• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Um pouco de como ALGUNS veterinários ainda pensam, e pior, agem… Infelizmente.

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 18 de agosto de 2009

    Jornal Notícias do Dia, 31 de julho de 2009.
    A coluna polêmica!
    Clique para ampliá-la.

    Sem exagerar, não sou poucos, são inúmeros, os telefonemas e e-mails de pessoas do Brasil todo me relatando problemas com veterinários e me pedindo indicações que infelizmente na maioria das vezes nem posso dar, já que são de outras cidades. Como em toda profissão, há que se separar o joio do trigo e enquanto há os maravilhosos, também há os absolutamente medíocres e incompetentes. Aqui em Floripa, ainda esses tempos me contaram sobre o carro de uma clínica veterinária abandonando cães na praia da Daniela… Se fosse só isso, estava bom. Pior é veterinário que sai da faculdade e nunca mais estuda e depois quem paga com a vida e muito sofrimento são nossos peludos.
    Um veterinário queria eutanasiar o cão de uma amiga por um motivo muito simples: não sabia tratá-lo. Ela mudou de vet e hoje o animal não só está vivo, bem e recuperado, como voltou a andar, coisa que deixado de fazer sob os cuidados do outro veterinário, que o entupiu de corticóides.
    Nem vou dar mais exemplos, ou faltaria blog… O post sobre demodécica mesmo, com seus vários comentários, é uma boa amostragem.
    Aliás, gostaria de pedir a todos que deixassem seus comentários a este post, para que a tal “profisional” e quem mais compartilhe de suas ideias possa ver que além de mães e pais de cachorro e de gato somos consumidores e que estamos de olho, que conversamos e também fazemos nosso boca-a-boca de quem consideramos inaptos a cuidar da saúde de nossos amores.

    Também vale relermos o post “Dicas de comportamento no consultório veterinário“.

    Bem, sem mais delongas, vejam o que recebi por e-mail ontem… Seria cômico, se não fosse trágico…


    From: XXX
    Sent:
    Monday, August 17, 2009 11:08:28 AM
    Subject:
    olha a pérola q eu achei no jornal

    CAROS COLEGAS, OLHEM A PÉROLA QUE EU ACHEI NO JORNAL NOTÍCIAS DO DIA, DO DIA 31/07/09 PAGINA 8 NA COLUNA DE UMA TALZINHA DE ANA CORINA O EMAIL DELA É anacorina@maedecachorro.com.br, pelo email vc ja ve o tipinho da louca!
    O TÍTULO:
    VETERINÁRIOS $$$
    Já esta mais do que na hora de muitos médicos veterinários reverem os preços das castrações. Onde está a responsabilidade/consciência social? De pouco adianta educarmos a populaçao se ainda há inumeros veterinários cobrando preços altíssimos pela cirurgia, principalmente quando sabemos ser possível cobrar menos e ainda ter lucro. Há muitos veterinários por aí que deviam ser donos de banco. Só querem saber de dinheiro e veem em cada animal somente uma fonte de renda a ser explorada ao máximo, inclusive na doença.
    BEM AMIGOS ESTA FOI A PÉROLA, SERA QUE ELA TRABALHA DE GRAÇA?
    POR QUE SERA QU ELA NAO VAI FAZER FACULDADE DEPOIS TRABALHAR FAZENDO CASTRAÇOES, POR VALORES BAIXISSIMOS? SERÁ QUE ELA JA VIU ALGUM MÉDICO CATANDO MENDIGOS NAS RUAS E LEVANDO PRAS SUAS CLINICAS E TRATANDO DE GRAÇA? EU NUNCA VI! VOCES VIRAM? E ELA ESTA MUITISSIMO ENGANADA QUANDO DIZ QUE COBRAMOS A CASTRAÇAO CARISSIMA, NAO SABE SERA QUE A PREFEITURA TEM UM CENTRO DE ZOONOZES COM SALAS CIRURGICAS E MÉDICOS VETERINÁRIOS CONCURSADOS QUE FAZEM ESTE SERVIÇO INTEIRAMENTE DE GRAÇA EM CAES DE RUA E PARA A POPULAÇAO DE BAIXA RENDA E ATE PRA QUEM PODE PAGAR? POR FAVOR AMIGOS REPASSEM ISSO PARA SEUS CONTATOS, NOSSA CLASSE JA SOFRE DEMAIS COM OS BAIXOS VALORES COBRADOS, NAO DEIXEM UMA PESSOA DESINFORMADA ATACAR-NOS.
    XXX

    ***********************************

    Bem, como já tenho essa veterinária atravessada na garganta há anos porque não só ela começou a matar os filhotes na minha frente, sem me explicar nada, sem me ensinar sobre a realidade dura da superpopulação de animais de rua, que na época eu desconhecia da missa a metade, como ainda vendia gatos persa como se fossem sabão, não me contive e ao invés de ignorá-la, respondi. Detalhe, antes de fazer o post fui atrás do Orkut da veterinária, vai que tem lá um monte de comunidade do tipo “Eu amo os animais”, “Adoro meu trabalho”, “Amo cães”. Resultado: Jacaré tinha comunidade sobre amor aos bichos? Não! Nem ela! Nada, nadica de nada. Nem um “Respeite os animais”, “Consulte um veterinário sempre”, sei lá! Nada que revele um mínimo de amor não só pelo que faz, mas pelos peludos.

    Peludos à parte, não vou nem entrar no mérito da civilidade, de que simplesmente não é certo sair denegrindo as pessoas dessa maneira, incitando outras a fazer o mesmo, principalmente sem conhecê-las e muito menos o trabalho que desenvolvem. Claro que vocês não lerão aqui nenhuma referência que possa levá-los a identificar esta pessoa tão sem controle emocional que me lembrou sabe o que? Um bicho acuado cuja ferida foi pisada e só quer saber de distribuir mordidas… De novo, quem é mesmo o racional?

    A princípio eu não ia nem postar sobre o assunto, mas depois pensei bem e achei que é uma ótima oportunidade para nos lembrar o mundo repleto de ignorância, preconceito e falta de educação onde vivemos.

    Prezada senhora XXX e demais destinatários,

    Antes de mais nada, peço desculpas a todos os que estão aqui endereçados, pois não os conheço. Mas como a senhora XXX tomou a liberdade, envio esta resposta a todos porque o mesmo direito que ela tem de me acusar, permite que eu responda.

    Sobre suas palavras agressivas, debochadas, indelicadas e grosseiras tenho a dizer que:

    1. Bem, antes de mais nada, a maneira como nos expressamos revela quem somos…;
    2. Sim, eu trabalho totalmente de graça, aliás, gastando dinheiro, inclusive. Sou formada e há dois anos mantenho um blog educativo e uma coluna no jornal Notícias do Dia [além de responder a e-mails de todo o mundo diariamente e de assinar coluna sobre cães em outros sites e jornais do país], que têm como um dos objetivos principais mostrar a meus leitores a importância da classe veterinária e o quanto devemos sempre procurar um profissional competente ao invés de auto-medicarmos nossos animais. Além, é claro, de falar muito de prevenção e da necessidade de fazer consultas aos primeiros sintomas das doenças e não quando o animal já está mais morto que vivo. Além disso, sou voluntária da proteção animal, participando de projetos, trabalhando pela doação de animais e, claro, recolhendo-os para castração/doação;
    3. Sobre a extensão do meu e-mail [@maedecachorro], tenho a dizer que sou mãe de cachorro sim, com muito orgulho, e fico até espantada de uma médica veterinária debochar da expressão “mãe de cachorro”, uma classe de quem espera-se, no mínimo, empatia e compreensão pelo imenso amor aos peludos que sentimos. Aliás somos nós, mães e pais de cachorro, os clientes de vocês, veterinários, profissionais que esperamos que amem e respeitem os animais tanto quanto nós e que vejam como expressões de VIDA que são e não como fonte de lucro a todo custo;
    4. Com relação aos custos dos procedimentos veterinários, não só os conheço muito bem por ter amigos veterinários e/ou donos de clínica, como também fui dona de petshop, experiência que me ensinou definitivamente que cuidados médicos e interesses econômicos andam muitíssimo próximos na grande maioria das vezes, infelizmente. Além, claro, de saber quanto custa realmente tudo que circula em uma clínica/petshop;
    5. Ainda falando em dinheiro, não só sei muito bem o trabalho que a Prefeitura Municipal de Florianópolis desenvolve, como conheço e convivo com a equipe de profissionais da Diretoria do Bem Estar Animal, órgão que oferece castrações gratuitas a residentes comprovados somente do município de Fpolis e que comprovam também renda de até três salários mínimos, o que exclui todos os que não enquadram-se nestas regras, bem como todas as pessoas que até poderiam utilizar o benefício, mas que simplesmente não têm como sair de seus bairros para levar e buscar os animais no CCZ [Itacorubi]. Por falar no trabalho deles, aliás, seria muito mais fácil se tivesse ajuda e parceria com clínicas veterinárias, a exemplo do que acontece em outras cidades do país;
    6. Minha nota no jornal não trata da classe veterinária em sua totalidade e sim fala que muitos destes profissionais, inclusive muitas vezes formados em faculdades públicas, não têm a visão social que o tema da superpopulação de animais de rua merece e todos sabemos que a castração é uma cirurgia que promove não só a saúde como também ajuda a combater esta desgraça nacional resultado do abandono e da ignorância muitas vezes, infelizmente, estimulada pelos próprios veterinários, que aconselham seus clientes a não castrarem seus cães e gatos;
    7. Antes de me atacar, a senhora XXX deveria considerar que represento justamente quem a sustenta. Sou, antes de mais nada, uma cliente e consumidora. Tenho três cães e sou uma formadora de opinião, pessoas de todo o Brasil me escrevem pedindo indicação de veterinários, de hospedagens, de dog walkers, de produtos e, muitas vezes, querem confirmar diagnósticos e prognósticos de veterinários que contrataram e que as estão decepcionando, e sempre ouvem de mim que devem então procurar outro profissional e mais outro e outro até que encontrem alguém que trate seus animais como merecem, com carinho, atenção, afeto e preocupação;
    8. Sei muito bem das dificuldades da classe e me solidarizo com ela, da mesma maneira que conheço profissionais absolutamente maravilhosos, dedicados e conscientes, o que não impede que existam mercenários e dinheiristas, de quem minha nota de jornal trata, sinto muito se a senhora se identificou entre eles e tenho certeza, inclusive pelo meu ótimo relacionamento com veterinários, que a grande maioria deles não só concorda comigo, como ainda agradece o trabalho de educação que faço e que os ajuda a ajudar aos animais, afinal, é o principal no juramento de vocês, não?
    9. A senhora XXX se deu o direito de enviar meu nome e meu e-mail a seu mailing de dez pessoas, de quem obviamente espera apoio e com a clara intenção de que eles também pudesse me escrever. Isso sem ter tido a menor preocupação em ser educada ou respeitosa, porque devemos partir do pressuposto de que todo e qualquer ser humano [pra nem entrar no mérito de que na verdade todo e qualquer ser vivo] merece respeito. Vamos imaginar se eu fizer o mesmo e enviar esta resposta a meu mailing de quase três mil pessoas? Também poderia colocar no meu blog, lido por milhares de pessoas, ou publicar uma nota no Notícias do Dia, com suas seis mil impressões diárias… Bem, pensando bem, acho que não, afinal, quem não conquistou isso tudo, não merece essa propaganda assim, de graça, não é mesmo? Por falar nisso, a senhora sequer está exercendo a profissão, parou também de ganhar dinheiro vendendo gatos?
    10. Só para encerrar, sabe quem eu sou, senhora XXX? Uma pessoa que em 2002 entrou na sua clínica de esquina na rua ZZZ, bairro YYY, para lhe informar que havia uma caixa com nove filhotes de cão abandonada no sol em seu terreno e na frente de quem você, sem a menor preocupação de me educar, começou a eutanasiar os nove filhotes. Pois então, o trabalho que você não teve de me ensinar, de me explicar os motivos do seu ato, que pra mim era assassinato puro e simples à época – é o trabalho que faço hoje, conscientizando, educando e ensinando as pessoas sobre muitas coisas, entre elas, a não cairem nas mãos de maus veterinários.
    Senhora XXX, por favor, não se dê ao trabalho de responder porque seu endereço irá direto para minha lixeira eletrônica, de onde, aliás, não deveria ter saído. Espero apenas que a senhora seja mais educada e respeitosa com seus clientes e seus animais, porque tenho certeza de que tudo que escrevi não surtirá efeito em seu espírito por um motivo bem simples: contra a ignorância não há argumentos.

    Passar bem,


    Ana Corina
    Visite:
    maedecachorro.com.br
    & leia: Coluna Mãe de Cachorro, toda 6ªf no jornal Notícias do Dia.
    Spam não! Sempre use cópia oculta (BCC) e retire endereços de terceiros ao repassar mensagens.

    Categoria: Denúncias, Veterinários
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    68 Comentários:

    1. Danielle Oliveira Chagas disse:

      12 de março de 2014 às 12:55

      eu gostaria de saber se obrigado veterinarios atender animais de rua de graça ?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        12 de março de 2014 às 18:43

        Nunca! E ninguém pede isso deles. Mas deveria ser obrigatório os veterinários estudarem MUITO e SEMPRE, pois o que mais temos visto são tratamentos absurdos, diagnósticos equivocados, falta de consideração e carinho com os animais que tratam e por aí segue a longa lista de absurdos. Claro que existem os mercenários e os verdadeiramente comprometidos, mas NENHUM tem que atender ninguém de graça, vai da vontade de ajudar de cada um. Do mesmo modo que NINGUÉM é obrigado a AJUDAR ninguém ou bicho nenhum e mesmo assim há inúmeras pessoas gastando tempo, energia e dinheiro me prol do próximo. Castrar a preços sociais não é favor, é ter participação em um mundo melhor e é INTELIGENTE, pois dá lucro e não é pouco. Conheço veterinários que castram muito e, consequentemente, recebem por isso. A diferença é que não exploram as pessoas com preços absurdos.

    2. Danielle De Oliveira Chagas disse:

      5 de setembro de 2013 às 14:20

      Boa tarde, gostaria de saber se veterinário é obrigado atender cachorros de ruas de graça se existe alguma lei sobre esse artigo, me responda é urgente pq tem um cachorrinho aki na minha rua e ela está muito doente.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        5 de setembro de 2013 às 15:11

        Oi Danielle, não, esta é uma questão de consciência sobre responsabilidade social, ética etc. de cada veterinário.

    3. Mãe de Cachorro disse:

      12 de julho de 2010 às 22:44

      Ai, gente… Faz quase um ano que publiquei este post e infelizmente as coisas não só não mudaram como cada vez recebo mais relatos de profissionais sem ética, consciência e amor aos animais que atendem…
      🙁

    4. Anonymous disse:

      12 de julho de 2010 às 17:34

      Olá, Ana!! Sou de Salvador(BA) e infelizmente a maioria dos veterinários daqui pensa dessa forma, como essa tal de XXX. Aliás, canso de repetir que se os veterinários de minha cidade amassem de fato os bichinhos, não haveria tantos cães e gatos abandonados nas ruas, pois no mínimo fariam campanhas em prol da posse responsável. Penso que se cada um deles usasse um dia no ano que fosse para atender de graça os nossos peludinhos carentes, já estariam ajudando muito e tenho certeza que não morreriam de fome por isso! Ah, também tenho uma filhinha de 9 aninhos, que amo de paixão! Bjs!!!!! Jamile.

    5. Europanet disse:

      23 de fevereiro de 2010 às 17:10

      Achei legal o seu blog!
      Imagino que começou meio despretensioso e agora está aí, fazendo sucesso…
      Quanto a veterinários, aqui aonde vivo pelo meno, está difícil achar profissional que equilibre "ganhar a vida" e atender bem!
      Resumindo, no próximo semestre começo medicina veterinária, curso integral de 4 anos.
      Boa sorte e abraço a todos.

    6. João disse:

      30 de janeiro de 2010 às 20:47

      Querida Ana,
      Adoro sua sinceridade e garra para combater os maus tratos
      Mãe de cachorro e de todo ser vivo é mâe e tem amor incondicional. Estou amargando há três meses a história de uma amiga da cidade sorriso, Curitiba, Paraná, que teve seu filhotinho tratado de uma virose que nunca existiu segundo a necropsia e laudos macroscópicos e microscópicos feito por patologistas. O coitadinho tomou doses cavalares medicamentos sem um diagnóstico real e entrou em quadro irreversível. Durante o internamento neste hospital e percebendo a piora, ela questionou os deuses deste 24h que se diz o mais moderno e chique da cidade, solicitou outros exames e foi tratada com descaso. No dia após a morte do bebê foi informada que deveria pagar integralmente para receber laudos e detalhamento da contas que excederam alguns mil reais e que não poderia mais voltar ao hospital, pois conforme o código de ética eles tinha o direito de recusar-se a atendê-la por ter colocado a competencia da equipe em dúvida. Sem saber desta decisão formalmente, teve uma emergência com outro cão, cliente assíduo deste "dito hospital" e portanto, com prontuário e exames em poder deste. Ela foi buscar serviço, NÃO FAVORES, e eles se negaram a atender levando quase a óbito um segundo animal já idoso, que felizmente encontrou doutores de verdade e passa bem. Acho que existem bons e maus profissionais em todas as áreas, mas este tipo de veterinário irresponsável, de mortal ignorância com certeza mancha a reputação de pessoas como você que realmente gostam do que fazem e amam os animais, mais que baladinhas, aparências e não precisam se esconder a incompetência em propagandas enganosas e titulos. Parabéns pelo seu trabalho. Desabafei pelo luto de minha amiga que é mâe de cachorro e perdeu seu bebê apesar daquele hospital divulgar ter o melhor equipamento de imagem, o melhor centro cirurgico, o melhor isso e melhor aquilo, tem sem dúvida a pior equipe da cidade e a pior estratégia de marketing.
      jpneto666@gmail.com

    7. ¸.•♥☆ Bru ☆♥•.¸ . disse:

      2 de janeiro de 2010 às 16:33

      Eu sou tua fã!
      Quando encontrei a primeira vez o site, logo pensei: nooooooossa! Que bom que, como eu, existem pessoas que se sentem realmente mães de anjos de 4 patas! Sempre me senti mãe, até ando com uns bonqeuinhos no meu colar representando minhas crias. E, quando perguntam, eu digo que tenho 3 filhos e meu tio tem mais 5. E somos uma família muito feliz!

    8. Anonymous disse:

      30 de dezembro de 2009 às 15:21

      MAS ESPERO QUE A HUMANIDADE TEM CONSCIENCIA E TENHA MAIS AMOR PELOS ANIMAIS,EU ENCONTREI UM FILHOTE COM A PERNA AMPUTADA TODA MACHUCADA,FICO PENSANDO COMO UMA PESSOA TEM CORAGEM E MALTRATAR UM ANIMAL TAO INOCENTE QUE SO QUER CARINHO E COMIDA!!! E FOI EM UM VARIOS VETERINARIOS E NENHUM QUIS AJUDAR E COBRAR MAIS BARATO PRA SALVAR O POBRE ANIMAL,MAS ENCONTREI UM FILHO DE DEUS Q ME AJUDOU NAO PENSOU SO NO DINHEIRO AGORA A CADELINHA ESTA BEM COLOQUEI O NOME DE VIOTRIA PQ ELA LUTOU MUITO!PESSOAS VAMOS CUIDAR DOS AMIGUINHOS SAIBAO Q ELES SAO MELHORES QUE MUITAS PESSOAS Q TEM POR AI…

    9. Anonymous disse:

      30 de dezembro de 2009 às 15:20

      MAS ESPERO QUE A HUMANIDADE TEM CONSCIENCIA E TENHA MAIS AMOR PELOS ANIMAIS,EU ENCONTREI UM FILHOTE COM A PERNA AMPUTADA TODA MACHUCADA,FICO PENSANDO COMO UMA PESSOA TEM CORAGEM E MALTRATAR UM ANIMAL TAO INOCENTE QUE SO QUER CARINHO E COMIDA!!! E FOI EM UM VARIOS VETERINARIOS E NENHUM QUIS AJUDAR E COBRAR MAIS BARATO PRA SALVAR O POBRE ANIMAL,MAS ENCONTREI UM FILHO DE DEUS Q ME AJUDOU NAO PENSOU SO NO DINHEIRO AGORA A CADELINHA ESTA BEM COLOQUEI O NOME DE VIOTRIA PQ ELA LUTOU MUITO!PESSOAS VAMOS CUIDAR DOS AMIGUINHOS SAIBAO Q ELES SAO MELHORES QUE MUITAS PESSOAS Q TEM POR AI…

    10. Ana Corina disse:

      19 de outubro de 2009 às 00:02

      Oi pessoas do BEM! Fico feliz e agradecida com o apoio de vocês. O triste é ver o QUANTO ainda existem péssimos profissionais.

      Ainda esta semana que passou fiquei sabendo que aqui em Floripa uma pessoa mandou cortar as orelhas de uma filhotona de dobermann e o esquema para cometer este CRIME é quase cinematográfico e não consegui rastrear o veterinário criminoso. Mas estou ligada e vou tentar descobrir só para ter o prazer de denunciar este infeliz para o CRMV de SC.

      Beijo a todos!

    11. Jaína Sabel disse:

      18 de outubro de 2009 às 21:01

      Querida Ana,
      Conheci seu site por intermédio de uma amiga e desde então sempre dou uma passadinha para olhar. Não sou de nenhuma ong, mas faço tudo o que posso. Também sou doninha de um trem desgovernado chamado Thamys, que é mistura de dobermann com labrador (48KG) que se não estivesse aqui em casa, certamente já estaria no céu dos cachorrinhos porque foi fruto de uma ninhada indesejada. Além disso sou doninha da Jaque, que meu marido adotou porque ela morava no quartel do corpo de bombeiros da Trindade e do Husky, que por mais de 10 anos morou no Centro de Artes da UDESC. Faço o que posso prá ajudar, mas não consigo ser um lar de apoio porque me apego demais e minha vida pára. Minha mãe e meu sogro também tem duas "filhas" que eu e meu marido arranjamos prá eles, mas tenha certeza que elas estão melhores do nós mesmos, cheias de mimo. Também dou uma força sempre que posso por aí afora. Fiquei indignada com o comentário da médica veterinária não identificada, mas fiquei orgulhosa com sua resposta. Continue assim e faço minhas as palavras de minha amiga Neide, cachorreira, que certamente conheces: "Você é daquelas pessoas que o mundo precisa ter mais". Um beijo e muito prazer em te conhecer, Jaína

    12. Anonymous disse:

      18 de outubro de 2009 às 16:50

      ESTOU INDIGNADA TBÉM COM UM OUTRO COMENTÁRIO DE UMA VETERINÁRIA. ELA DISSE A UMA AMIGA PARA "NÃO ADOTAR" E SIM "COMPRAR" UM GATINHO. POIS MINHA AMIGA TEM UM PERSA, E SEGUNDO ESSA VET, O GATINHO PERSA PODE ADQUIRIR A PIF DE UM VIRA LATA ADOTADO DA ZOONOSES.FIQUEI DE CARA! INDIGNADA! SEI QUE QQUER ANIMAL PODERÁ VIR COM ALGUMA DOENÇA, PRINCIPALMENTE OS DE RAÇA PROVENIENTES DE GATIS…
      AGORA, PQ INCENTIVAR A COMPRA?

    13. Ana Corina disse:

      29 de setembro de 2009 às 23:30

      Oi Carmem,
      fica ligada, porque nos Estados Unidos e Europa eles nem dão as vacinas todos os anos, sabia? Vou até postar sobre isso. Sob a desculpa da saúde, estão entupindo nossos peludos (e crianças também) de vacinas que não necessariamente devem ser aplicadas com a frequência que nos contam. O reforço semestral da leptospirose mesmo é um caso. Uma amiga vet que trabalhou pra um laboratório no RJ contou que a dose anual que vem na polivalente já é suficiente, mas mesmo assim eles nos empurram a 2ª dose seis meses depois goela abaixo e nós, preocupados com a saúde deles, fazemos, mas na verdade podemos é ainda os estar prejudicando… Parabéns por cuidares tão bem dos teus peludos! Beijo grande.

    14. caca disse:

      29 de setembro de 2009 às 23:16

      Ana !
      Me chamo Carmen, sou de Passo Fundo, tenho 5 cachorros, 3 pastores alemães- sendo que uma é fêmea, 1 pastor belga e uma podlle. Além de um casal de gatos e um casal de periquitos…uffa !!!!! Adoro animais, e justamente por amá-los sei o quanto é importante a castração !
      Odeio ver meus cães que vivem soltos no pátio brigando por direitos à território, ou brigando por que a cadela estava no cio..
      Portanto, na medida do possível, venho castrando cada um deles, e realmente a conta não baixa de R$ 600,00 (particular)cães de porte grande, mais R$ 300.00 que foi o gato. Ainda restam 3 cães e uma gata….Procurei o Hospital Veterinário e fui informada por Jairo, que eles não fazem castração de graça ! Fazer o quê ? Esperar os meus cães se matarem ? Prendê-los ???? Com certeza darei um jeito ! Não me desfaço deles, pois são filhos (pastores) de um casal que já morreu, que inclusive o pai deles morreu em maio deste ano, tivemos que pagar mais de R$ 3,000.00 para tentar salvá-lo, mas infelizmente a eutanásia foi necessária, ele tinha 14 anos.
      Fora a alimentação 15 kg por semana(special croc Royal canin),mais os frontline para cada um, mais o banho duas vezes ao mês, mais todas as vacinas que chegam perto de 1,500,00 ao ano….Pois é ! E tem gente que acha que isso é um absurdo ! Mas eu preciso cuidar deles ! Eles cuidam minha casa,de cada um de nós ! faça chuva, frio, e…..dão AMOR E CARINHO à todos nós !!! Não custa eu fazer um sacrifício !
      Então, acho que a SRA XXX deveria cuidar mais suas palavras…
      Quem procura sempre acha !
      Boa Sorte, Saúde e Muito SUCESSO !
      São Francisco te abençoe !
      Carmen Martineli
      Só quem realmente AMA os animais

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados