• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Menina de 8 anos salva cão à beira da morte. Detalhe: ele estava desaparecido desde 1999!

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 8 de outubro de 2009
    Brindle fofo, num “antes e depois”…

    De acordo com a Humane Society um em cada três cães termina perdido! Um em cada três! Uau! Me admira que num país com tradição de microchipagem bastante grande e antiga como os Estados Unidos ninguém teve a boa ideia de levar o peludo amado num veterinário para descobrir se ele era chipado ou não nestes dez anos em que ele ficou perdido! Mas isso mudou quando uma pequena com grande coração cruzou o caminho de Brindle, o cão perdido!

    Bom, resumindo: uma meninha amada de 8 anos, Tristan Rohde, achou o velhinho Brindle na rua e achou até que ele estivesse morto. “Se eu não o recolhesse, ele estaria lá neste momento, sem família, sem amigos, sem nada.”, ela informou à repórter! Coisa amadaaaa!

    Depois que a família dela o levou a veterinário que tinha a leitora de microchips e descobriu que ele era de outro estado! Acharam então seu tutor através do site de relacionamentos Facebook e agora Brindle espera alta médica para poder finalmente voltar pra casa.

    O lindo estava desaparecido de 1999, quando sumiu numa noite de final do Super Bowl (jogo final do campeonato da liga de futebol americano, famosíssimo no país). Entrevistado também, seu guardião alega que Brindle é muito inteligente e sabia abrir portas… Deve ter saído para dar uma voltinha e foi achado por alguém, que o carregou pra tão longe… Vai saber se nestes dez anos ele não tem tentado voltar pra casa, vagando por aí, pobrezinho!

    Com a história de Brindle aprendemos duas lições: a importância de um identificador de pescoço em nossos cães, e também a importância do uso do microchip. Daqui a algum tempo será bastante comum aqui no Brasil pessoas encontrarem cães e gatos e os levarem a um veterinário que tenha a leitora de microchips na esperança de achar seu lar. Felizmente, animais identificados não terão que esperar uma década para voltarem para suas famílias!

    Fonte: NBC Washington

    Já li algumas reportagens de animais que entram em caçambas de carro para descansar e terminam muiiito longe de casa. A bola da vez é o Fox, cãozinho que viajou na suspensão de um carro, mas não faz muito tempo, li em algum canto a história de um cão que foi atropelado e acabou encaixado embaixo do carro, mais ou menos como o pequeno Fox, e que, como ele sobreviveu.

    Categoria: Campanhas, Fugas, Notícias, Vídeos
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    3 Comentários:

    1. marina disse:

      8 de outubro de 2009 às 20:07

      a minha biba louca (a Bianca) além de andar sempre identificada, com nome e telefone, é super fashion, ela usa uma coleira com identificação da Marie aquela gatinha da Disney, e se eu tiro a coleira do pescoço dela ela faz um escândalo pra colocar de volta

    2. gilvas disse:

      8 de outubro de 2009 às 14:28

      temos de aderir rapidamente ao chip, de preferência associado ao cadastro de animais de estimação.

    3. Eu disse:

      8 de outubro de 2009 às 07:49

      Ana Corina !

      Como Deus 'e bom e manda seus anjos para cuidarem dessas criatueras. Essa menina foi instrumento de Deus, nao tenho duvidas.
      Que bom que esse fofo teve um final feliz ! Coitadinho ! Tantos anos vagando e sofrendo.
      Sabe Ana, depois que virei adulta e descobri a crueldade humana contra os animais, nunca mais fui totalmente feliz…
      Bjo,

      Susana

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados