• Receba os posts por e-mail:

    5 dicas para acalmar cães hiperativos

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 21 de agosto de 2010
    Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida
    A hiperatividade é um problema com muitas possíveis causas e soluções. Abaixo há algumas técnicas que você pode tentar em casa para ajudar a acalmar seu cão impetuoso:
    • Ignore o comportamento! Cães buscam sua atenção. Ao dar atenção a eles quando estão tendo ataques de hiperatividade você reforça justamente o comportamento que quer eliminar. Na próxima vez em que seu cão estiver pulando ou te mordiscando de maneira exageradamente excitada, tente não tocá-lo, não falar com ele e não fazer contato visual e veja como você se sai. Você pode se surpreender em quão rápido ele sossega.
    • Dê trabalho a seu cão! Ter uma tarefa para focar pode ajudar tremendamente. A hiperatividade pode vir de necessidades psicológicas tanto quanto de necessidades físicas. Ao dar uma tarefa para seu cão realizar você o estará retirando deste estado de hiperatividade e redirecionando sua energia. A tarefa deve ter início e fim definidos e nunca deve ser considerada como substituição do exercício físico. O que nos leva a…
    • Saia para passear! Se seu cão tem muita energia uma caminhada vigorosa é uma outra maneira excelente para redirecionar seu cão da maneira que você quiser. Uma vez que você tenha gastado a energia extra dele, seu cão deverá estar prazerosamente cansado e muito esgotado para pular e mordiscar. Sem a frustração da falta de exercício será muito mais fácil para ele relaxar.
    • Preste atenção em sua própria energia! Seu cão é seu espelho. Qualquer energia que você projete ele refletirá. Você está em um estado de espírito calmo e positivo? Ou você estressado por conta de uma discussão ou consumido com as preocupações ao longo da semana de trabalho? Mentes nervosas e ansiosas transmitem posturas físicas e tons de voz nervosos e ansiosos e podem afetar a energia do seu cão.
    • Tente aromaterapia! Não esqueça que os cães interagem com o mundo primeiro pelo olfato! Dizem que basta o cheiro de lavanda para relaxar pessoas, e tal aroma suave pode também ter um efeito calmante no seu animal de estimação. Converse com seu veterinário ou consulte um profissional holístico para encontrar cheiros que possam funcionar em seu cão e modos seguros dele interagir com estes odores.
    Categoria: Adestramento, Guarda responsável, Saúde
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    45 Comentários:

    1. Luanna disse:

      14 de fevereiro de 2014 às 20:17

      a Cristal é super agitada e adora morder dedos do pé e tudo que cai ela pega e sai correndo tenho que educar ela porque é só um filhote

    2. Mariana Rj disse:

      5 de janeiro de 2014 às 06:00

      Oii, já perdi as esperança com a minha cadela, ela é viralata adotei ela da rua quando filhote acabara de ser atropela, agora mudou completamente não para nenhum minuto não consigo levar ela pra passear ela não se da bem com as outras duas cachorras q tenho. Me socorrem por favor se não vou ter q deixa-la num abrigo!!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        5 de janeiro de 2014 às 20:53

        Mariana, se você não gastar a energia dela com passeios, brincadeiras etc., será assim até ela acalmar naturalmente. A http://www.educadoracanina.com.br dá consultoria paga pela Skype se o caso permitir. É um dinheiro muito bem gasto e aproximará muito mais vocês todos, pessoas e animais. Para quem já salvou a vida dela uma vez, abrigo não deveria ser opção. Se realmente não ficares com ela, procure um lar responsável, por favor.

    3. Camila Costa disse:

      10 de dezembro de 2013 às 12:12

      Olá Ana
      Tenho um labrador adulto, com +/- 4 anos super calmo, late muito pouco, e ganhei à 1 mes um filhote de York que hoje esta com 3 meses que é super ativo,tenta roer alguns calçados, late muito, faz de tudo para chamar nossa atenção. Gostaria de 2 dicas:
      – como acalmar o filhote
      – o que posso fazer para adaptar o Labrador e o filhote de York para convivio juntos, tente neste último final de semana mas após uma rosnada forte do labrador para o york fiquei com medo e acabei desistindo.
      Aguardo…
      Abraços.

    4. sofia lara disse:

      30 de novembro de 2013 às 16:09

      este texto é otimo me ajudou bastante

    5. Edison Schilapak disse:

      6 de agosto de 2013 às 15:48

      Boa Tarde.
      Tenho uma filhote vira-lata que foi encontrada na rua, portanto não sei exatamente a idade. O Veterinário estima que tenha aprox. 3 a 4 meses.Não tem muitos problemas,(já está até aprendendo a fazer xixi no local certo, sem muito ensino)exceto uns ataques (creio que de hiperatividade), em que tenta me morder bastante.
      Uma amiga que tinha um mini poodle hiperativo dava a ele à noite Maracujina, para acalmá-lo. Isso realmente funciona? Existe algo mais que possa ser feito?
      Agradeço desde já a atenção
      Edison

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        7 de agosto de 2013 às 10:29

        Oi Edison,

        Mas nesta fase é normal morder tudo, os dentes vão começar a cair etc. Dá uma lida: http://www.maedecachorro.com.br/2012/08/dvida-do-leitor-meu-filhote-s-quer-saber-de-morder-e-agora.html
        Qto à Maracugina, eu não daria. Se ela ‘tinha’ é pq ele morreu… de quê?
        Castre sua pequena, canse-a e essa fase logo passa ;)

        • camilla disse:

          15 de março de 2014 às 18:40

          oi Ana, vc acha que dar maracugina pode fazer mal ou até matar? tenho um yorkshire em apt e ele é muito agitado e sofre de ansiedade por separação, além do que estou com problemas com os vizinhs por causa dos latidos. A medica veterinária me orientou a dar 0,4ml de maracugina de manhã, antes de ir pro trabalho, o que vc axa?

          • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

            21 de março de 2014 às 16:33

            Camilla, passear com ele todos os dias no mínimo 1h, nem pensar? Ou dois passeios de no mínimo 30 minutos, com ele andando bem rapidinho? Putz, se a veterinária mandou… talvez seja possível, mas eu não li nada a respeito e nem nunca precisei usar. Eu preferiria investir em queimar esta energia dele e em trabalhar a ansiedade por separação. Há vários textos no blog sobre essa chatice (os meus também têm, viu? VIVO cuidando disso). Leia textos e comentários: http://www.maedecachorro.com.br/category/ansiedade-de-separacao

    6. Tatiane disse:

      11 de julho de 2013 às 15:16

      Tenho uma cachorrona vira lata muito bagunçeira,acho que tem mistura com labrador,ela nos tira do sério,li alguns comentários seus e decidi seguir algumas dicas para ver se consigo acalma-la,já pensei em doar, mas os meus filhos choram qd falo nisso,então vou tentar fazer alguma coisa para acalma-la.Obrigada.

    7. MARIA disse:

      11 de julho de 2013 às 05:37

      OLA ANA, ADOTEI UM CAO DE RUA(NAO TEM RAÇA ESPECIFICA) COM APENAS UM MES E JA FAZ 1 MES E MEIO K ELE ESTA CONNOSCO,MAS É ENDIABRADO SÓ FAZ DISPARATES,MEU FILHO ATE DIZ K ELE É HIPERACTIVO,EU AXO K ELE AINDA É BEBE E DAI SEU COMPORTAMENTO.JA CRIAMOS ROTWEILER`S BEBES E NAO FOI ASSIM…TEM A VER TAMBEM COM A RAÇA NÊ?ESPERO K PASSE DEPRESSA ESTA FASE TAO LOUCA DO ZIGGY.ATÉ PARA COMER É UM LOUCO,POR ELE PASSAVA A VIDA A COMER EHEH TEMOS MUITA PACIENCIA MAS AS VEZES É DEMAIS…

    8. Emerson Alves de Paula disse:

      8 de julho de 2013 às 19:41

      Olá, tenho um vira lata de 6 meses. Ele tá danado demais. Não para mesmo. E Olha que ele não vive solto… ele fica tentando muito entrar em casa. Mas é que ele já tá grandinho. E não podemos deixar ele “entrar pra sempre”, entendes? Enfim. É uma confusão…… ele fica correndo em círculos.. querendo morder você, fica rugindo, a gente já deixei quando filhotinho, 3 ou 4 vezes entrar em casa, mas ele não para! E ah, tá com mania de derrubar a comida todaa da vasilha e quer quebrar ela quase sempre. E nunca faz xixi e coco no lugar certo.

    9. Monique disse:

      4 de junho de 2013 às 00:00

      Olá, tenho um pastor canadense de 2 meses que comprei ha pouco 1 mês. Como sempre tive cachorro, senti falta de ter um assim que casei, com isso comprei o filhote, mesmo meu marido e eu trabalhando fora. Toda vez que vamos dar atenção a ele, ele nos morde, mas parece que ele sabe que é pra machucar, além de ser muito agitado. Como ele ainda não tomou todas as doses da vacina, não podemos deixa-lo no quintal ou leva-lo para passear, por não estar imune as doenças. Deixo ele na área de serviço, espalho brinquedos com cordas, bolinhas para distrai-lo enquanto estamos fora, além dos jornais para as necessidades, comida e água a vontade. Quando chegamos em casa, encontramos os jornais repicados, com fezes pisadas com as patas dele (como se ele quisesse brincar com elas). Uma total bagunça! Entendo que ele se sente ansioso, mas infelizmente não podemos mudar isso. Tentamos até compensar dando bastante atenção, mas ele nos faz isso. Nos morde, quando tentamos fazer carinho, late alto, é agressivo, mesmo sendo filhote. O que eu faço? Me ajudem!

    10. Beatriz Talarico Manias disse:

      30 de maio de 2013 às 21:52

      Eu vou tentar com o meu cão que chama Luck . Ele não deixa eu dormir . Vou tentar seguir essas dicas . Obrigada

    11. thamires disse:

      7 de novembro de 2012 às 12:54

      agora sei como ajudar meu cachoorro

    12. thamires disse:

      7 de novembro de 2012 às 12:51

      adorei

    13. Yumara disse:

      24 de maio de 2012 às 12:09

      Olá Ana,
      será que poderá me dar uma dica?Tenho um SRD de 1 ano e 1 mês que deverá ser porte médio; ele é bem levado e toda manhã acorda chorando e latindo, pois quer entrar dentro de casa, pois minha mãe acostumou ele assim e este barulho logicamente incomdoa os vizinhos; já falaram para ignorá-lo, etc…será que resolverá mesmo?

    14. Luciano Marinon disse:

      19 de maio de 2012 às 13:14

      Tenho um beagle de 03 meses que não consegue ficar quieto, as brincadeiras dele são só morder, ele morde as visitas, móveis e tudo que ve pela frente, ultimamente ele não quer ficar no terreno de casa e sempre dá um jeito de pular a cerca e ir para rua e o pior é que ele entra no terreno dos vizinhos e pega o lixo. Ele não gosta de passear na colera. Obs.:Está tomando vermífugo e dou ração 03 vezes por dia, peguei ele com 40 dias.

    15. Ane Teotonio disse:

      30 de abril de 2012 às 14:59

      btarde, ganhei uma cachorrinha já co9m 7 meses (“salsichinha”)logo que chegou íamos fazer carinho nela, ela rosnava e queria morder, tubem achei que faltava se adaptar conosco. Somos 4 em casa, todos apaixonados por Nina, mas só que a Nina hoje já tem um mês em casa e ainda tem esse comportamento, sempre que alguém vai fazer carinho nela, ela rosna e quer morder, o que faço? fico muito triste com isso

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        1 de maio de 2012 às 12:44

        Querida,

        Você adotou um cão filhote de uma raça bastante inteligente. Ela está SÓ HÁ UM MÊS na sua casa (é POUQUÍSSIMO TEMPO)… Você sabe como era a vida dela antes? Apanhava? Morava em um lugar com muita gente fazendo barulho, gritando, brigando?
        Havia crianças a maltratando?
        Ou ela era MUITO mimada e ganhava colo e beijos cada vez que rosnava para alguém?
        Tudo isso pode fazer dela um animal ressabiado. O importante agora é conquistá-la e mudar este comportamento.
        Com TEMPO e amor vocês conquistarão a Nina aos poucos, mas é preciso PACIÊNCIA. As dicas deste texto podem te ajudar: http://www.maedecachorro.com.br/2011/05/duvida-do-leitor-como-resgatar-um-cao-que-esta-arisco-e-fugindo.html

        De qualquer maneira, achei interessante a situação de vocês e vou pedir a uma educadora canina para fazer um post a respeito, ok? Fique de olho no blog.

    16. Talita Gonçalves disse:

      1 de março de 2012 às 14:46

      Ana Corina, além deles temos uma filhote de poodle toy de 3 meses a Lola, que fica dentro de casa, ela é totalmente diferente deles, apronta as dela, mas nem se compara, ela é muito mais obediente e entende logo o que pode e o que não pode. Insiste um pouco para testar, mas é só mantermos o NÃO para ela , que ela obedece. E tenho um gato o MEL que é o mais velho da casa, castrado e bem comilão. A lola não tem contato com eles, pois os dois Bob e Marley ficam na cobertura e ela fica dentro de casa em baixo atasanando a vida do Mel..rsrs…Pegando o rabo dele..querendo brincar..Nem tem como ter mais animais, gastamos bastante com ração, veterinário e etc. Com relação ao adestramento, eu não tinha pensado por este ponto de vista, mas creio que não seja o caso pois eles fazem muita festa quando o adestrador vai na minha casa. Creio que se fossem maltratados teriam medo dele?!?!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        2 de março de 2012 às 09:14

        Querida, um poodle é praticamente um ser humano, hehehe. Pra mim, é o cão mais inteligente de todos. E tem outras características, inclusive pelo porte. Um poodle já é adulto a partir dos 10 meses, por exemplo.
        Infelizmente as festas não dizem muita coisa, já que cães que apanham continuam a gostar de quem os bate e podem se comportar sempre querendo agradar por medo de apanhar novamente. NÃO ESTOU DIZENDO QUE ELES APANHAM, estou dizendo apenas que SEMPRE DEVEMOS estar presentes nas aulas de adestramento, PRINCIPALMENTE pq o maior adestrado da aula é o humano. Então um adestrador que já não deixa isso claro e que não INSISTE na presença da família nas aulas, pra mim não serve. Tanto que vocês não estão sabendo lidar com eles. Aprender a sentar, deitar, dar a pata é útil para acalmar o cão e o tornar colaborativo, mas ele ainda assim precisará QUEIMAR energia, principalmente nesta fase de filhote…

        Leia bastante, tem muito material aqui no blog, e vá tirando suas conclusões. Não acho que vocês devam ter mais cães, achei que a sua irmã adotando um dos filhotes o outro ficaria sozinho e ter um outro cão, mais calmo e mais velho, poderia ajudar. Mas estou longe de vocês, não tenho como opinar muito. O máximo que posso fazer é tentar indicar um adestrador ou te recomendar leituras. Beijo.

    17. Talita Gonçalves disse:

      1 de março de 2012 às 12:19

      Ana Corina, muito Obrigada pelos esclarecimentos. Eles ainda não foram castrados, estamos esperando eles tomarem mais idade. Um é de porte médio e o outro é acho que é médio também mas ele é maior. Os adestramentos acontecem durante o dia no meio da semana, todos da minha casa trabalham, por esse motivo consegui ir em apenas uma aula, meu pai conseguiu ir em uma outra aula também. O adestrador veio na minha casa, semana passada demonstrar o que eles já aprenderam, um deles o Marley obedece aos comandos de sentar, cumprimentar e ficar no lugar, o outro o Bob não obedce muito, ele é medroso e e obedece no começo mas não tem a mesma concentração que o Marley, logo para de obedecer, sai ou deita. Eles sempre ficram juntos, se eu separa-los , deixar um na casa da minha irmã por exemplo!? e ficar com o outro, eles podem ficar doentes por serem apegados? Será que assim eles ficariam mais calmos e fazendo menos arte? Vou ler os artigos recomendados.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        1 de março de 2012 às 13:44

        Oi Talita,

        hum… pelo porte então eles devem continuar brincalhões até uns 12 a 18 meses de vida.
        Sou totalmente contra adestramento assim, fora da casa do animal e sem os donos. Como garantir que não estão apanhando ou levando trancos? Tem post sobre isso também, como escolher um bom adestrador. Use a busca do blog que achas tudo.

        Sinceramente? Se eu tivesse a opção de uma irmã adotar um deles, iria por aí… De repente sua irmã adota um deles e, daqui mais um tempo, sua mãe te deixa adotar um cão mais calmo para fazer companhia ao teu filhotão e daí já é menos um cão precisando de um lar! Vai que até a tua irmã se anima a adotar um adulto, para o filhotão que ficar com ela não ficar sozinho? Daí já são 4 a menos nas ruas, os dois filhotes que já estão com vc e mais dois adultos! :)

        Eles podem ficar tristes, claro, e podem até aprontar ainda mais por estarem sozinhos e entediados. Na verdade, fica difícil opinar assim de longe e o conselho maior é sempre o mesmo: bastante exercício físico para cansá-los, estejam sozinhos ou separados… Querida, só há um jeito de não passar por isso: adotando cães adultos e já calmos… Filhote é assim, demanda tempo e atenção.

        Vá me contando como estão as coisas pra ver se posso ajudar, ok? Beijo e ótima sorte, tomara que vocês não desistam deles, por que depois eles acalmam.

    18. Talita Gonçalves disse:

      1 de março de 2012 às 11:01

      Bom dia, tenho 2 vira-latas (são irmãos) estão com 6 meses e brincam o tempo todo, eles tem um espaço grande para brincar mas são muito arteiros e minha mãe não aguenta mais, quer fazer doação deles. Estou sem saber o que fazer. Eles estão tendo aulas de adestramento a 2 meses, notei que estão um pouco mais calmos, mas continuam fazendo arte. Perdi a conta de quantos varais cheios de roupa eles já destruíram, eles picotam as roupas, mesmo quando estão presos, dão um jeito de escaparem. Semana passada eles conseguiram derrubar o portão que prendem eles na cobertura da minha casa de madrugada e desceram para o quintal de baixo, derrubaram e destruíram todos os vasos de plantas da minha mãe, espalharam terra por todo o quintal. Já destruíram umas 5 vezes o fio da minha TV a cabo que fica no conduíte do beiral da minha casa, era meu pai arrumar, passava algumas horas, já estávamos sem TV cabo de novo. Foi preciso tirar o fio do alcance deles para não ocorrer mais. Eles destruíram o CIFÃO da pia que fica na cobertura diversas vezes, tivemos que deixar sem, e inutilizar a pia. Entre outras diversas situações. Eles já passaram dos limites. Dou ossos comprados em PET’s mais eles não dão muita atenção, já dei até floral de cachorro para ansiedade, não tive resultado. Eles saem para o adestramento 2 vezes por semana e obedecem a alguns comandos quando estão em casa. Para passear com eles é uma tortura, primeiro que não consigo leva-los separadamente, se eu levo um e deixo o outro para buscar depois, o que fica, faz muito escândalo, parece que esta morrendo ou sentindo muita dor. Para levar os dois é muito difícil, pois eles ficam muito eufóricos e não podem ver nenhum cachorro na rua ou latindo que querem se soltar e não obedecem aos comandos de adestramento que obedecem quando estão no quintal. Peço a ajuda de vocês para que eu consiga educa-los da maneira correta e minha mãe desista da doação.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        1 de março de 2012 às 11:26

        Querida,

        há vários posts aqui no blog sobre filhotes e adestramento, basta você usar a busca, ler a Série Filhotes e buscar os posts por assunto (no rodapé do blog), tem até texto sobre como passear com mais de um cachorro da mesma vez e outro sobre cães que roubam roupas de varal, PORÉM… Não conheço uma adestrador canino que recomende alguém ter dois filhotes de uma vez A MENOS que esteja MUITO preparado para o que vem pela frente… Educar um filhote só já não é fácil, dois então… O recomendável é sempre fazer duplas diferentes: cachorro mais agitado com cachorro mais calmo, macho e fêmea, mais velho e mais novo e por aí vai…

        Estes animais já foram castrados? Eles são de porte pequeno, médio ou grande?
        Tudo que você pode pedir a sua mãe é paciência e, estudando, ir repassando informações para que ela entenda que é tudo normal e que vai passar.

        Infelizmente, querida, eles precisam ficar bastante cansados e distraídos, ou vão mesmo aprontar, sabe? Então converse mais com o adestrador (você fica SEMPRE junto nas aulas, né?), mas infelizmente, só o tempo e muita paciência mesmo…

    19. gianni ferri carvalho disse:

      18 de novembro de 2011 às 20:07

      oi gente! tenho uma cachorrinha de seis meses, poode com viralata é linda! mas não estou aguentando de tão arteira! acorda todos os dias 15 pra 6 da manhã e não me deixa dormir mais é terrivel sem limites mimada e danada…. só que eu quero dormir…… o que fazer, alguem me ajuda?

    20. Ana Corina disse:

      25 de agosto de 2011 às 14:38

      Oi Rosana,
      pelo seu relato arrisco dizer que eles tenham ansiedade de separação, não agitação.
      Leia http://www.maedecachorro.com.br/2011/07/ansiedade-de-separacao-em-caes-tudo-que.html
      Beijo!

    21. Anonymous disse:

      25 de agosto de 2011 às 14:36

      Ola tenho um casal de pood a Susi é muito estressada o macho chegou depois e pegou a mania dela fazem um escandalo quando chega visita e quando a gente chega do trabalho a noite também parece que não nos ve a anos,e quando eu toso ela ela fica mais ainda não para fica correndo pra la e pra ca, ah e não é mais filhote ela ja tem 12 anos beijos Rosana.

    22. Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

      9 de junho de 2011 às 03:53

      Flávia,
      você tem um filhote!!! Por favor, tenha paciência, ela é uma criança. Vá pra rua com ela, proporcione exercícios físicos e estímulos mentais e elogie MUITO quando ela estiver calminha, fazendo nada, mesmo que esteja com soninho. Agora, quer cachorro calmo? Adota um adulto ou escolhe melhor a raça…

    23. Anonymous disse:

      9 de junho de 2011 às 03:30
    24. Brunna disse:

      25 de agosto de 2010 às 14:18

      Ótimos conselhos!!vou seguí-los rsrsrs
      Meu york é super agitado!!

      Obrigada!!!

      Brunna
      Araucária-PR

    25. Ana Corina disse:

      24 de agosto de 2010 às 12:12

      Hummm, Nani, que maravilha! Agora vc virou fera no combate às pulgas, não? hahahaha

      , o Shoyo também está precisando, hahaha. Só quer saber de deitar, deitar e ficar agarrado comigo…

      Franzoca, beijoca!

      Marina, ao menos no colo ela é calminha, hehe.

      Beijo!

    26. Emmanuelle disse:

      23 de agosto de 2010 às 01:25

      Excelente!
      Ficou ótimo!
      E a Lavanda, segundo uma Médica Homeopata que encontrei na Clinicão na semana passada, também serve para repelir pulgas!! OLha que maravilha!

      Emmanuelle Moraes

    27. marina disse:

      22 de agosto de 2010 às 21:34

      a bianca é agitada, mas não tem como não ser pq eu também sou rs

    28. Fúlvia e Suzie disse:

      21 de agosto de 2010 às 14:43

      Vc não quer fazer um texto: "como tornar um cão mais ativo"? Risos. A Suzie é uma preguiçooooooosa. Acho que ela errou: é um bicho-preguiça na forma de cachorro =P

      Beijão, adorei o texto!

    29. Fran disse:

      21 de agosto de 2010 às 13:28

      Ana, muito legal, ótimo texto… bjossss

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados