• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Guia de raças no Mãe de Cachorro – Airedale Terrier

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 11 de agosto de 2010

     

    Airdale: Adotar, ou não?

    O cão de hoje mexeu comigo de duas maneiras distintas. Esteticamente, acho absolutamente lindo, lindo, lindo. Elegante, grande, atlético e com cara de vira-lata, hahaha. Mas ao fazer a tradução e aprender o quão ativo e cheio de energia um Airedale é, percebi ainda mais a importância desta nova seção do blog. Afinal, as pessoas precisam ter bastante consciência ao adotar um animal para evitar novas doações que só desgastam o peludo.

    Estude bastante a raça do cão disponível para adoção que você está considerando trazer para a família e, no caso dele não ter raça ou mestiçagem claramente definidas, visite-o diversas vezes no abrigo ou casa de apoio onde aguarda um lar para que seja possível conhecer ao máximo sua personalidade e comportamento. Lembrem-se: nós erramos, mas quem sempre termina pagando a conta são eles! Estudar é amar!
    –> Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção?Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui.

    Raça de hoje: Airedale Terrier – O atleta impetuoso
    Texto: Michele Welton- Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução sem autorização é expressamente proibida.
    Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles
    Um bagunceiro de mão cheia enquanto filhote, o Airedale Terrier quando fica maduro transforma-se em um adulto digno, confiante e corajoso. Este cão atlético brinca e joga duro. Sem exercícios vigorosos e muita intereção pessoal, ele fica facilmente entediado e pode se tornar destrutivo ao procurar divertir-se sozinho.
    Airedales Terrier jovens são especialmente impetuosos e podem transformar seu jardim em uma paisagem lunar cheia de buracos e plantas destruídas. Estímulos mentais (treinos de obediência, agility, jogos) são essenciais para esta raça “pensante”. Você simplesmente não pode deixá-lo sozinho o dia inteiro ou largado para fora de casa e esperar que ele vá deitar-se quieto e ser feliz.
    A atitude de um Airedale para com estranhos varia do entusiasmo amigável à educação sensível, mas mesmo os mais amigáveis tendem a ser cães de guarda vigilantes. Alguns Airedales são mais protetores do que outros.
    Com outros cães, a maioria dos Airedales Terrier são valentes e agressivos e com seus fortes instintos de caça, devem ser socializados desde cedo com gatos, ou não será seguro deixá-los conviver. Coelhos e outros roedores não são uma boa opção para aumentar a família de quem tem um Airedale.
    Esta raça é muito esperta, mas também independente. A menos que você se estabeleça como o líder, ele pode ser obstinado. Ainda assim, tutores que sabem como lideram acharão o Airedale altamente treinável.
    Se você quer um cão que…
    • Tem porte de médio para grande, é musculoso e atlético
    • É ativo, mas quando bem treinado e bastante exercitado pode ser calmo e digno
    • É extremamente versátil, podendo aprender e fazer praticamente qualquer coisa
    • É um ótimo cão de guarda (alguns deles)
    • Solta menos pelo do que a maior parte das outras raças
    Um Airedale Terrier pode ser bom para você.

     

    Se você não quer um cão que…

    • Precisa de muito exercício e atividade
    • Pule demasiadamente e de maneira um tanto violenta, especialmente quando jovem
    • Late e destrói coisas quando está entediado ou não foi exercitado suficientemente
    • Tem instintos de caça que o tornam agressivos para com outros animais
    • Tem um temperamento forte e enérgico, requerendo um tutor confiante que possa assumir a liderança
    • Tosas frequentes (e cuidados com a pelagem de arame)
    Um Airedale Terrier pode NÃO ser bom para você.

     

    Se você está pensando em adotar um Airedale Terrier… Considere as questões abaixo seriamente.

    1. Providenciar bastante exercício físico e mental. Airedales Terrier precisam de oportunidades frequentes para desafogar sua imensa energia manter suas mentes ocupadas fazendo coisas interessantes. Caso contrário, se tornarão violentos e entediados – o que geralmente expressam latindo excessivamente e roendo coisas. Um Airedale entediado pode destruir sua casa ou seu jardim em um único dia. Se você procura simplesmente um companheiro canino para sua família e não tem tempo ou temperamento para levar seu cão para correr, passear, escalar, nadar, fazer agility (exercícios com obstáculos), fazer aulas de treinamento ou qualquer outra atividade canina, eu não recomendo esta raça. Airedales Terrier não foram desenvolvidos ou mantidos apenas como animais de estimação. Seu comportamento de trabalho (farejando, procurando por presas, caçando qualquer coisa que corra, cavando e explorando) pode ser um incômodo em uma rotina normal. Tentar suprir as necessidades destes cães de pelagem de arame sem fornecer a eles alternativas que gastem seu nível elevado de energia pode ser difícil.
    2. O saltador! Airedales jovens – ou seja, com até dois anos de idade – brincam e pulam com grande vigor e fazem as coisas em redor, inclusive pessoas, voar longe. Se você tem crianças pequenas ou se você ou alguma outra pessoa da família tem mais idade ou é/está doente, eu não recomendo filhotes de Airedale. A tentação para brincar de maneira brusca é forte demais na maioria dos Airedales jovens.
    3. Providenciar bastante socialização. Muitos Airedales Terrier amam todo mundo, mas muitos outros têm um instinto de guarda contra estranhos bastante elevado. Assim sendo, Airedales precisam de intensa socialização com pessoas amigáveis para que possam aprender a reconhecer o comportamento normal das “pessoas boas” para depois poder reconhecer a diferença entre alguém que aja de maneira anormal ou ameaçadora.
    4. Agressividade com outros animais. Os Airedales Terrier foram desenvolvidos para caçar outros animais. Muitos são dominantes e agressivos com outros cães do mesmo sexo. Muitos têm instintos fortes para perseguir e capturar gatos e outros animais que fujam deles. Se algo der errado na criação, socialização, treino, cuidados e manejo desta raça, eles são capazes de ferir seriamente ou matar outros animais.
    5. Temperamento forte. Os melhores Airedales são cães de trabalho versáteis, capazes de ser treinados para atividades difíceis, mas eles possuem uma mente independente e não são fáceis de criar e treinar. Podem ser manipuladores e alguns são teimosos, obstinados e dominantes (querem ser o líder) e farão você provar que realmente pode comandá-los. Você precisa mostrar a eles através da mais absoluta constância, que você realmente quer o que está pedindo. Para fazer um Airedale obedecer você, treinos de obediência são obrigatórios.
    6. Tosa. Para manter o pelo aramado livre de nós e pelagem velha, os Airedales precisam ser escovados regularmente e também precisam de tosa a cada poucos meses. O cuidado com sua pelagem é um dos motivos que leva as pessoas a desistir da raça e doá-la.
    Adote um Airedale Terrier adulto!
    Quando você adota um filhote, você está adquirindo potencial do que ele um dia pode se tornar.  Mas quando você adota um cão adulto, você está adquirindo o que ele já é e pode decidir se é o melhor cão para você baseado em sua rotina e realidade. Há vários Airedales adultos que já provaram não ter as características negativas típicas da raça. Se você encontrar um cão assim, não deixe que elas preocupem você. Fique feliz que você encontrou um indivíduo atípico e aproveite!
    Salve uma vida. Adote um cão.

     

     

     *Lembrando: Estou traduzindo as descrições de temperamento das raças (que já vi disponíveis para adoção) apresentadas pela autora norte-americana Michele Welton, que obviamente leva em conta que a maior parte de seus leitores mora nos EUA e sempre tendo em mente cães dentro do padrão comportamental de cada raça. Não adianta um cão ter “cara” de uma raça, isso nem é tão difícil, um cão realmente “de raça definida” tem, mais do que qualquer outra coisa, a personalidade, o comportamento e os instintos da raça a que pertence.
    Sobre a autora: Michele Welton tem mais de 35 anos de experiência como educadora canina e tem mais de 17 livros publicados, sendo 15 deles sobre cães.

    Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Categoria: Adoção, Guia de Raças
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    6 Comentários:

    1. madalena disse:

      5 de abril de 2013 às 07:56

      ola eu tenho uma fox terrier,sei que ao principio foi deficil de aguentar a minha fox de nome isa, são cães mt activos e que mordem mt .ela agora tem 1 ano e esta mais calma ,passeio com ela 1h por dia brinca com outros cães em casa quando fica sozinha deixo sempre ossos para ela ,o único problema dela e ladrar ,deixo aqui um conselho não e um cão de companhia só se for treinado ou se tiver uma casa grande para ter este cão o dono tem que ter braço firme,aninha só me obedece a mim a minha filha faz tudo as vezes tenho que separa las ,não estou arrependida de ter adoptado a minha cadelinha beijo madalena

    2. José disse:

      26 de dezembro de 2012 às 17:26

      Hoje dei um fim a um martirio que durou exatamente um ano, doei a minha e nunca mais quero ouvir falar de adotar, sinto muito pela sinceridade, mas adoçao é para quem tem tempo e dinheiro sobrando, nao só tempo para andar com o bicho, coisa que sempre fiz, mas tempo para comprar fios e cabos roidos. Um ano atras a minha vizinha me disse que a cachorra dela deu a luz a uma ninhada mistura de fox terrier e se eu queria adotar, disse que queria muito pensar mas ela disse que deveria responder rapido pois o marido dela…ja sabem do resto. Adotei as escuras e quando ela veio, ela foi recepcionada pela familia toda, porém percebi que alguns dias depois ela estava mordendo a minha filha pequena que é prematura, ja nao basta o que essa criança sofreu de injeçoes durante 3 meses ela se via obrigada a sofrer, mas tudo bem, pegamos um adestrador conhecido na regiao, apos um mês ele me disse que nao havia tido muito êxito com ela, quis me ressarcir mas deixei quieto, contratei outro que consegui poquissimo, mas beleza…a situaçao foi indo, bonecas roidas, cabos e fios arruinados, piso detonado sem contar a trauma das minhas filhas com o cachorro, elas se recusavam a ficarem sozinhas com ela, se eu fosse ao banheiro elas queriam ir junto, as minhas duas filhas uma de 8 anos e outra de 2 com um inimigo em casa. A situaçao foi piorando, a minha esposa que adorava o bicho estava ficando com asco, embora levasse ela para passear todo dia, assim que eu chegava via minhas filhas chorando e algo destruido. Dois dias antes do natal, ela subiu na cama da minha filha e estava destruindo a boneca dela quando a minha filha pediu para ela sair ela simplismente arrancou um teco do joelho da minha filha de 8 anos, comecei também a perceber que a criançada nao vinha mais brincar com a minha filha em casa, entendi, enfim, que as crianças nao vinham pq toda vez que vinham ela mordia elas, mordia a roupa delas. A situaçao nao poderia mais continuar, basta!!! Cansa de coisas roidas sem nada em troca, nem um carinho ou afeto pela familia, sempre tive caes, roiam tb, estou ciente mas perae!!! Nunca vi um diabo desses. Antes de adotar um cao pense bem e pesquise sobre a raça, vc nao pode ser o heroi em tempo integral, pense no seu proprio bem estar e no da sua familia, no meu caso tive uma pessima experiencia com essa cachorra, doei mas por incrivel que pareça estou sem nenhum remorso, um cao deveria proteger os donos e nao atacar. Vamos pegar outro cao sim mas fox terrier nunca mais, eles (o irmao incluso) sao os piores caes que eu ja vi. Nao é a toa que o fox terrier é uma das raças mais abandonadas nos estados unidos pois seu temperamento é o mais terrivel, gente de bem que se vê obrigado a pagar altos valores pois seu fox terrier atacou as crianças dos vizinhos. Um pensamento nesse dia, antes de quererem brincar de vovô e deixar seu cao cruzar, pense bem se seu cao dará filhotes com bom temperamento e nao cachorros bonitinhos apenas, as redes sociais ficam falando para adotar, tou nessa, mas os donos deveriam castrar seus bichos, parar com lenga lenga de vovô. Abs a todos

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        28 de dezembro de 2012 às 09:47

        JUSTAMENTE, José, TODAS as pessoas deveriam castrar seus cães, não ficar brincando de botar filhote no mundo, procriando os bichos sem entender NADA e acabando com o temperamento das raças! E TODAS as pessoas deveriam estudar as raças antes de adotar. Fico com pena do cão e de vocês não terem encontrado um adestrador realmente competente, pois TODO PROBLEMA de comportamento tem solução. 🙁

    3. Ana Corina disse:

      9 de novembro de 2010 às 02:42

      Oi Carla,
      a castração não é garantia de que um cão irá se dar bem com outros. Aqui o que vale mais é a socialização que ele provavelmente NÃO teve… Seria legal vc procurar um bom educador canino porque pode ser que dicas simples ajudem muito.

      Beijo e obrigada por comentar. Beijo nos 3!

    4. Anonymous disse:

      8 de novembro de 2010 às 14:42

      Adorei as dicas do blog. Tenho 3 Airadles (o Thor veio de uma adoção e está conosco à 3 anos, vive super bem) e o Lucky um fox terrier pelô de arame que foi abandonado e tbém o adotamos, esse já tem um temperamento meio "bipolar", mas se adaptou muito conosco, pena não se dar bem com os outros machos de airedales, mesmo depois da castração. O mais importante é ter amor e disposição para aceitar cada cão.Eu os amo muito, e não vivo sem a companhia dele, Abçs, Carla

    5. Anonymous disse:

      13 de agosto de 2010 às 03:22

      Prezada Ana,

      Tudo bem com vc?
      Conto que adotei um fox terrier, pelo duro, de uma pessoa que, embora goste muito de cachorro, morava em apartamento e tinha dificuldades com a atividade desse atleta!
      O Árthur em 1 ano e 7 meses. brincalhão, ativo, companheiro, adora correr, pular e solicita sempre que estejamos juntos ( embora quando fique sozinho e tenha brinquedos, ele se entrete bem! )
      Acho que a diferença se faz no espaço, moramos em casa e temos um quintal de bom tamanho onde ele pode se exercitar e gastar sua energia!Está mais dócil, aceita carinhos, mas tem temperamento independente, dominante.
      Era o que faltava em nossa família!

      Obrigada pelo artigo,
      Att,
      Patrice – Mãe de cachorro, Mãe do Árthur.

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados