provável encontrar um para adoção. Sobre o temperamento e a saúde, a situação no país é bem diferente dos EUA, pois a criação é bem mais cuidadosa, então a maioria dos cães é adorável. Tenho um e é um doce, muito carinhoso e equilibrado, além de saudável e brincalhão. É um ótimo cão para a família e tem paixão por crianças! As orelhas realmente demandam cuidados mas, se o cão for acostumado desde filhote a este procedimento, não se torna trabalhoso. Abraços! Janne – Grande Porto Alegre, RS

    6. Anonymous disse:

      12 de março de 2011 às 03:10

      Eu tenho uma cadela cocker e, ela é demais, super carinhosa , adora brincar , e tb foi adotada.

    7. Ana Corina disse:

      27 de agosto de 2010 às 21:53

      Pô, que legal teres dado teu feedback Joseane, porque não é uma raça tão comum aqui no Brasil e eu fiquei pensando enquanto traduzia "Nossa, coitados, é por isso que vez ou outra tem um pra doar."

      Beijo pra vcs!

    8. Joseane disse:

      27 de agosto de 2010 às 21:50

      Eu tenho uma Cocker Spaniel Inglês, realmente ela é neurótica. Adotei a Shanaia quando era filhote pois ela seria jogada fora literalmente. Hoje minha Shanaiazinha está conosco firme e forte, brincalhona e desconfiada, escandalosa e cheia de facetas… mas é o amor de nossas vidas. Brevemente ela estará conhecendo novos lugares, pois nos mudaremos para o exterior e ela irá conosco, afinal somos uma família.

    9. Ana Corina disse:

      26 de agosto de 2010 às 03:02

      Oi Pri, muito boa a tua ideia de linkar, viu?
      Mas acho que o lindão em questão está mais pra cocker spaniel inglês, não americano.
      Olha aí a descrição do temperamento da raça (muito menos problemático do que o cocker americano): http://www.yourpurebredpuppy.com/reviews/englishcockerspaniels.html
      Beijo!

    10. Priscila Coelho – Adote, Não Compre! disse:

      26 de agosto de 2010 às 02:51

      O máximo essas matérias, Ana! Hoje temos 13 cães aqui em POA na categoria cocker para adoção. E eu já aproveitei essa tua matéria pro lindão que acabei de colocar aqui no blog: Jovem cocker branco e dourado para adoção em Porto Alegre-RS!

      Beijão!

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados