• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Listas de veterinários

  • Receba os posts por e-mail:

    Meu Cão Ideal: programa de TV ajuda famílias a adotar o cão perfeito!

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 7 de abril de 2010

    meucãoideal logo P

    Assisti ao programa Meu Cão Ideal ontem, mas acho que perdi alguma coisa… Porque eu estava de bobeira vendo o “Encantador de Cães” e começou a passar a propaganda do programa novo, dizendo que ele passaria às 23h. Só que já logo em seguida ao César Millan, às 20:00, assisti ao que me pareceu o primeiro episódio do Meu Cão Ideal, informando o site www.meucaoideal.com no fim.
    Corri no site e continuei sem entender muita coisa, hehe. Às 23:00 voltei no canal Animal Planet e era reprise do que eu já tinha visto às 20h, então estou meio boiando… Era isso mesmo, gente? Era estreia hoje?
    Bem, estreia ou não, achei muito interessante porque os apresentadores (um especialista em cães e uma apresentadora oficial) reforçaram o tempo todo a importância da adoção de um cão e o mote era “Ter um cachorro é como ter um filho. É para a vida toda!”, hehehe. Soa familiar?
    O episódio de ontem mostrava uma família composta de pai, mãe e dois filhos morando em apartamento e com basicamente cada um com uma expectativa de tipo de animal para se relacionar. A mãe queria um cão médio, um dos filhos queria um bemmm pequeno e o pai e o outro menino queriam um cão grande. Os apresentadores trouxeram um cão de cada perfil para eles conviverem por algum tempo (animais já adotados): uma shihtzu, depois um SRD e por fim um Golden Retrivier. No último bloco, a família visitou um abrigo e recebeu a opção de adotar um SRD de pouco mais de um ano ou um SRD filhote de três meses. Óbvio que a pressão das crianças foi maior do que a vontade da mãe de adotar o cão adulto jovem e o filhote virou o “caçula da família” (nas palavras deles).
    Apelei para o tio Google e achei um pdf informativo da Mars Brasil, empresa que fabrica as rações Pedigree dizendo o seguinte:
    “A partir do próximo dia 6 de abril, chega às telinhas brasileiras o novo reality show “Meu cão ideal”. Com patrocínio
    exclusivo de PEDIGREE®, o programa foi produzido no México e será exibido no Brasil no canal Animal Planet, da
    Discovery Channel
    . A atração reúne um mix de entretenimento e informação sobre o mundo canino e irá acompanhar,
    lado a lado, o processo de adoção de um cão por uma família, que foi selecionada por meio de inscrições via internet.
    Durante todo programa a família será conduzida por um especialista em animais que irá ajudá-la a escolher o amigo
    de quatro patas ideal para o seu lar.”
    Vale ficar de olho! Tem tudo pra dar certo e levar educação e mais educação para o alto e avante! Bom mesmo seria se passasse na TV aberta, mas um passo de cada vez, não? Fica a dica!
    Próximo episódio inédito – Dia 13 de abril – 20:00 – Confira a sinopse:

    MEU CÃO IDEAL
    Uribe Recamán
    Uma casa grande com um quintal enorme. Parece o mundo perfeito para qualquer cão. A pequena María Lucía sonha em adotar um cachorro, mas ele terá de se adaptar aos outros animais da casa: um coelho, minhocas, caramujos e uma gata.
    Categoria: Guarda responsável, Notícias
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    10 Comentários:

    1. prisicilla disse:

      9 de outubro de 2011 às 03:59

      olá ana meu nome e priscilla vejo o programa e venho te dar os parabéns.
      para mim o que emporta e que os cachorros sejá
      adotado e que as pessoas que for realmenti adotar
      que venha se doar pelo cão, da amor,carinho e que não só vem adotar para aparecer mais sim para amar o seu bichinho. o cachorro idependenti da idade dele ,ele vai se sempre o seu melhor amigo .
      ana vc está de parabéns bjs .

    2. Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

      24 de agosto de 2011 às 19:24

      Vera,
      não tenho nenhuma relação com a produção do programa, apenas postei sobre ele.

      Divulgarei seu e-mai no Facebook para que protetores façam contato com cães que vc possa adotar, mas se teu espaço é tão pequeno você deve realmente pesar a decisão de adotar ou não, ainda mais que amanhã você pode precisar se mudar etc.

    3. Anonymous disse:

      24 de agosto de 2011 às 02:42

      eu tenho assistido cezar millan o encantador de cães ,e agora assisti o caõ ideal ,e gostei muito ,eu quero participar e adotar um caõ bem pequeno porque minha casa e so dois comados ,e eu naõ tenho quintal so uma varanda ,,eu amo esses bichos !! email ,,vera.dinardi@ig.com.br saõ paulo estado e capital ,,bjssss

    4. Flavio Viola disse:

      12 de maio de 2011 às 17:25

      Oi Ana, este programa também será produzido para o Brasil e pelo que sei vai estrear no segundo semestre (acho que em setembro). Sei pq a minha cachorra vai participar de um dos episódios. Acho a iniciativa válida, mas de verdade, quem ama os peludos, é adotado por eles, não tem essa de quero um cão preto, amarelo, marrom, grande, pequeno, macho ou fêmea. A gente acolhe e pronto. Eu tenho 5 (2 salsichas na minha sogra, 1 SRD comigo e os 2 filhotes dela foram para a minha mãe). E outro dia achei mais 4 filhotes abandonados. Resultado, levei para casa e já consegui doá-los para pessoas responsáveis. Adorei o blog, vou começar a freqüentar. Bjs

    5. Ana Corina disse:

      8 de abril de 2010 às 14:37

      hehe Li, vem ver aqui na casa da Dinda, ué! Beijo!

    6. Anonymous disse:

      8 de abril de 2010 às 14:10

      Não tenho animal planet : (
      queria muito ver o programa…
      bjs
      Li

    7. Dudinha Nariz de Bolinha disse:

      7 de abril de 2010 às 16:38

      Cara que demais, pena que la em casa é so TV aberta…

      Mas muito legal a ideia do programa, assim me atualizo no blog mãe de cachorro…

      lambeijos

    8. Ana Corina disse:

      7 de abril de 2010 às 16:38

      Oi gente,

      Ao postar sobre o programa procurei escrever sem me contaminar com tudo que já sei sobre cães.

      Por exemplo: o piso liso é um PECADO para as articulações de cães e gatos e fiquei agoniada porque não mencionaram nada e nem falaram da possibilidade do uso de ceras antiderrapantes no piso (e o apartamento tinha vários tipos de pisos lisos diferentes, eu reparei bem).

      Mas esta é uma visão MINHA, de quem provavelmente já sabe um bocado mais de cães do que o público alvo do programa.

      Fora que a linguagem da televisão tem que ser concisa e rápida, prendendo a atenção do espectador, afinal, ele não pode mudar de canal…

      Então, se eu fosse fazer um post com a visão que eu, Ana, tenho da vida com cães, dos cães etc., confesso que acabaria botando uma série de defeitos no programa de ontem, mas procurei lembrar que a maior parte dos espectadores não entende nada, sequer sabe que cães trocam os dentes, por exemplo, então é educação de base, do princípio mesmo…

      E acho que aqui o programa acertou, sabem? Afinal, eles deixaram claro que existem diferentes personalidades entre os cães e que a família deveria levar o fato em consideração antes de adotar.

      Mas o que mais considerei produtivo foi o fato de ser um programa sobre adoção, lembrando as pessoas do imenso número de animais que precisa e espera por um lar. E acho que eles reforçaram bem a questão da responsabilidade, de ser uma decisão pra vida toda…

      Eu até comentei com meu marido "Se for só assim, vai ser muiiiito chatinho e logo não terá mais graça", mas acho que eles darão dicas ao longo dos episódios (ontem falaram de vacinas, vocês lembram?) e no site do programa há textos bem legais.

      Com 'defeitos' ou não, reforço que acho que a iniciativa é muito válida porque por mais que peque em falta de informação a mensagem ainda é 'ADOTE' e se só isso ficar na cabeça das pessoas já será uma ajuda imensa aos peludos!

      Dani,
      tente colocar os panos onde a gatinha dorme e que estão impregnados com o cheirinho dela embaixo do pote de comida da tua cadela que a está rejeitando e na cama dela.
      Quando vc estiver com a gata não brigue com a cadela com ciúmes, se vc estiver com a Mel e a Nina chegar, reforce os carinhos na Mel, qdo a Nina sair de perto, pare os carinhos e saia também…
      A ideia é fazer com ela entenda que perto da gata coisas boas acontecem, então dê carinho, petiscos, enfim, agrade-a.
      Mas não sou adestradora, então o melhor seria vc consultar alguém sobre o tema.
      A Sandra do http://www.lordcao.blogspot.com dá consultorias grátis via Skype, fale com ela.

      Beijo!

    9. Danielle disse:

      7 de abril de 2010 às 14:42

      Oi, Ana!

      Primeiro deixa eu dizer (de novo) o quanto adoro o blog e me identifico com ele.

      Depois quero comentar sobre o programa de ontem, tbm assisti, mas sinceramente esperava mais quando vi a propaganda. Achei bem legal como entretenimento, como curiosidade mesmo.
      Já como "utilidade pública" achei pouco útil. Na minha opinião, cada pessoa se adapta e se relaciona de modo diferente e especial com seus "filhos de 4 patas" sejam eles cães, gatos ou o que for de estimação.
      Quando vi a chamada do programa fiquei muito interessada, achei que eles fossem dar dicas para melhorar esse relacinamento humanos-cachorros (entenda cachorros como qualquer animal de estimação). Meu interesse especificamente era sobre essa adptação, é uma fase estou passando aqui em casa. Semana passada adotei uma gatinha de 50 dias, que chamamos de Nina, de um abrigo aqui de Curitiba.
      O negócio é que já tenho 2 cachorras, a Kate de 6 anos e a Mel de 2 anos. A Kate está numa boa, nem dá bola pra Nina e convive muito bem, já a Mel… está dando um trabalhão nesta adaptação com a gatinha. Tenho tentado tudo o que sei sobre o tema, já consultei a veterinária delas que me pediu paciência… mas ainda assim fico com aquela pulga atrás da orelha… pensando se não poderia fazer alguma outra coisa pra melhorar esse convívio. Afinal, ele existirá nos próximos 15 ou 20 anos.
      E aí? Alguma sujestão?
      Beijos,
      Dani
      danycristina@hotmail.com

    10. jaaack disse:

      7 de abril de 2010 às 12:00

      Oi Ana,

      Eu assisti e confesso que fiquei meio assustado. Claro que qualquer iniciativa que reforce a adoção de cães é valida, mas existem uma série de erros nessa série que parecem básicos. A impressão que tive é que o programa trata o cachorro como um brinquedo – pega esse, gostou? pega esse então, não gostou? então tenta esse – e por ai vai, a idéia de colocar um cão por algumas horas na mão de pessoas estranhas me parece estranha também. Não sei, vou ver os próximos episódios, espero que melhore sinceramente.

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados